Banner Portal
Proáfrica e Nexus, projeto e construção em prol da resiliência
Neste volume apresentamos na capa a Residência para professores em Gando, Burkina Faso. Projetada por Francis Kéré. Imagem do Wikimedia Commons
PDF

Palavras-chave

Transferência de tecnologia
Terra
Adobe

Como Citar

LATOSINSKI, Karina Trevisan; YUBA, Andrea Naguissa. Proáfrica e Nexus, projeto e construção em prol da resiliência. PARC Pesquisa em Arquitetura e Construção, Campinas, SP, v. 14, n. 00, p. e023015, 2023. DOI: 10.20396/parc.v14i00.8668910. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/parc/article/view/8668910. Acesso em: 20 jun. 2024.

Resumo

A resiliência é um tema aplicável em muitos campos do conhecimento estimulando a elaboração de soluções que contemplem previsões otimistas e pessimistas sobre o futuro, observando a superação das dificuldades. Nas regiões mais pobres do mundo, fatores como a fome, extremas temperaturas, secas ou excesso de chuvas, além de outros infortúnios estimulam ações humanitárias associadas ao conceito integrativo NEXUS (alimento-água-energia) para o desenvolvimento sustentável do planeta. Esta pesquisa explora tal conceito, buscando a resiliência no caso do projeto financiado pelo Programa ProÁfrica aplicado na comunidade Campada Maria em Guiné-Bissau. Nesta localidade, mulheres produtoras de hortaliças sofrem grande desgaste físico para buscar água e irrigar as culturas. Considerando tais questões e problemas, claramente definidos e reais, este trabalho tem o objetivo de analisar os produtos construídos neste contexto, bem como o processo de projeto e gestão realizado por um Canteiro Experimental. As ações desenvolvidas foram enquadradas nos passos do Design Science Research (DSR), tendo sido analisadas as contribuições da experimentação na definição do produto para o projeto. Verificou-se que as soluções produzidas para o caso não se definiram apenas pelo produto técnico, mas pelo seu conjunto, considerando processo de produção de acordo com o que era possível para os prazos e recursos estipulados no projeto. Estas ações resolveram o problema local, eliminando grande parte do esforço diário na comunidade-alvo e o produto está em funcionamento. O produto é passível de replicação, com flexibilidade para se adaptar a diferentes cenários. E, desta forma, podem ser estabelecidas conexões com os ODS.

https://doi.org/10.20396/parc.v14i00.8668910
PDF

Referências

AGUIAR, M.; FAVERO, M. Forma-estrutura: Matriz de expressão tectônica da FAU USP. Arquitextos, São Paulo, v. 19 n. 223.04, dez. 2018. Disponível em: https://www.vitruvius.com.br/revistas/read/arquitextos/19.223/7247. Acesso em: fev. 2020.

AGUIAR, M.; FAVERO, M. MAM-Rio: Forma, estrutura, tectônica e empatia. Arquitetura Revista, v. 15, n. 2, p. 256-274, jul-dez. 2019. DOI: https://doi.org/10.4013/arq.2019.152.03.

BESSA, S. A. L.; LIBRELOTTO, L. I. A importância das práticas construtivas nos canteiros experimentais em cursos de arquitetura e urbanismo. PARC Pesquisa em Arquitetura e Construção, Campinas, SP. v. 12, p. e021028, jul. 2021. DOI: https://doi.org/10.20396/parc.v12i00.8660850.

DUQUE, T. O.; VALADÃO, J. A. Abordagens teóricas de tecnologia social no Brasil. Revista Pensamento Contemporâneo em Administração, Rio de Janeiro, v. 11, n. 5, p. 1-19, out./dez. 2017. DOI: http://dx.doi.org/10.12712/rpca.v11i5.962.

FERNANDES, J.; MATEUS, R.; BRAGANÇA, L. Princípios de sustentabilidade na arquitectura vernacular em Portugal. In: CONGRESSO CONSTRUÇÃO 2012, 4., 2012, Coimbra. Anais [...]. Coimbra: ITECONS, 2012. 12 p. Disponível em: https://repositorium.sdum.uminho.pt/bitstream/1822/22290/1/CC2012_Fernandes_Mateus_Braganca.pdf. Acesso em: fev. 2020.

LAVERDE, A. Os espaços experimentais das escolas públicas de arquitetura do Brasil: realidade ou utopia? 2017. 320 f. Tese (Doutor em Ciências) - Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, Universidade de São Paulo. São Paulo, 2017. Disponível em: https://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/16/16132/tde-18122017-153956/publico/AlbeniseLaverde.pdf. Acesso em 20 nov. 2023.

LAVERDE, A.; OLIVEIRA, C. T. A. Os espaços experimentais das escolas públicas de Arquitetura do Brasil: realidade ou utopia? Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos. v. 101, n. 258, p. 436-457, maio-ago. 2020. DOI: https://doi.org/10.24109/2176-6681.rbep.101i258.4357.

LUTHAR, S. S.; CICCHETTI, D.; BECKER, B. The Construct of resilience: A critical evaluation and guidelines for future work. Child Development, v. 3, n. 71, p. 543-55, Jan. 2000. DOI: https://doi.org/10.1111/1467-8624.00164.

NOVAES, H. T.; DIAS, R. B. Contribuições ao Marco Analítico-Conceitual da Tecnologia Social. In: DAGNINO, R. (org.) Tecnologia social: contribuições para construir outra sociedade. São Paulo: FINEP: IDRC CRDI: FAPESP; Campinas: UNICAMP, 2009. p. 17-53.

PEFFERS, K; TUUNANEN, T.; ROTHENBERGER, M. A.; CHATTERJEE, S. A design science research methodology for information systems research. Journal of Management Information Systems, v. 24, n. 3, p. 45-77, Dec. 2014. DOI: https://doi.org/10.2753/MIS0742-1222240302.

REBELLO, Y. C. P.; LEITE, M. A. D. F. Considerações sobre o ensino e aprendizagem de Estruturas nas Escolas de Arquitetura. Paranoá - Cadernos de Arquitetura e Urbanismo, v. 15, n. 15, p. 1-14, 2015. DOI: https://doi.org/10.18830/issn.1679-0944.n15.2015.01.

SANTOS; M. B.; RAMOS, L. Esboço inicial do reservatório: projeto PróÁfrica. 2017. Perspectiva tridimensional: Acervo Canteiro Experimental UFMS. Campo Grande, MS.

SPERLING, J. B., BERKE, P. R. Urban Nexus Science for Future Cities: Focus on the Energy-Water-Food-X Nexus. Current Sustainable/Renewable Energy Reports, v. 4, p. 173-179, Sept. 2017. DOI: https://doi.org/10.1007/s40518-017-0085-1.

YUBA, A. N.; ALVES, G. M.; PINTO, J. O. P.; TRUJILLO, J. C.; LATOSINSKI, K. T. Seeding picoscale solutions for social macro goals: complex thinking in projects for vulnerable communities. In: BRAGANÇA, L.; ALVAREZ, C. E.; CABEZA, L. F. (ed.). Sustainable Urban Development: topics, trends and solutions. London: IOP, 2021. cap. 7, p. 1-21

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2023 PARC Pesquisa em Arquitetura e Construção

Downloads

Não há dados estatísticos.