Simulação de desempenho de vidro fotovoltaico semitransparente em abertura zenital para edifício comercial

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/parc.v12i00.8657973

Palavras-chave:

Energia solar fotovoltaica, Módulos fotovoltaicos semitransparentes, Simulação computacional, EnergyPlus

Resumo

A demanda por energia em edifícios é um tema de pesquisa mundial, devido ao seu peso relativo no total da carga elétrica. Além disso, o uso da conversão fotovoltaica para gerar eletricidade no próprio local de consumo é uma das maneiras de atender a essa demanda. Este trabalho tem como objetivo avaliar a aplicação de vidro fotovoltaico semitransparente em abertura zenital de um edifício comercial e estimar o consumo e a produção de eletricidade usando simulação computacional com o EnergyPlus. O tamanho da abertura foi modificado e seu desempenho foi comparado com uma abertura comum e o uso de módulos opacos nas mesmas condições, em três diferentes zonas bioclimáticas brasileiras. Os resultados mostram que a mudança na área proporcionou diferenças significativas na geração e menos importantes no consumo. Dentre as zonas bioclimáticas, na mais fria o edifício apresentou o menor consumo e a maior geração para todas as configurações, tornando-a a melhor região para atendimento a uma meta de eletricidade líquida, ou seja, adquirida da rede pública. Comparando módulos semitransparentes com opacos, estes últimos produziram mais energia, mas o consumo foi reduzido em média 28%, com vantagem para o vidro fotovoltaico. Conclui-se que o uso da tecnologia fotovoltaica em vidro semitransparente é promissor para a integração de geradores ao edifício, mas precisa aumentar o rendimento para se aproximar dos módulos opacos no desempenho.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Leno Pôrto Dutra, Companhia Estadual de Distribuição de Energia Elétrica

Mestre em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Federal de Pelotas. Engenheiro Eletricista na Companhia Estadual de Distribuição de Energia Elétrica, Gerência Regional Sul.

Isabel Tourinho Salamoni, Universidade Federal de Pelotas

Doutorado em Engenharia Civil pela Universidade Federal de Santa Catarina.  Professora Adjunta na Universidade Federal de Pelotas, Faculdade de Arquitetura e Urbanismo.

Eduardo Grala da Cunha, Universidade Federal de Pelotas

Doutorado em Arquitetura pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Professor na Universidade Federal de Pelotas, Faculdade de Arquitetura e Urbanismo.

Referências

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 15220: desempenho térmico de edificações. Parte 3: zoneamento bioclimático brasileiro e diretrizes construtivas para habitações unifamiliares de interesse social. Rio de Janeiro: ABNT, 2005a.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 15220: desempenho térmico de edificações. Parte 2: métodos de cálculo da transmitância térmica, da capacidade térmica, do atraso térmico e do fator solar de elementos e componentes de edificações. Rio de Janeiro: ABNT, 2005b.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 16401: instalações de ar-condicionado: sistemas centrais e unitários. Parte 1: projetos das instalações. Rio de Janeiro: ABNT, 2008a.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 16401: instalações de ar-condicionado: sistemas centrais e unitários. Parte 2: parâmetros de conforto térmico. Rio de Janeiro: ABNT, 2008b.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBRISO/CIE8995: iluminação de ambientes de trabalho. Parte 1: interior. Rio de Janeiro: ABNT, 2013.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 7199: vidros na construção civil: projeto, execução e aplicações. Rio de Janeiro: ABNT, 2016.

BERKELEY LAB. OPTICS v.6.0. [S.l.]: LBNL, 2013. Available at: https://windows.lbl.gov/software/optics. Accessed: 9 Sept. 2018.

BERKELEY LAB. WINDOW v7.7.07 IGDB v 68.0.0. [S.l.]: LBNL, 2019. Available at: https://windows.lbl.gov/software/window. Accessed: 1 Aug. 2019.

BIG LADDER SOFTWARE. Euclid. [S.l.: s.n.], 2017. Available at: https://bigladdersoftware.com/projects/euclid. Accessed: 20 Oct. 2018.

CUSTÓDIO, I. P.; RÜTHER, R. Influência da integração de energia fotovoltaica a uma edificação na sua temperatura interna e no consumo energético da rede elétrica pública. In: ENCONTRO NACIONAL DE CONFORTO NO AMBIENTE CONSTRUÍDO. 14., 2017, Balneário Camboriú. Anais[...]. Balneário Camboriú: ANTAC, 2017.

DIDONÉ, E. L. Parametric study for net zero energy building strategies in Brazil considering semi-transparent PV windows. Karlsuhe, 2014. 212 p. Thesis (Doctor in Engineering) – Department of Architecture, Karlsruhe Institute of Technology, Karlsuhe, Germany, 2014. Available at: https://publikationen.bibliothek.kit.edu/1000044721. Accessed: 14 July 2018.

EMPRESA DE PESQUISA ENERGÉTICA. Balanço Energético Nacional 2019: Ano base 2018. Rio de Janeiro: EPE, 2019. Available at: http://www.epe.gov.br/pt/publicacoes-dados-abertos/publicacoes/balanco-energetico-nacional-2019. Accessed: 22 Dec. 2019.

HANSEN, C. W. et al. Calibration of Photovoltaic Module Performance Models. In: WORLD CONFERENCE ON PHOTOVOLTAIC ENERGY CONVERSION. 6., 2014, Kyoto. Proceedings [...]. Kyoto, Japan: [s.n.], 2014. Available at: https://energy.sandia.gov/wp-content/gallery/uploads/5DV3_56_paper.pdf. Accessed: 9 Sept. 2018.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Mapa político do Brasil. [S.l.]: IBGE, 2019. Available at: https://portaldemapas.ibge.gov.br/portal.php#homepage. Accessed: 2 Aug. 2019.

INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, NORMALIZAÇÃO E QUALIDADE INDUSTRIAL. Regulamento Técnico da Qualidade para o Nível de Eficiência Energética de Edificações Residenciais. Rio de Janeiro: INMETRO, 2012. Available at: http://www.pbeedifica.com.br/sites/default/files/projetos/etiquetagem/residencial/downloads/RTQR.pdf. Accessed: 29 July 2018.

INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, NORMALIZAÇÃO E QUALIDADE INDUSTRIAL. Regulamento Técnico da Qualidade para o Nível de Eficiência Energética de Edificações Comerciais, de Serviços e Públicas. Rio de Janeiro: INMETRO, 2013. Available at: http://www.pbeedifica.com.br/sites/default/files/projetos/etiquetagem/comercial/downloads/Port372-2010_RTQ_Def_Edificacoes-C_rev01.pdf. Accessed: 29 July 2018.

JELLE, B. P. Building integrated photovoltaics: a concise description of the current state of the art and possible research pathways. Energies, v. 9, n. 1, p. 1–30, 2016. DOI: https://doi.org/10.3390/en9010021.

KING, D. L.; BOYSON, W. E.; KRATOCHVIL, J. A. Photovoltaic Array Performance Model. Sandia Report nº 2004-3535, v. 8, n. December, p. 1–19, 2004. DOI: https://doi.org/10.2172/919131.

LABORATÓRIO DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA EM EDIFICAÇÕES. Arquivos climáticos INMET 2012. Florianópolis: UFSC/LabEEE, 2012. Available at: http://www.labeee.ufsc.br/downloads/arquivos-climaticos/formato-epw. Accessed: 9 Sept. 2018.

LI, D. H. W. et al. Energy and cost analysis of semi-transparent photovoltaic in office buildings. Applied Energy, v. 86, n. 5, p. 722–729, 2009. DOI: https://doi.org/10.1016/j.apenergy.2008.08.009.

NATIONAL RENEWABLE ENERGY LABORATORY. Sandia PV module database - library editor of System Advisor Model (SAM). [S.l.]: NREL, 2014.

ORDENES, M. et al. Metodologia utilizada na elaboração da biblioteca de materiais e componentes construtivos brasileiros para simulações no VisualDOE-3.1. Florianópolis: UFSC/LabEEE, 2003. Available at: http://www.labeee.ufsc.br/node/266. Accessed: 9 Sept. 2018.

PENG, J. et al. Validation of the Sandia model with indoor and outdoor measurements for semi-transparent amorphous silicon PV modules. Renewable Energy, v. 80, p. 316–323, 2015. DOI: https://doi.org/10.1016/j.renene.2015.02.017.

PENG, J. Consult about SAPM parameters. Personal message. Hong Kong, China, 2018.

REN21. Renewables 2019 Global Status Report. Paris: REN21, 2019. Available at: https://www.ren21.net/gsr-2019. Accessed: 5 July 2019.

TRIMBLE NAVIGATION LIMITED. SketchUp Make 2016. [S.l.: s.n.], 2016. Available at: https://www.sketchup.com/download. Accessed: 10 Mar. 2018.

US DEPARTMENT OF ENERGY. EnergyPlus v.9.1.0. [S.l.: s.n.], 2019a. Available at: https://energyplus.net. Accessed: 1 July 2019.

US DEPARTMENT OF ENERGY. EnergyPlus Version 9.1.0 Documentation - Input Output Reference. [S.l.: s.n.], 2019b.

WANG, M. et al. Assessment of energy performance of semi-transparent PV insulating glass units using a validated simulation model. Energy, v. 112, p. 538–548, 2016. DOI: https://doi.org/10.1016/j.energy.2016.06.120.

WONG, P. W. et al. Semi-transparent PV: Thermal performance, power generation, daylight modelling and energy saving potential in a residential application. Renewable Energy, v. 33, n. 5, p. 1024–1036, 2008. DOI: https://doi.org/10.1016/j.renene.2007.06.016.

Downloads

Publicado

2021-02-05

Como Citar

DUTRA, L. P.; SALAMONI, I. T. .; CUNHA, E. G. da . Simulação de desempenho de vidro fotovoltaico semitransparente em abertura zenital para edifício comercial. PARC Pesquisa em Arquitetura e Construção, Campinas, SP, v. 12, n. 00, p. e021009, 2021. DOI: 10.20396/parc.v12i00.8657973. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/parc/article/view/8657973. Acesso em: 25 set. 2021.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)