Banner Portal
Práticas de socialização entre adultos e crianças, e estas entre si, no interior da creche
PDF

Como Citar

MARTINS FILHO, Altino José. Práticas de socialização entre adultos e crianças, e estas entre si, no interior da creche. Pro-Posições, Campinas, SP, v. 19, n. 1, p. 97–114, 2016. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/proposic/article/view/8643501. Acesso em: 24 jul. 2024.

Resumo

Este estudo diz respeito a uma pesquisa na área da Educação Infantil, cujo objetivo principal foi descrever, analisar e interpretar as dinâmicas das relações que adultos e crianças estabelecem entre si nos espaços/tempos em que convivem no interior de uma creche. A fim de captar as dinâmicas das relações sociais dessa creche, foi utilizada uma metodologia de orientação etnográfica e recursos de registros escritos e fotográficos. Com a finalidade de ampliar o olhar sobre aquela realidade social, efetuou-se um estudo socioespacial da creche e dos atores nela envolvidos. Buscando o apoio da Sociologia da Infância, dirigiu-se o foco da análise para as relações travadas no interior da creche entre adultos e crianças, e estas entre si, como atores sociais ativos nos processos de socialização. Pelas categorias de análise elaboradas para tal fim, pôde-se perceber que, tanto nas relações de conflito e tensão como nas de maior harmonia, adultos e crianças produzem representações simbólicas a respeito do mundo com o qual interagem e, no caso das crianças, a elaboração das culturas infantis.

Abstract:

This study is about a research on children’s education. Its main objective was to describe, analyze and interpret the dynamics of the relationships established between adults and children in the space where they stay together, a day care center. In order to capture the dynamics of the social relationships of this day care center, an ethnographic-oriented methodology was used, as well as written and photographic records. With the purpose of having a more comprehensive analysis of that social scenario, a sociospatial study of the day care center and the actors involved was carried out. With the help of children’s sociology, the study focused on the analysis of relationships developed in the day care center, between adults and children, and also among children themselves, as active social actors and actresses involved in the socialization processes. By observing the analysis categories elaborated for such, it could be noticed that, both in stressful and conflicting relationships and in peaceful ones, adults and children produce symbolic representations of the world with which they interact and, in the children’s case, the elaboration of infantile cultures.

Key words: Education of children. Socialization. Infantile cultures

PDF

Referências

ARCE, Alessandra. Pedagogia da infância ou fetichismo da infância?. In: DUARTE, Newton (org.). Crítica ao fetichismo da individualidade. Campinas, SP: Autores Associados, 2004.

CORSARO, William A. The sociology of childhood. Thousand Oaks: Pine Forge Press, 1997.

DUBAR, Claude. A socialização: a construção das identidades sociais e profissionais. Porto: Editora Coleção Ciências da Educação, 1997.

DELGADO, Ana C.; MULLER, Fernanda. Sociologia da Infância: pesquisas com crianças. Educação & Sociedade, v. 26, maio/ago. 2005.

FARIA, Ana Lúcia Goulart de; PALHARES, Marina Silveira (orgs.) Educação Infantil pósLDB: rumos e desafios. 3.ed. Campinas, SP: Autores Associados, 2001, p.67-97.

FERREIRA, Maria Manuela Martinho. A gente aqui o que gosta mais é de brincar com os outros meninos: as crianças como actores sociais e a (re)organização social do grupo de pares no quotidiano de um Jardim de Infância. 2002. Dissertação (Doutoramento em Ciências da Educação). Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação, Universidade do Porto, Porto, Portugal.

FERREIRA, Maria Manuela Martinho. Do “avesso” do brincar ou... as relações entre pares, as rotinas da cultura infantil e a construção da(s) ordem(ens) social(ais) instituintes(s) das crianças no jardim-de-infância. In: SARMENTO, Manuel Jacinto; CERISARA, Ana Beatriz. Crianças e miúdos: perspectivas sociopedagógicas da infância e educação. Porto, Portugal: Edições ASA, 2004.

FORQUIN, Jean-Claude. Escola e cultura: as bases sociais e epistemológicas do conhecimento escolar. Porto Alegre: Artes Médicas, 1993.

GOLDENBERG, Mirian. A arte de pesquisar: como fazer pesquisa qualitativa em ciências sociais. Rio de Janeiro; São Paulo: Record, 2000.

JAMES, Allison; PROUT, Alan. Hierarquia, fronteira e agência: para uma perspectiva teórica sobre a infância. In: FERREIRA, Manuela; SARMENTO, M. J. (orgs.). Antropologia de textos em sociologia da infância. Porto: ASA, 2004.

KRAMER, Sônia (org.) Infância e produção cultural. Campinas, São Paulo: Papirus, 1999. p.7-10.

KRAMER, Sônia. Infância, educação e direitos humanos. São Paulo: Ed. Cortez, 2003.

MARTINS FILHO, Altino José et. al. Infância plural: crianças do nosso tempo. Porto Alegre: Mediação, 2006, 120p.

MARTINS FILHO, Altino José (org.). Criança pede respeito: temas em Educação Infantil. Porto Alegre: Mediação, 2005, 160p.

MARTINS FILHO, Altino José. Crianças e adultos na creche: marcas de uma relação. 2005. 185p. Dissertação (Mestrado em Educação). Curso de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, SC.

MARTINS FILHO, Altino José. A “produção cultural” das crianças como indicador para se (re)pensar a prática pedagógica nos contextos educativos de creche. Anais do II Seminário Internacional: educação intercultural, gênero e movimentos sociais. Florianópolis, UFSC, 2003. Comunicação disponível em www.rizoma.ufsc.br.

MARTINS FILHO, Altino José. Viajando nas esteiras das culturas infantis. Poiésis: revista do curso de pedagogia da Universidade Federal de Goiás. Campus de Catalão, v. I, n.1, janeiro/ dezembro. 2003, p.9-27.

MARTINS FILHO, Altino José. A vez e a voz das crianças: uma reflexão sobre as produções culturais na infância. Presença Pedagógica. Belo Horizonte/MG. n. 61, p.35-45, jan./fev.2005.

MARTINS FILHO, Altino José. Crianças como atores sociais nos processos educacionais: por uma reconfiguração da concepção de infância. Abceducatio: a revista da educação. São Paulo, ano 5, n. 41, p.12-16, jan. 2005.

MARTINS FILHO, Altino José. A vez das crianças: um estudo sobre as culturas da infância no cotidiano da creche. 27a Reunião Anual da ANPED. Caxambu/MG, 2004. Texto disponível em www.anped.org.br MARTINS FILHO, Altino José. Crianças e adultos nas malhas das relações sociais: um estudo sobre os processos de socialização no interior da creche. 28a Reunião Anual da ANPED. Caxambu/ MG, 2004. Texto disponível em www.anped.org.br MANTOVANI, Susana et al. Uma profissão a ser inventada: o educador da primeira infância. Pro-Posições, v.10, n.1(28), mar.1999, p. 75-98.

PERROTI, Edmir. A criança e a produção cultural. In: ZILBERMAM, Regina (org.) A produção cultural para a criança. Porto Alegre, RS: Mercado Aberto, 1990. p.9-27.

PLAISANCE, Eric. Socialização: modelo de inclusão ou modelo de interação? Percursos: revista do Centro de Ciências da Educação, Universidade do Estado de Santa Catarina, FAED, v.1, n.1, outubro 2000.

PLAISANCE, Eric. Para uma sociologia da pequena infância. Cadernos Cedes, n.86, v. 25, p. 220-241, 2004.

QUINTEIRO, Jucirema. Infância e escola: uma relação marcada por preconceitos. 2000. Tese (Doutorado em Educação). Universidade Estadual de Campinas, SP.

QVORDRUP, Jens. A Infância na Europa: novo campo de pesquisa social. Centro de Documentação e Informação sobre a Criança. Instituto de Estudos da Criança. Universidade do Minho. Tradução de Helena Antunes (mimeo).

ROCHA, Eloisa A. Candal. A pesquisa em Educação Infantil no Brasil: trajetória recente e perspectiva de consolidação de uma Pedagogia da Educação Infantil. Florianópolis, Centro de Ciências da Educação, Núcleo de Publicações, 1999. 290p.

SARMENTO, Manuel Jacinto; PINTO, Manuel. As crianças e a infância: definindo conceitos delimitando o campo. In: PINTO, Manuel; SARMENTO, Manuel J. (coords.) As crianças: contextos e identidades. Braga, Portugal: Centro de Estudos da Criança, 1997.

SARMENTO, Manuel Jacinto; PINTO, Manuel. As culturas da infância nas encruzilhadas da 2ª modernidade. In: SARMENTO, Manuel Jacinto; CERISARA, Ana Beatriz. Crianças e miúdos: perspectivas sociopedagógicas da infância e educação. Porto, Portugal: Edições ASA, 2004.

SILVA FILHO, João Josué da. Educação Infantil e informática: entre as contradições do moderno e do contemporâneo. In: SARMENTO, Manuel Jacinto; CERISARA, Ana Beatriz. Crianças e miúdos: perspectivas sociopedagógicas da infância e educação. Porto, Portugal: Edições ASA, 2004 SIROTA, Régine. Emergência de uma sociologia da infância: evolução do objeto e do olhar. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, FCC, n.112, p.7-31, mar. 2001.

TOMAZZETTI, Cleonice Maria. Pedagogia e infância na perspectiva intercultural: implicações para a formação de professores. 2004. Tese (Doutorado em Educação). Universidade Federal de Santa Catarina, SC.

Proposições utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.