Banner Portal
Guiné-Bissau e Cabo Verde: identidades e nacionalidades em construção
PDF

Palavras-chave

Identidades. Nacionalidades. Educação superior

Como Citar

MOURÃO, Daniele Ellery. Guiné-Bissau e Cabo Verde: identidades e nacionalidades em construção. Pro-Posições, Campinas, SP, v. 20, n. 1, p. 83–101, 2016. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/proposic/article/view/8643425. Acesso em: 20 jun. 2024.

Resumo

O artigo apresenta uma reflexão sobre os processos de ressignificação de identidades e nacionalidades a partir dos resultados da pesquisa (Ellery Mourão, 2006) realizada com estudantes guineenses e cabo-verdianos formados no Brasil. Aborda a construção das identidades em Cabo Verde e em Guiné-Bissau a partir das concepções dos sujeitos pesquisados. Na pesquisa foram constatados distintos processos de construção de identidades: cultural (étnica) e nacional nesses países, o que possibilitou a estes a adoção de diferentes estratégias de inserção no modelo democrático do Estado-Nação. O artigo versa sobre as identidades guineenses e cabo-verdianas e seus específicos processos de construção de nacionalidades, tendo como foco central a importância da formação dos estudantes no Brasil para a ressignificação de suas identidades nacionais. A pretensão é desconstruir idéias correntes sobre o continente africano como um todo homogêneo , bem como sobre nação e nacionalidade postas pelo Ocidente, considerando as intenções políticas e econômicas universalistas subjacentes a essas idéias. 

Abstract: This article presents a reflection on the process of resignification of identities and nationalities from the results of Ellery Mourãos research (2006) done with students from Cape Verde and Guinea Bissau, graduated in Brazilian universities. It focuses on the construction of identities in those countries from the conceptions of the subjects interviewed. Different identitys construction processes were found: a cultural (ethnic) one in Caper Verde and a national one in Guinea Bissau. Such a difference allowed the adoption of different strategies in the insertion on the nation-State democratic model. The article is about Guinean and Capeverdian identities and their specific nationality construction processes, focusing on the importance of studying in Brazil for students to resignify their national identities. The intention is to deconstruct current ideas about the African continent as a whole, as well as the notions of nation and nationality imposed by the Western world, considering the political and economical intentions underlying these ideas.

Key words: Identities. Nationalities. Higher education

 

PDF

Referências

ANDERSON, Benedict. Nação e consciência nacional. São Paulo: Ática, 1989.

APPIAH, Kwame Anthony. Na casa de meu pai: a África na filosofia da cultura. Rio de Janeiro: Contraponto, 1997.

BARNES, J.A. Redes sociais e processo político. In: FELDMAN-BIANCO, Bela (Org.). Antropologia das sociedades contemporâneas. Métodos. São Paulo: Global, 1987. p. 159-189.

BHABHA, Homi K. Interrogando a identidade: Frantz Fanon e a prerrogativa pós-colonial. In: O local da cultura. Belo Horizonte: Editora da UFMG, 1998.

CARNEIRO DA CUNHA, Manuela. Etnicidade: da cultura residual mas irredutível. In: Antropologia do Brasil: mito, história, etnicidade. São Paulo: Brasiliense; Editora da Universidade de São Paulo, 1986.

CARVALHO, José Murilo. A formação das almas: o imaginário da República no Brasil. São Paulo: Companhia das Letras, 1995.

CORREA E SILVA, António Leão. Combates pela história. Praia: Spleen, 2004.

CHAUI, Marilena. Brasil mito fundador e sociedade autoritária. 4. ed. São Paulo: Fundação Perseu Abramo, 2001.

DA MATTA, Roberto. Digressão: a fábula das três raças, ou o problema do racismo à brasileira. In: MATTA, Roberto da. Relativizando: uma introdução à Antropologia social. Rio de Janeiro: Vozes, 1981. p. 58-85.

ELLERY MOURÃO, Daniele. África na pasajen: identidades e nacionalidades guineenses e cabo-verdianas. 2006. Dissertação (Mestrado) Departamento de Pós-Graduação em Sociologia, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza CE.

ELLERY MOURÃO, Daniele. Identidades em trânsito: um estudo sobre o cotidiano de estudantes guineenses e cabo-verdianos em Fortaleza. 2004. Monografia Universidade Federal do Ceará, Fortaleza CE. (Mimeo).

EVANS-PRITCHARD, E. E. Os nuer. São Paulo: Perspectiva, 1978.

FANON, Frantz. A Argélia se desvela. In: CORRÊA, Mariza (Org.). Ensaios sobre a África do Norte. n. 46. Campinas-SP, fevereiro de 2002.

FERNANDES, Florestan. A integração do negro na sociedade de classes. São Paulo: Ática, 1978. v.1.

FREYRE, Gilberto. Casa-grande & senzala. 39. ed. Rio de Janeiro: Record, 2000.

GEERTZ, Clifford. Uma descrição densa: por uma teoria interpretativa da cultura. In: GEERTZ, Clifford. A interpretação das culturas. Rio de Janeiro: Zahar, 1978.

GEERTZ, Clifford. O mundo em pedaços: cultura e política no fim do século. In: GEERTZ, Clifford. Nova luz sobre a Antropologia. Rio de Janeiro: Zahar, 2000.

GUSMÃO, Neusa Maria Mendes de. Os filhos da África em Portugal: Antropologia, multicuturalidade e educação. Belo Horizonte: Autêntica, 2005.

HERNANDEZ, Leila Leite. Os filhos da terra do sol: a formação do Estado-Nação em Cabo Verde. São Paulo: Summus, 2002.

HALL, Stuart. Da diáspora: identidades e mediações culturais. Organização e apresentação de Liv Sovik. Tradução de Adelaine La Guardia et alii. Belo Horizonte: UFMG; Brasília: Representação da UNESCO no Brasil, 2003.

HOBSBAWM, J. Eric. A nação como novidade: da revolução ao liberalismo. In: Nações e nacionalismo desde 1780. São Paulo: Paz e Terra, 1998.

KOUDAWO, Fafali. Cabo Verde, Guiné-Bissau: da democracia revolucionária à democracia liberal. Bissau: Instituto Nacional de estudos e Pesquisa (INEP), 2001.

SAHLINS, Marshall. Ilhas de história. Rio de Janeiro: Zahar, 1990.

SAID, Edward W. Orientalismo: o Oriente como invenção do Ocidente. São Paulo: Companhia das Letras, 2001.

TAMBIAH, Stanley J. Conflito etnonacionalista e violência coletiva no sul da Ásia. Revista Brasileira de Ciências Sociais, v. 12, n. 34, p. 5-24, 1997.

THOMAZ, Omar Ribeiro. Ecos do Atlântico Sul: representações sobre o terceiro império português. Rio de Janeiro: Editora UFRJ/Fapesp, 2002.

VALE DE ALMEIDA, Miguel. Crioulização e fantasmagoria. Anuário antropológico. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 2004 a. p. 33-49.

VALE DE ALMEIDA, Miguel. O projeto crioulo. Cabo Verde, colonialismo e crioulidade. In: VALE DE ALMEIDA, Miguel. Outros destinos: ensaios de antropologia e cidadania. Porto: Campo das Letras, 2004 b. p. 255-319.

Proposições utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.