Banner Portal
A dança é uma manifestação artística que tem presença marcante na cultura popular brasileira
Remote

Palavras-chave

Dança. Educação física. Manifestação artística. Cultura popular

Como Citar

BRASILEIRO, Lívia Tenório. A dança é uma manifestação artística que tem presença marcante na cultura popular brasileira. Pro-Posições, Campinas, SP, v. 21, n. 3, p. 135–153, 2016. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/proposic/article/view/8643327. Acesso em: 16 abr. 2024.

Resumo

O texto apresenta um dos fragmentos analisados na tese Dança – Educação Física: (in)tensas relações. Neste fragmento, analiso a compreensão apresentada pelo projeto pedagógico dos cursos de Licenciatura em Dança da Unicamp e da UFBA sobre a dança como uma manifestação artística e sua representação na cultura popular brasileira.

Abstract:

The text presents one of the fragments studied in the thesis “Dance – Physical Education: (in)tense relations”. In this fragment, we analyze the comprehension presented by the pedagogical projects in graduate courses in dancing at Unicamp and UFBA, about dance as an artistic manifestation and its representation in the Brazilian popular culture.

Key words:  Dance. Physical education. Artistic manifestation. Popular culture

Remote

Referências

ARANTES, Antonio Augusto. O que é cultura popular. São Paulo: Brasiliense, 1981. 84 p.

BAJTIN, Mijail. Hacia uma filosofia del acto ético. De los boradores y otros escritos. Traducción del ruso: Tatiana Bubnova. San Juan, Universidad de Puerto Rico: Anthropos, 1997. 249 p.

BAKHTIN, Mikhail. A cultura popular na idade média e no renascimento. Tradução de Michel Lahud; Yara Frateschi Vieira. São Paulo: Hucitec, 1987. 419 p.

BAKHTIN, Mikhail. Marxismo e filosofia da linguagem. Tradução de Michel Lahud; Yara Frateschi Vieira. 8. ed. São Paulo: Hucitec, 1997. 203 p.

BRASILEIRO, Lívia Tenorio. O conhecimento no currículo escolar: o conteúdo dança em aulas de educação física na perspectiva crítica. 2001. 195p. Dissertação (Mestrado em Educação) – Centro de Educação, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2001.

BOSI, Alfredo. Prefácio. In: MOTA, Carlos Guilherme. Ideologia da cultura brasileira: pontos de partida para uma revisão bibliográfica. 9. ed. São Paulo: Editora Ática, 1998. p. i-xviii.

CASCUDO, Câmara. Dicionário do folclore brasileiro. 11. ed. São Paulo: Global, 2002. 768 p.

CAVALHEIRO, Edgar. Testamento de uma geração. Porto Alegre: Livraria do Globo, 1944. 282 p.

CHAVES, Elisângela. A escolarização da dança em Minas Gerais (1925 — 1937). 2002. 159 p. Dissertação (Mestrado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2002.

FERNANDES, Florestan. O folclore em questão. 2. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2003. 259 p.

FIAMONCINI, Luciana. Dança na educação: a busca de elementos na arte e na estética. 2003. 106 p. Dissertação (Mestrado em Educação) — Centro de Educação, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2003.

FIGUEIREDO, Valéria Maria Chaves de. Gente em cena: fragmentos e memórias da dança em Goiás. 2007. 80 p. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2007.

GINZBURG, Carlo. Sinais: raízes de um paradigma indiciário. In: Mitos, emblemas e sinais: morfologia e história. São Paulo: Companhia das Letras, 1989. p. 143-179.

MARQUES, Isabel. Ensino da dança hoje: textos e contextos. São Paulo: Cortez, 1999. 126 p.

MORANDI, Carla Silvia Dias de Freitas. Passos, compassos e descompassos do ensino da dança nas escolas. 2005. 93 p. Dissertação (Mestrado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2005.

MOTA, Carlos Guilherme. Ideologia da cultura brasileira: pontos de partida para uma revisão bibliográfica. 9. ed. São Paulo: Editora Ática, 1998. 303 p.

NOBREGA, Antônio. Meu signo de artista. Almanaque da cultura popular. São Paulo, ano 9, n. 100, p. 12, 2007.

PEREIRA, Sybelle Carvalho. Dança na escola: princípios didático-pedagógicos fundamentados na psicologia histórico-cultural de Vigotsky. 1997. 162 p. Dissertação (Mestrado em Ciência do Movimento Humano) – Centro de Educação Física e Desportos, Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 1997.

UFBA. Departamento de Educação Física. Reestruturação do Curso de Licenciatura Plena em Educação Física. Salvador: UFBA, 2007. 85 p.

UFBA. Escola de Dança. Reconstrução Curricular. Salvador: UFBA, 2004. 21 p.

UFBA. Escola de Dança. Quadro Curricular. Salvador: UFBA, 2004. 3 p.

UFBA. Escola de Dança. Programa de Disciplina do Curso de Educação Física – Fundamentos da Dança. Salvador: UFBA, 2007. 3 p.

UNICAMP. Coordenação de Graduação em Dança. Projeto Pedagógico do Curso de Graduação em Dança. Campinas: UNICAMP, 2005. 41 p.

UNICAMP. Coordenação de Graduação em Dança. Programas das disciplinas. Campinas: UNICAMP, 2006. 38 programas.

UNICAMP. Faculdade de Educação Física. Projeto Pedagógico dos novos currículos dos cursos de Educação Física: Licenciatura em Educação Física e Graduação em Educação Física. Campinas: UNICAMP, 2005. 63 p.

VAGO, Tarcisio Mauro. Cultura escolar, cultivo de corpos: educação physica e gymnastica como práticas constitutivas dos corpos de crianças no ensino público primário de Belo Horizonte (1906-1920). Bragança Paulista: Edusf, 2002. 369 p

Proposições utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.