Restauração da fachada do Palácio da Justiça do Paraná

estudo de caso em patrimônio histórico

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/parc.v13i00.8657300

Palavras-chave:

Restauro, Arquitetura moderna, Patologia, Fachada, Pastilha cerâmica, Manutenção predial

Resumo

Projetos orientados para restauração têm como função reestabelecer a unidade potencial da edificação sem interferir nos traços históricos e artísticos da obra original. Na arquitetura, surgem como uma proposta de preservar bens com valores socioculturais e de preservar o meio ambiente. Dessa forma, as técnicas empregadas durante o processo de restauração apresentam peculiaridades. O objetivo deste trabalho é apresentar um estudo de caso de um processo de restauração de uma fachada em uma edificação no sul do Brasil. Trata-se de um bem tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – IPHAN, o Palácio da Justiça do Paraná. Este trabalho limita-se apenas às fachadas do edifício, focando na restauração dos revestimentos, pastilhas cerâmicas. A metodologia apresenta um levantamento das patologias, os problemas encontrados e as possíveis soluções. Nos resultados, apresenta-se a verificação dos métodos sugeridos, os quais envolvem práticas e conceitos de restauração, além da validação dos procedimentos executados certificando o restabelecimento do estado semelhante do original da mirífica obra arquitetônica. Conclui-se que a obra foi restaurada com os métodos empregados e que com os aprimoramentos das técnicas demonstradas pode-se criar um direcionamento para obras desse viés.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ian Hudson Moggio, Pontifícia Universidade Católica do Paraná

Técnico em Edificações pelo Colégio Estadual do Paraná. Graduando em Arquitetura e Urbanismo na Universidade Católica do Paraná (Curitiba - PR, Brasil).

Thereza Christina Costa Duarte, Colégio Estadual do Paraná

Arquiteta e Urbanista pela Universidade Santa Úrsula. Professora do Curso Técnico Integrado em Edificações do Colégio Estadual do Paraná (Curitiba - PR, Brasil).

Maria Lucia Miyake Okumura, Pontifícia Universidade Católica do Paraná

Doutorado em Engenharia de Produção e Sistemas pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná. Professora da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (Curitiba - PR, Brasil).

Osiris Canciglieri Junior, Pontifícia Universidade Católica do Paraná

Doutorado em Automação da Manufatura pela Loughborough University. Professor da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (Curitiba - PR, Brasil).

Referências

AGUDELO, L. P. P.; CASAGRANDE JR, E. F. Construções sustentáveis: uma casa conceito em Curitiba. Revista Educação & tecnologia. Universidade Tecnológica Federal do Paraná. Curitiba, v. 4, n. 4, p. 85-96, 2000. Disponível em: http://revistas.utfpr.edu.br/pb/index.php/revedutec-ct/article/view/2023. Acesso em: 9 jan. 2022.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 5462: Confiabilidade e manutenibilidade. Rio de Janeiro, 1992.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 13816: Placas cerâmicas para revestimento – Terminologia. Rio de Janeiro, 1997.

BARACHO, A. S. B. Patrimônio Sustentável: Reflexões sobre as melhores práticas anglo-saxônicas aplicadas a Edificações Culturais. 2013. Dissertação (Mestrado em Ambiente Construído e Patrimônio Sustentável) - Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2013.

BEALL, C. Accommodating construction tolerances. Concrete Construction (The Aberdeen Group, PUBLICATION #M950260), 1995. Disponível em: https://www.concreteconstruction.net/how-to/construction/accommodating-construction-tolerances_o. Acesso em: 10 ago. 2018.

BRANDI, C. Teoria da Restauração. Cotia, São Paulo: Ateliê, 2004.

BRASIL. Art. 216. Diário Oficial da República Federativa do Brasil. Brasília, DF: Senado Federal, 1988.

BRASIL. Decreto nº 25. Diário Oficial da Republica dos Estados Unidos do Brasil. Rio de Janeiro, 1937.

CASTRO, E. A. EDIFÍCIOS PÚBLICOS DE CURITIBA: Ecletismo e modernismo na arquitetura oficial. Curitiba, PR: Edição do Autor, 2011.

CORBELLA, Oscar; YANNAS, Simos. Em Busca de Uma Arquitetura Sustentável Para os Trópicos. Rio de Janeiro: Editora Revan. 2003.

DEMING, William Edwards. Out of the crisis. Cambrige: MIT Center for advanced Engineering Study. Londres, 1986.

DINIZ, P. H. C.; ALMEIDA, C. C. O. O Reuso de edificações históricas e sua importância para a sustentabilidade nas cidades. In: SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE CONSTRUÇÕES SUSTENTÁVEIS. 5., 2016, Passo Fundo. Anais [...]. Passo Fundo: IMED, 2016.

DURÁN, Nelson; MATTOSO, Luiz Henrique Capparelli e MORAIS, Paulo Cezar de. Nanotecnologia – Introdução, preparação e caracterização de nanomateriais e exemplos de aplicação. 1. ed. São Paulo: Artliber, 2006.

FARAH, A. P. Restauro Arquitetônico: a formação do arquiteto no Brasil para preservação do patrimônio edificado. História, São Paulo, v. 27, n.2, p. 31-47, 27 fev. 2008. DOI: https://doi.org/10.1590/S0101-90742008000200003 DOI: https://doi.org/10.1590/S0101-90742008000200003

LINN, C.; FORTMEYER, R. Kinetic architecture: design for active envelopes. Austria: Images Publishing, 2014.

LORDSLEEM JÚNIOR, A. C. Sistemas de recuperação de fissuras da alvenaria de vedação: avaliação da capacidade de deformação. 1997. 174 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Civil) - Departamento de Engenharia de Construção Civil, Universidade de São Paulo, São Paulo, 1997.

MEDEIROS, J. S. Tecnologia e Projeto de revestimentos cerâmicos de fachadas de edifícios. 1999. 458 p. Tese (Doutorado) – Universidade de São Paulo, São Paulo, 1999.

MEDEIROS, J. S., FRANCO, L. S. Prevenção de trincas em alvenarias através do emprego de telas soldadas como armadura e ancoragem. Texto Técnico. Escola Politécnica da USP. Departamento de Engenharia de Construção Civil – Universidade de São Paulo, São Paulo, 1999.

MILLER, J. C., SERRATO, R., KUNDAHL, G., The Handbook of Nanotechnology: Business, Policy and Intellectual Property Law. New Jersey, Wiley, 2005.

PARANÁ, Ministério Público. Memorial. 2019. Disponível em: http://www.memorial.mppr.mp.br/galeria/1/33/Palacio-da-Justica.html#menu-galeria. Acesso em 15 set. 2019.

PLANVILLE. Relatório Técnico. Memorial executivo de restauro: Edificação tombada no centro cívico. Curitiba, 2014.

RIBEIRO, F. A.; BARROS, M. M. S. B. Juntas de movimentação em revestimentos cerâmicos de fachadas. Editora Pini; 1ª Ed. São Paulo, 2010.

ROCHA, H. F. Importância da manutenção predial preventiva. Holos. v. 2, p. 72-77, 2007. DOI : https://doi.org/10.15628/holos.2007.104 DOI: https://doi.org/10.15628/holos.2007.104

ROGERS, E. N.; SERT, J. L.; TYRWHITT, J. El Corazón de la ciudad. Barceloana: Editora Científico, 1955.

SICILIANO, Ana Lucia et al. Guia sustentabilidade na arquitetura: diretrizes de escopo para projetistas e contratantes. Grupo de Trabalho de Sustentabilidade AsBEA -- São Paulo: Prata Design, 2012.

SOUSA, R.; SILVA, F. M.; SOUZA, F. Fachadas de Edifícios. Lisboa: Editora Lidel, 2016.

TIRELLO, R. A.; COSTA, A. C. S. DA. Questões sobre conservação do patrimônio arquitetônico moderno e a Vila Serra do Navio. PARC Pesquisa em Arquitetura e Construção, v. 8, n. 2, p. 75-87, 30 jun. 2017. DOI: https://doi.org/10.20396/parc.v8i2.8648299. DOI: https://doi.org/10.20396/parc.v8i2.8648299

Downloads

Publicado

2022-01-13

Como Citar

MOGGIO, I. H.; DUARTE, T. C. C.; OKUMURA, M. L. M.; CANCIGLIERI JUNIOR, O. . Restauração da fachada do Palácio da Justiça do Paraná: estudo de caso em patrimônio histórico. PARC Pesquisa em Arquitetura e Construção, Campinas, SP, v. 13, n. 00, p. e022006, 2022. DOI: 10.20396/parc.v13i00.8657300. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/parc/article/view/8657300. Acesso em: 1 dez. 2022.