As condições ambientais do edifício Vilanova Artigas, sede da FAUUSP em São Paulo

estudos analíticos

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/parc.v13i00.8661881

Palavras-chave:

Iluminação zenital, Ventilação natural, Desempenho ambiental, Simulação computacional, Arquitetura paulista

Resumo

O edifício da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAUUSP), na cidade de São Paulo, inaugurado em 1969 e tombado em 1982, é um marco da Escola Paulista de Arquitetura Moderna, expressando uma síntese entre estrutura, espaço e ambiente. A área de 40% de cobertura translúcida levanta questionamentos sobre o impacto da radiação solar incidente, durante o período mais quente do ano, nas condições luminosas e térmicas do interior. São apresentados neste artigo estudos de investigação técnica sobre as questões térmicas e de iluminação natural, com foco nos espaços dos estúdios e salas de aula, examinando os efeitos promovidos pela reforma da cobertura de 2014, que promoveu a troca dos domos. As análises de desempenho incluíram estudos analíticos realizados para o projeto da reforma. Dentre os resultados, viu-se que os ofuscamentos inerentes ao projeto original foram eliminados com o novo fechamento em acrílico leitoso, criando um ambiente luminoso homogêneo, sob a grande cobertura. Já as condições térmicas foram amenizadas com a redução de temperaturas internas máximas em 4 oC em um dia quente, devido ao aumento da ventilação alcançado com o levantamento das claraboias, porém o desconforto não foi eliminado, uma vez que as temperaturas máximas atingem por volta de 30 °C nos períodos mais quentes do ano.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Joana Carla Soares Gonçalves, Architectural Association School of Architecture

Doutorado pela Universidade de São Paulo. Professora da Architectural Association School of Architecture, da School of Architecture and Cities da University of Westminster e da Bartlett School of Architecture da University College London (Londres, Reino Unido).

Roberta Consentino Kronka Mülfarth , Universidade de São Paulo

Doutorado em Arquitetura e Urbanismo Universidade de São Paulo. Professora Associada Universidade de São Paulo, Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (São Paulo - SP, Brasil).

Ranny Loureiro Xavier Nascimento Michalski, Universidade de São Paulo

Doutorado em Engenharia Mecânica pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Professora Doutora na Universidade de São Paulo, Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (São Paulo - SP, Brasil).

Alessandra Rodrigues Prata Shimomura , Universidade de São Paulo

Doutorado em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade de São Paulo. Professora Doutora na Universidade de São Paulo, Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (São Paulo -  SP, Brasil).

Marcelo de Andrade Roméro, Universidade de São Paulo

Doutorado em Estruturas Ambientais e Urbanas pela Universidade de São Paulo. Professor Sênior na Universidade de São Paulo, Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, Departamento de Tecnologia da Arquitetura (São Paulo - SP, Brasil).

Cristiane Mitiko Sato Furuyama, Universidade de São Paulo

Doutorado em Arquitetura e Urbanismo pelo Universidade de São Paulo. Pós-doutoranda na Universidade de São Paulo, Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (São Paulo - SP, Brasil).

Johnny Klemke Costa Pinho, Empresa MG2

Mestre em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade de São Paulo. Consultor de Desempenho Ambiental de Edificações da empresa MG2 (Seattle, EUA).

Eduardo Gasparelo Lima, Universidade de São Paulo

Arquiteto e Urbanista graduado pela Universidade de São Paulo. Mestrando na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, Universidade de São Paulo (São Paulo - SP, Brasil).

Claudia Ferrara Carunchio , Universidade de São Paulo

Dupla formação em Engenharia Civil e Arquitetura e Urbanismo pela Universidade de São Paulo. Mestrado em andamento em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade de São Paulo (São Paulo - SP, Brasil).

Sylvia Tavares Segovia , Universidade de São Paulo

Arquiteta Urbanista pela Universidade de São Paulo. Programa Arquitetura e Design Ambiental, na Escola de Arquitetura e Cidades, da University of Westminster (Londres, Reino Unido).

Karen Daiane dos Santos, Universidade de São Paulo

Arquiteta e Urbanista pela Universidade de São Paulo. Cursando o programa de dupla formação em Engenharia Civil pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (São Paulo - SP, Brasil).

Referências

ABNT - ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR ISO/CIE 8995-1: Iluminação de ambientes de trabalho – Parte 1: Interior. Rio de Janeiro: ABNT, 2013.

ASHRAE - AMERICAN SOCIETY OF HEATING, REFRIGERATING AND AIR CONDITIONING ENGINEERS. ANSI ASHRAE 55-2017: Thermal Environmental Conditions for Human Occupancy. Atlanta: ASHRAE, 2017.

ARTIGAS, J. B. Vilanova. Caderno de riscos originais. São Paulo: FAUUSP, 1998.

BAROSSI, A. C. O edifício da FAU-USP de Vilanova Artigas. São Paulo: Editora da Cidade, 2016, 208 p. ISBN 9788564558212.

BAKER, N.; STEEMERS, K. Daylight Design of Buildings. London: James & James, 2002, 260 p. DOI: https://doi.org/10.4324/9781315073750. DOI: https://doi.org/10.4324/9781315073750

CORBELLA, O.; YANNAS, S. Em busca de uma arquitetura sustentável para os trópicos – Conforto Ambiental. Rio de Janeiro: Revan, 2003, 305 p. ISBN 9788571063976.

DIAL Gmbh. DIALux EVO. Versão 8.0. Disponível em: https://www.dial.de/en/dialux-desktop/download/. Acesso em: fev. 2020.

DORNELLES, K. A. Absortância solar de superfícies opacas: Métodos de determinação e base de dados para tintas látex acrílica e PVA. 2008. 160 p. Tese (Doutorado) – Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2008. DOI: https://doi.org/10.47749/T/UNICAMP.2008.429167. DOI: https://doi.org/10.47749/T/UNICAMP.2008.429167

EDSL - ENVIRONMENTAL DESIGN SOLUTIONS LIMITED. TAS Building 9.2.1.6 ed. United Kingdom: Environmental Design Solutions Limited (EDSL), 2013.

GONÇALVES, J. C. S.; UZUM, M. D.; MULFARTH, R. C. K.; LIMA, E. G.; FERREIRA, A. Revealing the thermal environmental quality of the high-density residential tall building from the Brazilian bioclimatic modernism: the case-study of Copan building. Energy and Buildings, v. 175, p. 17-29, set. 2018. DOI: https://doi.org/10.1016/j.enbuild.2018.06.054. DOI: https://doi.org/10.1016/j.enbuild.2018.06.054

LEAL, A.; KÜHL, B. M.; YOSHIOKA, E. Y.; FRANCO, F. T. S. R.; FERNANDES, G. de A.; HAYAKAWA, G. Y.; STRAUSS, L.; ROLNIK, R. Plano diretor participativo da FAU: uma proposta pactuada de intervenção nos edifícios da escola. Pós. Revista do Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo da FAUUSP, [S. l.], v. 18, n. 30, p. 252-269, 2011. DOI: https://doi.org/10.11606/issn.2317-2762.v18i30p252-269 DOI: https://doi.org/10.11606/issn.2317-2762.v18i30p252-269

MARDALJEVIC, J.; ANDERSEN, M.; ROY, N.; CHRISTOFFERSEN, J. Daylighting Metrics: Is there a relation between useful daylight illuminance and daylight glare probability? In: IBPSA-ENGLAND CONFERENCE ON BUILDING SIMULATION AND OPTIMIZATION. 1., 2012, Loughborough. Proceedings […]. Loughborough: IBPSA, 2012.

NABIL, A.; MARDALJEVIC, J. Useful daylight illuminance: a new paradigm for assessing daylight in buildings. Lighting Res. Technology, v.37, p.41-59, 2005. DOI: https://doi.org/10.1191/1365782805li128oa. DOI: https://doi.org/10.1191/1365782805li128oa

OKSMAN, S. Preservação do patrimônio arquitetônico moderno: a FAU de Vilanova Artigas. 2011. 128 p. Dissertação (Mestrado em Projeto, Espaço e Cultura) – Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2011. DOI: http://dx.doi.org/10.11606/d.16.2011.tde-18012012-144727. DOI: https://doi.org/10.11606/D.16.2011.tde-18012012-144727

PEEL, M. C.; FINLAYSON, B. L.; MCMAHON, T. Updated world map of the Köppen–Geiger climate classification. In: Hydrol. Earth Syst. Sci. v. 11, n. 5, p. 1633–1644, 2007. DOI: https://doi.org/10.5194/hess-11-1633-2007. DOI: https://doi.org/10.5194/hess-11-1633-2007

PINHO, J. K. C. FAU-USP: Desempenho Ambiental em Cenário de Mudança Climática. 2013. 130 p. Dissertação (Mestrado em Tecnologia da Arquitetura) – Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2013. DOI: http://dx.doi.org/10.11606/D.16.2016.tde-05092016-131856. DOI: https://doi.org/10.11606/D.16.2016.tde-05092016-131856

PINHO, J. K. C; GONÇALVES, J. C. S.; MULFARTH, R. C. K. Estudos Técnicos de Desempenho Ambiental da Cobertura do Edifício Vilanova Artigas na Cidade Universitária. Relatório Técnico (Acesso Restrito). LABAUT-FAUUSP. São Paulo: FAUUSP, 2013.

RORIZ, M. Arquivos Climáticos de Municípios Brasileiros. Associação Nacional de Tecnologia do Ambiente Construído. São Carlos: ANTAC, 2012. Disponível em: https://labeee.ufsc.br/sites/default/files/arquivos_climaticos/sobre_epw.pdf.

RUSSO, F. Climatic Responsive Design in Brazilian Modern Architecture. 2004. Dissertation (MPhil Degree in Architecture and Urban Design) - Martin Centre for Architectural e Urban Studies, Cambridge University, 2004.

SOLEMMA LLC. Diva for RHINO 3.0. 2016, Disponível em: https://www.solemma.com/diva.

SZOKOLAY, S. V. Introduction to architectural science: the basis of sustainable design. Oxford: Architectural Press, Elsevier, 2004, 392 p. ISBN 9780415824989.

WIENOLD, J.; CHRISTOFFERSEN, J. Evaluation methods and development of a new glare prediction model for daylight environments with the use of CCD cameras and RADIANCE. Energy and Buildings. v. 38, n. 7, p. 743-757, jul. 2006. DOI: https://doi.org/10.1016/j.enbuild.2006.03.017. DOI: https://doi.org/10.1016/j.enbuild.2006.03.017

WIENOLD, J.; CHRISTOFFERSEN, J. Towards a new daylight glare rating. In: EUROPEAN LIGHT CONGRESS, 10., 2005, Berlin. Proceedings […]. Berlin: Ludwig Erhard Haus Berlin Chamber of Commerce and Industry, 2005.

Downloads

Publicado

2022-01-18

Como Citar

GONÇALVES, J. C. S.; MÜLFARTH , R. C. K. .; MICHALSKI, R. L. X. N. .; SHIMOMURA , A. R. P. .; ROMÉRO, M. de A. .; FURUYAMA, C. M. S.; PINHO, J. K. C. .; LIMA, E. G. .; CARUNCHIO , C. F. .; SEGOVIA , S. T. .; SANTOS, K. D. dos. As condições ambientais do edifício Vilanova Artigas, sede da FAUUSP em São Paulo: estudos analíticos. PARC Pesquisa em Arquitetura e Construção, Campinas, SP, v. 13, n. 00, p. e022001, 2022. DOI: 10.20396/parc.v13i00.8661881. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/parc/article/view/8661881. Acesso em: 27 jun. 2022.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)