Banner Portal
Edifícios de escritórios representativos para estudos de desempenho energético na cidade de Florianópolis
Neste volume apresentamos na capa a Residência para professores em Gando, Burkina Faso. Projetada por Francis Kéré. Imagem do Wikimedia Commons
PDF

Palavras-chave

Análise de agrupamento
k-médias
Edifícios de referência
Edifícios de escritório

Como Citar

SCHEIDT, Fernanda Selistre da Silva; WESTPHAL, Fernando Simon. Edifícios de escritórios representativos para estudos de desempenho energético na cidade de Florianópolis. PARC Pesquisa em Arquitetura e Construção, Campinas, SP, v. 14, n. 00, p. e023012, 2023. DOI: 10.20396/parc.v14i00.8668318. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/parc/article/view/8668318. Acesso em: 23 maio. 2024.

Resumo

A formulação de políticas e esquemas de incentivo para redução do consumo de energia nos edifícios demandam conhecimento das características dos estoques edificados para entender como o seu desempenho energético pode ser melhorado. O objetivo deste trabalho é identificar, com relação ao sistema de condicionamento de ar instalado, a forma, dimensões e percentual de abertura da fachada, edifícios representativos que possam ser utilizados como referência na análise de desempenho energético de edifícios de escritórios. O estudo concentrou-se na cidade de Florianópolis. Uma amostra de 197 edifícios de escritórios foi estudada, adotando a abordagem K-means como metodologia de classificação de 187 edifícios quanto à sua forma e dimensões e 179 edifícios quanto ao percentual de abertura das fachadas. Para o sistema de condicionamento de ar instalado, a análise baseou-se na frequência de ocorrência. Como resultado da análise é possível afirmar que os edifícios de escritórios de Florianópolis podem ser representados por plantas de duas formas, em quatro tamanhos distintos: (a) quadrado pequeno, medindo 16 m x 15 m (considera tolerância para a diferença entre as duas medidas) e (b) quadrado grande, medindo 23 m x 23 m; (c) retângulo pequeno, medindo 15 m x 24 m e; (d) retângulo grande, medindo 15 m x 34 m. Os edifícios da tipologia utilizam majoritariamente sistemas de condicionamento individual providos por aparelhos de janela ou split. O edifício de escritórios típico de Florianópolis possui 33% de área envidraçada na fachada norte, 30% na fachada sul, e 24% nas fachadas leste e oeste.

https://doi.org/10.20396/parc.v14i00.8668318
PDF

Referências

ALVES, Tatiana Paula. Energy savings potential of the high-rise office building stock. A case study of Belo Horizonte, Brazil. 2017. 197 f. Tese (Doutorado) - Escola de Engenharia, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2017. Disponível em: http://hdl.handle.net/1843/BUOS-ASFEFG. Acesso em: 10 jan. 2023.

ANDREIS, Cínthia. Influência de fachadas envidraçadas no consumo de energia de um edifício de escritórios em diferentes cidades brasileiras. 2014. 198 f. Dissertação (Mestrado) - Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2014. Disponível em: https://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/129677. Acesso em: 10 jan. 2023.

ARAMBULA LARA, Rigoberto; CAPPELLETTI, Francesca; GASPARELLA, Andrea. Selection of Representative Buildings through Preliminary Cluster Analysis. In: INTERNATIONAL HIGH PERFORMANCE BUILDINGS CONFERENCE, 3., 2014, West Lafayette. Proceedings […]. West Lafayette: Purdue University, 1967. 28 p. Disponível em: http://docs.lib.purdue.edu/ihpbc/137. Acesso em: 20 dez. 2022.

BAGLIVO, C.; CONGEDO, P. M.; D’AGOSTINO, D.; ZACÀ, I. Cost-optimal analysis and technical comparison between standard and high efficient mono-residential buildings in a warm climate. Energy, v. 83, p. 560–575, Apr. 2015. DOI: https://doi.org/10.1016/j.energy.2015.02.062.

BESSA, Vanessa Montoro Taborianski. Contribuição à metodologia de avaliação das emissões de dióxido de carbono no ciclo de vida das fachadas de edifícios de escritórios. 2010. 263 f. Tese (Doutorado) - Departamento de Engenharia de Construção Civil, Escola Politécnica, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2010. Disponível em: https://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3146/tde-21102010-114255/pt-br.php. Acesso em: 20 nov. 2022.

BORGSTEIN, E. H.; LAMBERTS, R.; HENSEN, J. L.M. Evaluating energy performance in non-domestic buildings: A review. Energy and Buildings, v. 128, p. 734–755, Sept. 2016. DOI: https://doi.org/10.1016/j.enbuild.2016.07.018.

BRANDÃO DE VASCONCELOS, Ana; PINHEIRO, Manuel Duarte; MANSO, Armando; CABAÇO, António. A Portuguese approach to define reference buildings for cost-optimal methodologies. Applied Energy, v. 140, 2012, p. 316–328, Feb. 2015. DOI: https://doi.org/10.1016/j.apenergy.2014.11.035.

BRUGNERA, Rosilene Regolão. Análise Integrada de desempenho energético, Impacto ambiental e custo: Estudo de soluções de fachada para edifícios de escritórios no Brasil. 2018. 282 f. Tese (Doutorado) - Programa de Pós-graduação em Arquitetura e Urbanismo, Instituto de Arquitetura e Urbanismo, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2018. Disponível em: https://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/102/102131/tde-31082018-154505/pt-br.php Acesso em: 20 nov. 2022.

BRUGNERA, Rosilene Regolão; MATEUS, Ricardo; ROSSIGNOLO, João Adriano; CHVATAL, Karin Maria Soares. Escritórios de planta livre: o impacto de diferentes soluções de fachada na eficiência energética. Ambiente Construído, v. 19, n. 3, p. 295-15, Jul./Sept. 2019. DOI: https://doi.org/10.1590/s1678-86212019000300339.

BUILDINGS. Pesquisa Imobiliária Inteligente. São Paulo, 2020. Disponível em: http://www.buildings.com.br/. Acesso em: 20 nov. 2022.

CARLO, Joyce Correna. Desenvolvimento de metodologia de avaliação da eficiência energética do envoltório de edificações não-residenciais. 215 f. 2008. Tese (Doutorado) - Programa de Pós-graduação em Engenharia Civil, Centro Tecnológico, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2008. Disponível em: http://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/91026. Acesso em: 20 set. 2022.

CARLUCCI, Salvatore; CAUSONE, Francesco; BIANDRATE, Silvia; FERRANDO, Martina; MOAZAMI, Amim; ERBA, Silvia. On the impact of stochastic modeling of occupant behavior on the energy use of office buildings. Energy and Buildings, v. 246, p. 111049, Sept. 2021. DOI: https://doi.org/10.1016/j.enbuild.2021.111049.

CARVALHO, Marcia Marques de Queiroz. Alternativas arquitetônicas para o aumento da eficiência no uso de energia elétrica por edifícios comerciais. 2011. 407 f. Tese (Doutor em Ciências em Planejamento Energético) - Instituto Alberto Luiz Coimbra de Pós-Graduação e Pesquisa de Engenharia (COPPE), Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2011. Disponível em: http://www.ppe.ufrj.br/images/publica%C3%A7%C3%B5es/doutorado/Marcia_Marques_de_Queiroz_Carvalho.pdf. Acesso em 20 dez. 2022.

CASSOLA, Fernando; MORGADO, Leonel; COELHO, António; PAREDES, Hugo; BARBOSA, António; TAVARES, Helga; SOARES, Filipe. Using Virtual Choreographies to Identify Office Users’ Behaviors to Target Behavior Change Based on Their Potential to Impact Energy Consumption. Energies, v. 15, n. 12, June 2022. DOI: https://doi.org/10.3390/en15124354.

CBCS. CONSELHO BRASILEIRO DE CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL. Benchmarking de escritórios corporativos e recomendações para certificação DEO no Brasil: Relatório Final. São Paulo: CBCS, 2014. 110 p.

CORGNATI, Stefano Paolo; FABRIZIO, Enrico; FILIPPI, Marco; MONETTI. Reference buildings for cost optimal analysis: Method of definition and application. Applied Energy, v. 102, p. 983-993, Feb. 2013. DOI: https://doi.org/10.1016/j.apenergy.2012.06.001.

DE BENEDETTO, Gisele Saveriano. Avaliação da aplicação do modo misto na redução da carga térmica em edifícios de escritórios nas cidades de São Paulo e Rio de Janeiro. 2007. 203 p. Dissertação (Mestre em Arquitetura e Urbanismo) – Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, Universidade de São Paulo, 2007. Disponível em: https://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/16/16132/tde-17052010-113943/publico/DE_BENEDETTO_GISELE_2007.pdf. Acesso em: 20 20 out. 2022.

DEB, Chirag; LEE, Siew Eang. Determining key variables influencing energy consumption in office buildings through cluster analysis of pre- and post-retrofit building data. Energy and Buildings, v. 159, p. 228-245, Nov. 2018. DOI: https://doi.org/10.1016/j.enbuild.2017.11.007.

DI TURI, Silvia; STEFANIZZI, Pietro. Energy analysis and refurbishment proposals for public housing in the city of Bari, Italy. Energy Policy, v. 79, p. 58-71, Apr. 2015. DOI: https://doi.org/10.1016/j.enpol.2015.01.016.

DUARTE, Vanessa Cavalcanti Paes. Comparação do Desempenho Energético de Sistemas de Climatização para uma edificação Comercial em Florianópolis/ SC. 2014. 184 f. Dissertação (Mestrado) - Programa de Pós-graduação em Engenharia Civil, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2014. Disponível em: https://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/128906. Acesso em 20 nov. 2022.

EPE. EMPRESA DE PESQUISA ENERGÉTICA. Balanço Energético Nacional 2020: Ano base 2019. Rio de Janeiro: EPE, Rio de Janeiro, 2020. Disponível em: https://www.epe.gov.br/pt/publicacoes-dados-abertos/publicacoes/balanco-energetico-nacional-2020. Acesso em 20 out. 2022.

EVERITT, Brian S.; LANDAU, Sabine; LEESE, Morven; STAHL, Daniel. Cluster Analysis. 5th ed. New York: John Wiley, 2011. 330 p.

FAMUYIBO, Albert Adesoji; DUFFY, Aidan; STRACHAN, Paul. Developing archetypes for domestic dwellings — An Irish case study. Energy and Buildings, v. 50, p. 150-157, July 2012. DOI: https://doi.org/10.1016/j.enbuild.2012.03.033.

FIGUEIREDO, Cíntia Mara de. Ventilação natural em edifícios de escritórios na cidade de São Paulo: limites e possibilidades do ponto de vista do conforto térmico. 221 f. 2007. Dissertação (Mestrado) - Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2007. Disponível em: https://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/16/16132/tde-20052010-112144/publico/Dissertacao_Cintia_Figueiredo.pdf. Acesso em: 20 out. 2022.

FIRTH, S. K.; LOMAS, K. J.; WRIGHT, A. J. Targeting household energy efficiency measures using sensitivity analysis. Building Research and Information, v. 38, n. 1, p. 25–41, 2010. DOI: https://doi.org/http://dx.doi.org/10.1080/09613210903236706.

GAITANI, N.; LEHMANN, C.; SANTAMOURIS, M.; IHALAKAKOU, G.; PATARGIAS, P. Using principal component and cluster analysis in the heating evaluation of the school building sector. Applied Energy, v. 87, n. 6, p. 2079-2086, June 2010. DOI: https://doi.org/10.1016/j.apenergy.2009.12.007.

GANGOLELLS, Marta; CASALS, Miguel; FERRÉ-BIGORRA, Jaume; FORCADA, Núria; MACARULLA, Marcel; GASPAR, Kàtia; TEJEDOR, Blanca. Office representatives for cost-optimal energy retrofitting analysis: A novel approach using cluster analysis of energy performance certificate databases. Energy and Buildings, v. 206, p. 109557, Jan. 2020. DOI: https://doi.org/10.1016/j.enbuild.2019.109557.

GHIASSI, Neda; MAHDAVI, Ardeshir. Reductive bottom-up urban energy computing supported by multivariate cluster analysis. Energy and Buildings, v. 144, p. 372-386, June 2017. DOI: https://doi.org/10.1016/j.enbuild.2017.03.004.

IBM. INTERNATIONAL BUSINESS MACHINES. SPSS 20 (Statistical Package for Social Sciences). Software. Concessão: 2011. Armonk: IBM, 2012.

IEA. INTERNATIONAL ENERGY AGENCY. Energy Efficiency: Buildings, 2019. Disponível em: https://www.iea.org/topics/energyefficiency/buildings/cooling/ Acesso em: 20 out. 2022.

INMET. INSTITUTO NACIONAL DE METEOROLOGIA. Normais climatológicas do brasil de 1991-2020: recordes de temperatura: 1931-presente. Brasília: INIMET, 2020. Disponível em: https://portal.inmet.gov.br/normais. Acesso em: 29 jun. 2022.

INMETRO. INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA. Regulamento Técnico da Qualidade para o Nível de Eficiência Energética de Edificações Comerciais, de Serviços e Públicas. Anexo da Portaria INMETRO nº 372/210. Rio de Janeiro: INMETRO, 2013. Disponível em: https://www.pbeedifica.com.br/sites/default/files/projetos/etiquetagem/comercial/downloads/Port372-2010_RTQ_Def_Edificacoes-C_rev01.pdf. Acesso em: 20 nov. 2022.

IPEEC. INTERNATIONAL PARTNERSHIP FOR ENERGY EFFICIENCY COOPERATION. Delivering Energy Savings in Buildings, 2015. France: IPEEC, 2015. Disponível em: https://apo.org.au/sites/default/files/resource-files/2015-11/apo-nid198521.pdf. Acesso em: 20 out. 2022.

KAVGIC, M.; MAVROGIANNI, A.; MUMOVIC, D.; SUMMERFIELD, A.; STEVANOVIC, Z.; DJUROVIC-PETROVIC, M. A review of bottom-up building stock models for energy consumption in the residential sector. Building and Environment, v. 45, n. 7, p. 1683-1697, July 2010. DOI: https://doi.org/10.1016/j.buildenv.2010.01.021.

KAVULYA, G.; BECERIK-GERBER, B. Understanding the Influence of Occupant Behavior on Energy Consumption Patterns in Commercial Buildings. In: INTERNATIONAL CONFERENCE ON COMPUTING IN CIVIL ENGINEERING, 2012, Clearwater. Proceedings […]. Clearwater: ASCE, 2012. p. 569-576.

KNEIFEL, Joshua. Life-cycle carbon and cost analysis of energy efficiency measures in new commercial buildings. Energy and Buildings, v. 42, n. 3, p. 333-340, Mar. 2010. DOI: https://doi.org/10.1016/j.enbuild.2009.09.011.

LEDESMA, Gabriela; PONS-VALLADARES, Oriol; NIKOLIC, Jelena. Real-reference buildings for urban energy modelling: A multistage validation and diversification approach. Building and Environment, v. 203, p. 108058, Oct. 2021. DOI: https://doi.org/10.1016/j.buildenv.2021.108058.

LEE, W. L.; YIK, F. W.H. Regulatory and voluntary approaches for enhancing building energy efficiency. Progress in Energy and Combustion Science, v. 30, n. 5, p. 477-499, 2004. DOI: https://doi.org/10.1016/j.pecs.2004.03.002.

LINDEN, Ricardo. Técnicas de Agrupamento. Revista de Sistemas de Informação da FSMA, Macaé, v. 4, p. 18–36, 2009. Disponível em: https://www.fsma.edu.br/si/edicao4/FSMA_SI_2009_2_Tutorial.pdf. Acesso em 10 nov. 2022.

MARCONDES, Mônica Pereira. Soluções Projetuais de Fachadas para Edifícios de Escritórios com Ventilação Natural em São Paulo. 244 f. 2010. Tese (Doutor em Arquitetura e Urbanismo) – Faculdade de Arquitetura e Urbanismo. Universidade de São Paulo, São Paulo, 2010. Disponível em: https://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/16/16132/tde-10112010-102255/publico/TESE_MARCONDES_MP_2010.pdf. Acesso em: 20 out. 2022.

MELO, A. P.; CÓSTOLA, D.; LAMBERTS, R.; HENSEN, J. L. M. Development of surrogate models using artificial neural network for building shell energy labelling. Energy Policy, v. 69, p. 457-466, June 2014. DOI: https://doi.org/10.1016/j.enpol.2014.02.001.

MINITAB for windows - Version Release 16. State College, 2010.

PAONE, Antonio; BACHER, Jean-Philippe. The Impact of Building Occupant Behavior on Energy Efficiency and Methods to Influence It: A Review of the State of the Art. Energies, v. 11, n. 4, Apr. 2018. DOI: https://doi.org/10.3390/en11040953.

PIERI, Stella Panayiota; TZOUVADAKIS, Ioannis; SANTAMOURIS, Mat. Identifying energy consumption patterns in the Attica hotel sector using cluster analysis techniques with the aim of reducing hotels’ CO2 footprint. Energy and Buildings, v. 94, p. 252-262, May 2015. DOI: https://doi.org/10.1016/j.enbuild.2015.02.017.

PINTO, Mônica Martins. Desempenho Energético De Edifícios De Escritórios Com Vidros Insulados Em Climas Brasileiros. 237 f. 2017. Dissertação (Mestre em Arquitetura e Urbanismo) – Centro Tecnológico, Programa de pós-graduação em Arquitetura e Urbanismo, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2017. Disponível em: https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/185508. Acesso em: 20 set. 2022.

PIRRÓ, Lúcia Fernanda de Souza. O impacto das envolventes verticais no desempenho energético de edifícios de escritórios. 2005. 171 f. Tese (Doutorado) - Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2005.

RAFSANJANI, Hamed Nabizadeh; AHN, Changbum R; ALAHMAD, Mahmoud. A Review of Approaches for Sensing, Understanding, and Improving Occupancy-Related Energy-Use Behaviors in Commercial Buildings. Energies, v. 8, n. 10, p. 10996-11029, Oct. 2015. DOI: https://doi.org/10.3390/en81010996.

RUPP, Ricardo Forgiarini. Dimensionamento de área de janela em edificações comerciais: integração da iluminação natural com a artificial e utilização da ventilação híbrida. 212 f. 2011. Dissertação (Mestre em Engenharia Civil) -Programa de Pós-graduação em Engenharia Civil, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2011. Disponível em: https://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/95037. Acesso em: 20 set. 2022.

SANTANA, Marina Vasconcelos. Influência de parâmetros construtivos no consumo de energia de edifícios de escritório localizados em Florianópolis–SC. 181 f. 2006. Dissertação (Mestre em Engenharia Civil) - Departamento de Engenharia Civil, Programa de Pós-graduação em Engenharia Civil, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2006. Disponível em: https://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/88694. Acesso em: 20 set. 2022.

SANTESSO, Caroline Antonelli; CHVATAL, Karin Maria Soares. Consumo energético de salas de escritório climatizadas de modo misto em São Paulo: considerações sobre o projeto. Ambiente Construído, v. 18, n. 4, p. 119-137, out. /dez. 2018. DOI: https://doi.org/10.1590/s1678-86212018000400297.

SCHAEFER, Aline; GHISI, Enedir. Method for obtaining reference buildings. Energy and Buildings, v. 128, p. 660-672, Sept. 2016. DOI: https://doi.org/10.1016/j.enbuild.2016.07.001.

SOOMRO, Altaf Mazhar; PARYANI, Suresh; REHMAN, Junaid; Influencing Human Behaviour to Optimise Energy in Commercial Buildings. In: AUSTRALASIAN CONFERENCE ON INFORMATION SYSTEMS, 30. 2019, Perth. Proceedings […]. Perth: ACIS, 2019. Disponível em: https://aisel.aisnet.org/cgi/viewcontent.cgi?article=1094&context=acis2019. Acesso em: 20 nov. 2022.

TARDIOLI, Giovanni; KERRIGAN, Ruth; OATES, Mike; O’DONNELL, James; FINN, Donald P. Identification of representative buildings and building groups in urban datasets using a novel pre-processing, classification, clustering and predictive modelling approach. Building and Environment, v. 140, p. 90-106, Aug. 2018. DOI: https://doi.org/10.1016/j.buildenv.2018.05.035.

VELOSO, Ana Carolina de Oliveira. Avaliação do consumo de energia elétrica de edificações de escritórios e sua correlação com as decisões de projeto. 125 f., 2017. Tese (Doutor em Engenharia Mecânica) - Programa de Pós-graduação em Engenharia Mecânica, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2017. Disponível em: https://repositorio.ufmg.br/bitstream/1843/BUOS-ASFEMQ/1/texto_ana_caroilna_de_oliveira_veloso.pdf. Acesso em 20 dez. 2022.

WESTPHAL, Fernando Simon. Análise de incertezas e de sensibilidade aplicadas à simulação de desempenho energético de edificações comerciais. 131 f. 2007. Tese (Doutor em Engenharia Civil) - Programa de Pós-graduação em Engenharia Civil, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2007. Disponível em: https://labeee.ufsc.br/sites/default/files/publicacoes/teses/TESE_Fernando_Simon_Westphal.pdf. Acesso em: 20 nov. 2022.

ZIMMERMANN, Gerhard. Modeling and Simulation of Individual User Behavior for Building Performance Predictions. In: SUMMER COMPUTER SIMULATION CONFERENCE, 7. 2007, San Diego. Proceedings […]. San Diego: SIGSIM, 2007. p. 913–920.

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2023 PARC Pesquisa em Arquitetura e Construção

Downloads

Não há dados estatísticos.