Belém com fisionomia de metrópole

David Lopes e a produção arquitetônica nos anos 40

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/parc.v12i00.8657329

Palavras-chave:

Cultura arquitetônica, Relações luso-brasileiras, David Lopes, Belém-PA

Resumo

Este estudo teve como objetivo principal a investigação da produção arquitetônica na Belém dos anos 1940, no período em que as primeiras construções modernistas surgiam em forma da verticalização da Avenida 15 de agosto e a linguagem neocolonial, inspirada do conceito de identidade nacional, despontava, ambas convivendo com as edificações ecléticas. Para isto, realizou-se esta análise à luz da produção do Arquiteto português David Ferreira de Oliveira Lopes (1911-1987), premiado profissional atuante nesta década na cidade, de forma a notar os trânsitos culturais transatlânticos expressos na Arquitetura. Foram adotados modelos para que estas arquiteturas pudessem ser compreendidas sob a perspectiva da modernização da cidade e das influências entre Portugal e Brasil. Perspectiva essa que norteava a Arquitetura não somente como o desenho do espaço, do habitar e do frequentar, mas como uma das Belas Artes, não à toa eram realizadas premiações aos melhores projetos de arquitetura da cidade, nos chamados Salões Oficiais de Belas Artes do Estado do Pará, tendo sido o próprio David Lopes homenageado com diversas destas premiações. Trazer à luz as obras e projetos deste arquiteto permite entender o longo processo em que o tradicionalismo se conjugou aos anseios de modernização na produção da metrópole da Amazônia durante o século XX.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cybelle Salvador Miranda, Universidade Federal do Pará

Doutorado em Ciências Sociais em Universidade Federal do Pará. Professora Associada na Universidade Federal do Pará, Instituto de Tecnologia.

 

Beatriz Martins Maneschy, Universidade Federal do Pa´rá

Graduação em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Federal do Pará. Mestrado em andamento na 
Universidade Federal do Pará,

Referências

ALBERTO, Klaus Chaves. Francisco Baptista de Oliveira e a noção de Urbanismo. Cadernos de Arquitetura e Urbanismo. Belo Horizonte, v. 23, n. 32, mar. 2017. ISSN 2316-1752. Disponível em: http://seer.pucminas.br/index.php/Arquiteturaeurbanismo/article/view/14359. Acesso em: 12 jun. 2019. DOI: https://doi.org/10.5752/P.2316-1752.2016v23n32p136-149.

ARTeBLOG. Análise da pintura “Gather Ye Rosebuds While Ye May” de John William Waterhouse. 6 abr. 2019. Disponível em: https://www.arteeblog.com/2019/04/analise-da-pintura-gather-ye-rosebuds.html. Acesso em: 9 jul. 2021.

BISPO, Raphael. Selecionar, disputar e conservar: práticas de comunicação social e constituição da memória nacional pelo Iphan. Revista CPC, n.11, p. 33-59, 2011. DOI: https://doi.org/10.11606/issn.1980-4466.v0i11p33-59.

AZEVEDO, Felipe Moreira. A linguagem Arquitetônica Tradicionalista: Estudo das residências neocoloniais no bairro de Nazaré, em Belém do Pará (1910-1940). 2015. Dissertação (Mestrado em Arquitetura e Urbanismo) - Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo, Universidade Federal do Pará, Belém, 2015.

BRITO, Eugênio Leitão. Os Portugueses no grão Pará. Belém: Conselho da Comunidade Luso-brasileira do Pará, 2000.

CHAVES, Celma; MIRANDA, Lana. Avenida Presidente Vargas: Onde Belém foi mais moderna. Um estudo sobre a verticalização da Avenida Presidente Vargas. In: SEMINÁRIO DE ARQUITETURA MODERNA NA AMAZÔNIA. 1, 2016, Manaus. Anais [...]. Manaus: UFMA, 2016.

CHAVES, Túlio Augusto Pinho de Vasconcelos. Isto não é para nós? Um estudo sobre a verticalização e modernidade em Belém entre as décadas de 1940 e 1950. 2011. Dissertação (Mestrado em História Social da Amazônia) - Programa de Pós-Graduação em História Social da Amazônia, Universidade Federal do Pará, Belém, 2011.

FERREIRA, Anete Costa. Pedro Teixeira – uma aventura épica na Amazónia. Lisboa: Ésquilo, 2013.

GOMES, Elane Cristina Rodrigues. Vida material: Entre casas e objetos, Belém 1920-1945. 2009. Dissertação (Mestrado em História) - Programa de Pós-Graduação em História Social, Universidade Federal do Pará, Belém, 2009.

IMPONENTE edifício será construído na Av. 15 de Agosto para a agência do Loide. A Província do Pará, Belém, p. 8, 2 nov. 1948.

JORNAL DO BRASIL. Notas Sociais. Rio de Janeiro, 27/12/1944, p. 8.

KESSEL, C. Estilo, discurso, poder: arquitetura neocolonial no Brasil. História Social, n. 6, p. 65-94, 1999. Disponível em: https://www.ifch.unicamp.br/ojs/index.php/rhs/article/view/179. Acesso em: 6 jul. 2021.

MEIRA FILHO, Augusto; LOPES, David. Praça “Pedro Teixeira” Motivos de sua existência Razões de seu projeto. Jornal A Folha do Norte, Belém, p. 11, 3 nov. 1943.

MEIRA FILHO, Augusto. Um esboço rápido do majestoso plano. A Província do Pará, Belém, p. 8, 12 out. 1947a.

MEIRA FILHO, Augusto. Um esboço rápido do majestoso plano - A Escola de Educação Física. A Província do Pará, Belém, p. 8, 19 out. 1947b.

MEIRA FILHO, Augusto. Rápido esboço do majestoso plano O Ginásio. A Província do Pará, Belém, p. 8, 26 out. 1947c.

MEIRA FILHO, Augusto. Rápido esboço do majestoso plano O Hotel dos atletas. A Província do Pará, Belém, p. 8, 2 nov. 1947d.

MEIRA FILHO, Augusto. Rápido esboço do majestoso plano. A Província do Pará, Belém, p. 8, 9 nov. 1947e.

MEIRA, Maria Angélica Almeida de. A arte do fazer: o artista Ruy Meira e as artes plásticas no Pará dos anos 1940 a 1980. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Mestrado em Bens Culturais e Projetos Sociais) - Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil - CPDOC, FGV, Rio de Janeiro, 2008.

MELLO, Fabio de Assis. A verticalização em Belém do Pará: um estudo das transformações urbanas e arquitetônicas em edifícios residenciais multifamiliares. 2007. Dissertação (Mestrado em Ciências da Arquitetura) – Programa de Pós-graduação em Arquitetura, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2007.

PARÁ. GOVERNO DO ESTADO. Catálogo do VIII Salão Oficial de Belas Artes, Belém, 1947.

SARGES, Maria de Nazaré. Riquezas produzindo a Belle-Époque (1870-1912). 2. ed. Belém: Editora Paka-Tatu, 2002.

SARQUIS, Giovanni Blanco; CAMPOS NETO, Candido Malta. A arquitetura como expressão da modernidade em Belém entre 1930 e 1964. Cadernos de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo, Mackenzie. São Paulo, v. 3, n. 1, p. 29-51, 2003. Disponível em: http://editorarevistas.mackenzie.br/index.php/cpgau/article/view/5983. Acesso em: 6 jul. 2021.

SILVA, Leonor Cabral Matos. Cultura Arquitetônica em Lisboa: Um olhar a partir da ESBAL/FAUTL no período de 1975 a 1990. 2011. Dissertação (Mestrado em Arquitetura) – Universidade Técnica de Lisboa/Faculdade de Arquitectura, Lisboa, 2011.

SOARES, Karol Gillet. As formas de morar na Belém da Belle-Époque (1870-1910). 2008. Dissertação (Mestrado em História Social da Amazônia) - Programa de Pós-Graduação em História, Universidade Federal do Pará, Belém, 2008.

SOCIEDADE ARTÍSTICA INTERNACIONAL. Catálogo do I Salão Oficial de Belas Artes, Belém, 1940.

TUTYIA, Dinah R.; MATOS, Ana Léa Nassar. SEAD - Estudo de Caso de uma Edificação de Linguagem Modernista em Belém do Pará In: SEMINÁRIO DOCOMOMO, BRASIL, 7., 2007, Porto Alegre. Anais [...]. Porto Alegre: UFRGS, 2007.

VIDAL, C. C. P. Modernização, inventividade e mimetismo na arquitetura residencial em Belém entre as décadas de 1930 e 1960. Risco Revista de Pesquisa em Arquitetura e Urbanismo (Online), [S. l.], n. 8, p. 145-163, 2008. DOI: https://doi.org/10.11606/issn.1984-4506.v0i8p145-163.

Downloads

Publicado

2021-07-15

Como Citar

MIRANDA, C. S.; MANESCHY, B. M. . Belém com fisionomia de metrópole: David Lopes e a produção arquitetônica nos anos 40. PARC Pesquisa em Arquitetura e Construção, Campinas, SP, v. 12, n. 00, p. e021018, 2021. DOI: 10.20396/parc.v12i00.8657329. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/parc/article/view/8657329. Acesso em: 25 set. 2021.