Banner Portal
Análise da iluminância, uniformidade e ofuscamento em modelos de edifícios com diferentes configurações de janelas
PDF

Palavras-chave

Luz natural
Desempenho lumínico
Janelas
Simulação dinâmica

Como Citar

CARPANEDO, Felipe Almeida; PAGEL, Erica Coelho; MAIOLI, Ricardo Nacari. Análise da iluminância, uniformidade e ofuscamento em modelos de edifícios com diferentes configurações de janelas. PARC Pesquisa em Arquitetura e Construção, Campinas, SP, v. 15, n. 00, p. e024001, 2024. DOI: 10.20396/parc.v15i00.8667521. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/parc/article/view/8667521. Acesso em: 27 maio. 2024.

Resumo

O desempenho quanto à luz natural nos ambientes de trabalho é de fundamental importância para o bem-estar dos usuários. A conformação das janelas é um dos fatores que mais impacta o conforto visual. Ao longo do tempo, estes elementos foram sendo ampliados até que se configuraram as conhecidas “peles de vidro”. Este trabalho investigou o desempenho da luz natural no interior de salas de trabalho em modelos de edifícios localizados em Vitória -ES, com diferentes configurações em relação à altura do pavimento da sala, característica da janela e seu Percentual Abertura de Fachada (PAF). A metodologia utilizou simulações dinâmicas, ao longo do ano, através do software DIVA-for-Rhino, considerando a análise da variação da Transmissão Luminosa do Vidro (TL) e presença ou não de sombreador externo. Os resultados mostram que os brises têm grande influência no conforto visual, aumentando os níveis de uniformidade da luz admitida, reduzindo as iluminâncias excessivas e a ocorrência de ofuscamento intolerável. Entretanto, seu uso deve ser bem planejado, pois pode proporcionar níveis baixos de iluminância, caso seja inserido em fachadas com menor PAF e com vidros com menor transmissão luminosa. Foi possível identificar que os pavimentos mais próximos ao solo sofrem grande influência na admissão de luz em função da obstrução do entorno. Tem-se, portanto, que, não há um modelo ideal que atenda ao melhor desempenho da luz em relação a todas as métricas estudadas ficando a cargo do projetista a definição das configurações mais adequadas para cada tipo de situação.

https://doi.org/10.20396/parc.v15i00.8667521
PDF

Referências

ABNT - ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR ISSO/CIE 8995-1. Iluminação de ambientes de trabalho – Parte 1: interior. Rio de Janeiro: ABNT, 2013.

ANDRADE, C. A história do ambiente de trabalho em edifícios de escritórios: um século de transformações. São Carlos: C4, 2007.

BAKER, M.; FANCHIOTTI, A.; STEEMERTS, K. Daylight Design of buildings. London: James & James ltd., 2002.

BARDHAN, R. e DEBNATH, R. Towards daylight inclusive bye-law: Daylight as an energy saving route for affordable housing in India. Energy for Sustainable Development, n. 34, p. 1–9, 2016.

BERARDI, U.; ANARAKI, H. K. Analysis of the Impacts of Light Shelves on the Useful Daylight Illuminance in Office Buildings. Toronto. Energy Procedia, v. 78, p.1793-1798, nov. 2015.

BOUBEKRI, M.; CHEUNG, I. N; REID, K. J.; WANG, C.; ZEE, P. C. Impact of Windows and Daylight Exposure on Overall Health and Sleep Quality of Office Workers. Journal of ckinical Sleep Medicine, v. 10, n. 6, p. 603–611, 2014.

BOYCE, P. R. Human Factors in Lighting. 3.ed. New York: Taylor & Francis Group, 2014.

CORBELLA, O. D. E; CASTANHEIRA, R. G. Sobre a necessidade de proteção da radiação solar incidente nas fachadas Sul, para edifícios situados entre as latitudes 10° e 35°. In: VI Encontro Nacional E III Encontro Latino-Americano Sobre Conforto No Ambiente Construído. 2001, São Paulo. Anais [...]. São Pedro: SP, 2001.

FASSINA, S. P. Qualificação dos dispositivos de fachada quanto à disponibilidade de luz natural: o caso do Instituto Federal do Espírito Santo campus Colatina. Tese (Dissertação de metrado em Arquitetura e Urbanismo), Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, Universidade de Vila Velha. Vila-Velha, Espírito Santo, 2017.

INPE - INSTITUTO NACIONAL DE PESQUISAS ESPACIAIS. Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos. 2019. Disponível em: http://bancodedados.cptec.inpe.br/ . Acesso em: 22 de agosto de 2019.

JAKUBIEC, J. A.; REINHART, C. F. The ‘adaptive zone’ – A concept for assessing discomfort glare throughout daylit spaces. Lighting Research and Technology, n.44, p.149- 170, 2012.

LARANJA, A.C.; FERREIRA, N. S.; ALVAREZ, C. E de. Análise da influência da variação das superfícies refletoras na disponibilidade de iluminação natural no ambiente interno e na extensão de sua profundidade. Labor & Engenho, v.10, n.1, p. 31-45, 2016.

LI, D.H.W.; TSANG, E. K.W. An analysis of daylighting performance for office buildings in Hong Kong. Building and Environment, v. 43, n. 9, p. 1446–1458, 2008.

MAIOLI, R. N.; BARROS, M. C. S. L. S. B.; BARROS, J. D. P. de; MOÇA, I. F. F.; CONINCK, I. M.; PAGEL, E. C. A transformação da fachada na tipologia construtiva de edifícios comerciais verticais em Vitória - ES e sua relação com o conforto ambiental. In: Marcia Regina Werner Schneider Abdala. Complementaridade: Arquitetura, Engenharia e Construção. 1ed.Ponta Grossa (PR): Atena Editora, 2018.

MAIOLI, R. N.; TAUFNER, M. D.; ALVAREZ, C. E. de. A Influência das prateleiras de luz no aproveitamento da luz natural sob obstrução externa. Revista de Arquitectura, n.16, p. 105–113,2014.

MAPELLI, Y. R.; LARANJA, A. C.; ALVAREZ, C. E. de. Avaliação de desempenho entre as tipologias de aberturas zenital e lateral no quesito iluminação natural de ambientes internos. Cadernos Proarq, n.31, p. 83–99, 2018.

NABIL, A. e MARDALJAVIC, J. Useful daylight illuminances: a replacement for daylight factors. Energy and Buldings, London: Elsevier, v. 38, p. 905-913, 2006.

PEREIRA, D. C. L. Iluminação Natural em Edifícios de Escritório: metodologia para a avaliação do desempenho luminoso. 2017. Tese (Doutorado em Engenharia Civil), Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, Universidade de São Paulo. São Paulo, São Paulo, 2017.

PMV - PREFEITURA DE VITÓRIA. Lei nº9.271/2018 de 22 de maio de 2018. Aprova o Plano Diretor Urbano do Município de Vitoria e dá outras providências. Diário Oficial do Municipio de Vitória. 2018. Disponível em: http://sistemas.vitoria.es.gov.br/webleis/Arquivos/2018/L9271.PDF . Acesso em: 15 de março de 2019.

REINHART, C. F. et al. Tutorial on the Use of Daysim Simulations for Sustainable Design. Institute for research in Construction National Research Council Canada: Canadá, 2002.

RIBEIRO, P. V. S.; CABÚS, R. C. Análise da influência da malha de pontos em índices de avaliação de desempenho da luz natural. Ambiente Construído, v.19 n.4, p.317-333, 2019.

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2024 PARC Pesquisa em Arquitetura e Construção

Downloads

Não há dados estatísticos.