Banner Portal
Leitura de mídias móveis como estratégia complementar de projeto
PDF

Palavras-chave

Aplicativo
Poéticas das novas mídias
Projeto arquitetônico
Projeto urbano

Como Citar

FARIA, Gustavo Henrique Campos de; VAZ, Carlos Eduardo Verzola; CORREA, Sara Dotta; SOUZA, Larissa Pereira de. Leitura de mídias móveis como estratégia complementar de projeto. PARC Pesquisa em Arquitetura e Construção, Campinas, SP, v. 11, p. e020023, 2020. DOI: 10.20396/parc.v11i0.8658208. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/parc/article/view/8658208. Acesso em: 14 abr. 2024.

Resumo

O uso de dispositivos móveis e a emergência da cultura de aplicativos proporcionam novas formas de interação entre sujeito e espaço, promovendo conexão, aprendizado e inovação considerados positivos para a vivência nas cidades.  Com isso, a presente pesquisa buscou investigar diversas classes de aplicativos móveis, por intermédio de uma oficina pedagógica com estudantes de Arquitetura e Urbanismo, realizando análises e leituras de objetos midiáticos, com a aplicação do método close reading com lente analítica das poéticas das novas mídias. A ideia principal das poéticas é tornar presente para a consciência humana novas camadas de significação e existência, desvendando e revelando mundos a partir da produção de significados e realidades da cidade permeada por mídias móveis. Os dados do experimento foram coletados por meio de questionários, observação participante e grupo focal, os quais foram tratados pela análise de conteúdo da construção do discurso do sujeito coletivo, triangulados juntamente com a literatura existente (remediação, hipermediação e imediação, narrativa, interatividade e agência). Frente ao experimento pedagógico, foi possível compreender como os estudantes consideram e avaliam as possibilidades de pensar criticamente sobre o espaço mediado por mídias móveis. Além disso, os insights obtidos pelas análises podem se tornar informações complementares no diagnóstico arquitetônico, o que pode direcionar a novas possibilidades de solução de projeto. Observou-se também, que as possíveis intervenções podem se materializar em diversas escalas, constituindo-se de intervenções físicas até intervenções legais no âmbito da cidade.

https://doi.org/10.20396/parc.v11i0.8658208
PDF

Referências

ANDRADE, Max L. V. X. De; RUSCHEL, Regina Coeli; MOREIRA, Daniel de Carvalho. O processo e os métodos. In: KOWALTOWSKI, Doris C. C. K.; MOREIRA, Daniel de Carvalho; FABRÍCIO, Márcio M. (Eds.). O processo de projeto em arquitetura: da teoria à tecnologia. São Paulo: Oficina de Textos, 2011. p. 80–110.

BARDIN, Laurence. Análise de Conteúdo. Lisboa: Edições 70, 2004.

BIZZOCCHI, Jim. Ceremony of Innocence and the Subversion of Interface: Cursor Transformation as a Narrative Device. In: INTERNATIONAL DIGITAL ARTS AND CULTURE CONFERENCE, 5., 2003, Melbourne. Proceedings [...]. Melbourne: Streaming Wor(l)ds, 2003.

BIZZOCCHI, Jim. Games and narrative: An analytical framework. Loading - the Journal of the Canadian Games Studies Association, v. 1, n. 1, p. 5–10, 2007.

BIZZOCCHI, Jim; LIN, M. A. Ben; TANENBAUM, Joshua. Games, narrative and the design of interface. International Journal of Arts and Technology, v. 4, n. 4, p. 460–479, 2011. DOI: 10.1504/IJART.2011.043445

BIZZOCCHI, Jim; TANENBAUM, Joshua. Well read: applying close reading techniques to gameplay experiences. In: DAVIDSON, Drew (Ed.). Well Played 3.0: Video Games, Value, and Meaning. Pittsburgh: ETC Press, 2011. p. 262–290.

BOLTER, J. David; GRUSIN, Richard. Immediacy, Hypermediacy, and Remediation. In: BOLTER, J. David; GRUSIN, Richard. Remediation. Cambridge: MIT Press, 1999. p. 20–50.

DE SOUZA E SILVA, Adriana. From cyber to hybrid: Mobile technologies as interfaces of hybrid spaces. Space and Culture, v. 9, n. 3, p. 261–278, 2006. DOI: https://doi.org/10.1177/1206331206289022

EICHNER, Susanne. Agency and Media Reception: Experiencing Video Games, Film, and Television. Potsdam, Germany: Springer VS, 2013.

FARIA, Gustavo Henrique Campos De; VAZ, Carlos Eduardo Verzola; FADEL, Luciane Maria. Parâmetros de design na análise e leitura de artefatos midiáticos. In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NA CONSTRUÇÃO. 2., 2019, Campinas. Anais [...]. Campinas: ANTAC, 2019.

FROSH, Paul. The Poetics of Digital Media. 1a ed. Medford, MA: Polity Press, 2019.

GASTAL, Susana. Imaginário Urbano: relendo o texto praça. In: CONGRESSO DA ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO, 3., 2004, Covilhã. Actas do III SOPCOM, VI LUSOCOM E II IBÉRICO. Portugal: SOPCOM. Disponível em: http://www.labcom-ifp.ubi.pt/ficheiros/20110829-actas_vol_2.pdf.

GUNNING, Tom. The Cinema of Attraction. In: ELSAESSER, Thomas (Ed.). Early cinema: Space, frame, narrative. Londres: BFI Publishing, 1990. v. 3p. 63–70.

HOELZL, Ingrid; MARIE, Rémi. Brave New City: the image in the urban data-space. Visual Communication, v. 15, n. 3, p. 371–391, 2016. DOI: https://doi.org/10.1177/1470357216642638

JIN, Jiayi. New Poetics of Augmented Space: Re-conceptualise Augmented Space Based on Fundamentals of Augmented Reality. In: Lecture at the Conference of Museums and the Web (MW2016). Los Angeles, 2016.

JONES, John Chris. A Method of Systematic Design. In: CONFERENCE ON DESIGN METHODS. 1963, Oxford. Anais [...]. Oxford: Pergamon Press, 1963.

LAWSON, Bryan. How Designers Think : The design process demystified. 4 ed. ed. Oxford: Architectural Press, 2005.

LEMOS, André. Mídias Locativas e Territórios Informacionais. In: SANTAELLA, Lúcia; ARANTES, Priscila (Eds.). Estéticas Tecnológicas: Novos Modos de Sentir. São Paulo: EDUC, 2007. p. 207–230.

LEMOS, André. Cibercultura y movilidad: una era de conexión. Razon y Palabra, v. 22, n. 1_100, p. 107–133, 2018. Disponível em: https://www.revistarazonypalabra.org/index.php/ryp/article/view/1145. Acesso em: 20 ago. 2019.

MANOVICH, Lev. The Language of New Media. Cambridge: MIT Press, 2001.

MANOVICH, Lev. Novas mídias como tecnologia e idéia: dez definições. In: LUCIA LEÃO (Ed.). O chip e o caleidoscópio: reflexões sobre as novas mídias. São Paulo: SENAC, 2005. p. 24–50.

MANOVICH, Lev. The poetics of augmented space. Visual Communication, v. 5, n. 2, p. 219–240, 2006. DOI: https://doi.org/10.1177/1470357206065527

MCQUIRE, Scott. The Media City: Media, Architecture and Urban Space. Londres: Sage Publications, 2010.

MISKOLCI, Richard. Desejos Digitais: Uma análise sociológico da busca por parceiros online. Belo Horizonte: Ed. Autêntica, 2017.

MITCHELL, William J. E-topia: A vida urbana - mas não como a conhecemos. São Paulo: Senac, 2002.

MURRAY, Janet. Agency. In: The Aesthetics of the Medium. Cambridge: MIT Press, 1998. p. 126–153.

NORBERG-SCHULZ, Christian. O fenômeno do lugar. In: NESBITT, Kate (Ed.). Uma nova agenda para a arquitetura: antologia teórica (1965-1995). 2a ed. São Paulo: Cosac Naify, 2008. p. 443–461.

PLATÃO, Francisco; FIORIN, José Luiz. Para entender o texto: leitura e redação. São Paulo: Editora Ática, 1999.

PLATÃO, Francisco; FIORIN, José Luiz. Lições de texto: leitura e redação. São Paulo: Editora Ática, 2006.

RIBEIRO, José Carlos Santos; LIMA, Leonardo Branco. Mapas colaborativos digitais e (novas) representações sociais do território: uma relação possível. CiberLegenda, n. 25, p. 38–47, 2012. Disponível em: https://periodicos.uff.br/ciberlegenda/article/view/36882. Acesso em: 21 ago. 2020.

RICUPERO, Paulo. Ciclistas esbanjam criatividade em desenhos feitos com GPS. 2017. Disponível em: https://www.ativo.com/bike/papo-de-pedal/desenhos-feitos-com-gps/ . Acesso em: 9 ago. 2019.

ROWE, Peter G. Design Thinking. Revided ed ed. Cambridge e Londres: MIT Press, 1991.

RYAN, Marie-Laure. Avatars of Story. University of Minnesota Press, p. 6–16, 2006.

SALEN, Katie; ZIMMERMAN, Eric. Rules of Play: Game design fundamentals. London: MIT Press, 2003.

THEOHARIDOU, Marianthi; MYLONAS, Alexios; GRITZALIS, Dimitris. A risk assessment method for smartphones. In: GRITZALIS, D. FURNELL, S.; THEOHARIDOU, M. (eds) Information Security and Privacy Research. SEC 2012. IFIP Advances in Information and Communication Technology, vol 376. Springer, Berlin, Heidelberg. DOI: https://doi.org/10.1007/978-3-642-30436-1_36

TOSCANO, Patrizia. Instagram-City: New Media, and the Social Perception of Public Spaces. Visual Anthropology, v. 30, n. 3, p. 275–286, 2017. DOI: https://doi.org/10.1080/08949468.2017.1296313

VALADARES, Alberto Guerra; TEODORO, Pacelli Henrique Martins. Territórios ampliados: entre o ciber e o espaço. Pós. Revista do Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo da FAUUSP, v. 26, n. 49, p. e154021, 2019. DOI: https://doi.org/10.11606/issn.2317-2762.posfau.2019.154021

WIETHOFF, Alexander; HUSSMANN, Heinrich. Media Architecture: Using Information and Media as Construction Material. Berlin: De Gruyter, 2017.

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2020 PARC Pesquisa em Arquitetura e Construção

Downloads

Não há dados estatísticos.