O direito das crianças à educação infanti

  • Anete Abramowicz Universidade Federal de São Carlos
Palavras-chave: Educação infantil. Direito das crianças. Diferença. Devir-criança

Resumo

Este artigo realiza a discussão sobre a inclusão das crianças pequenas no sistema de ensino considerando três aspectos essenciais. O primeiro refere-se ao significado da proposta de inclusão a partir de um referencial teórico apresentado por Michel Foucault, Guattari-Deleuze. Aqui procura-se entender o processo da educação das crianças pequenas nas duas redes de ensino que lhes são criadas e oferecidas: as creches e as pré-escolas, no interior da crise da sociedade disciplinar. Este primeiro aspecto implica a pergunta: para que incluir as crianças no sistema de ensino? O segundo aspecto discute o direito da criança a partir de uma perspectiva centrada na possibilidade discursiva, afirmativa e propositiva das falas das crianças. Diferença é o último aspecto discutido no artigo, onde se enfatiza a urgência dessa produção. A diferença da criança se efetua no devir-criança que tal artigo procura conceituar.

Abstract:

The following article discusses the inclusion of small children in the educational system based on three essential aspects. The first aspect refers to the meaning of the inclusion proposal according to the theoretical reference proposed by Michel Foucault, GuattariDeleuze. Within this aspect, we search to understand the educational process concerning small children in the two educational networks that have been created and proposed for them - the childcare centers and the preschool- within the crisis of the disciplinal society. This first aspect leads to the question: why including children in the educational system? The second aspect discusses the children's right based on a perspective centered in the discursive, affirmative and propositional possibility of the children' s discourse. The last aspect that is discussed in the article is "difference": here, we emphasize the urgency of developing differences. Each child's difference becomes effective in the child' s come-tobe, which this article tries to considero

Key-words: Early childhood education. Children's right. Difference. Child's come-to-be

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Anete Abramowicz, Universidade Federal de São Carlos
Professora Titular do Departamento de Teorias e Práticas Pedagógicas da Universidade Federal de São Carlos na área de Didática e Currículo: sub-área Infância. Possui graduação em Ciências Sociais pela Universidade de São Paulo (1979), mestrado em Educação: História, Política, Sociedade pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1992) e doutorado em Educação pela Universidade Estadual de Campinas (1998). Em 2010 concluiu um estágio de pós-doutoramento de 13 meses no CERLIS (Centre de Recherche Sur Les Liens Sociaux) na Universidade Paris Descartes em Paris na área da Sociologia da Infância. Tem experiência na área de Educação, com ênfase na Educação para a infância, atuando principalmente nos seguintes temas: criança e infância, sociologia da infância, diferenças, relações raciais, etárias e de gênero. Em 2010 recebeu a bolsa produtividade. Foi coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Educação da UFSCar de 2003 a 2005, foi coordenadora do FORPRED da ANPED e vice-coordenadora do GT de 0 a 6 anos da ANPED. É editora responsável da Revista Eletrônica de Educação (REVEDUC).

Referências

ABRAMOWICZ, Anete. "Educação Inclusiva, incluir para quê?" Revista Brasileira de Educação Especial. Marília: v.7, n.2, p. 1-10,2001.

ABRAMOWICZ, Anete. A menina repetente. Campinas: Papirus, 1995, 109p. (Coleção Magistério: Formação e Trabalho Pedagógico).

ARIES, Philippe. História social da criança e da família. 2a. ed. Rio de Janeiro: Zahar, 1987,279 p.

BENJAMIN, Walter. Magia e Técnica, Arte e Política. Ensaios sobre literatura e história da cultura. Obras Escolhidas volume 1. São Paulo: Brasiliense, 1987, 3a. ed, 253 p.

CAMPOS, Matia Malta. A formação de professores para crianças de Oa 10 anos: modelos em debate. Educação e Sociedade, ano XX, n. 68, p. 126-142, dez. 1999.

CHARLOT, Bernard. A mistificação pedagógica. 2a. ed., Rio de Janeiro: Zahar, 1976,313 p.

DELEUZE, Gilles, GUATTARI, Félix. Mil Platôs: Capitalismo e Esquizofrenia. v. 1. Tradução Aurélio Guerra Neto e Célia Pinto Costa. Rio de Janeiro: Editora 34 Ltda., 1995,91p.

DELEUZE, GilIes. Conversações. Tradução Peter Pál Pelbart. Rio de Janeiro: Editora 34 Ltda.; 1992, 226 p.

DELEUZE, GilIes. Critica e d/nica. Tradução Peter Pál Pelbart. São Paulo: Editora 34 Ltda, 1997, 176 p.

DELEUZE, GilIes. Post Scriptum sobre as Sociedades de Controle. Conversações. Rio de Janeiro. Editora 34 Ltda., 1992.

DELEUZE, Gilles; GUATTARI, Félix. Mil Platôs. Capitalismo e Esquizofrenia. Tradução Aurélio Guerra Neto et aI. Rio de Janeiro: Editora 34 Ltda., 1996.

DELEUZE, Gilles; GUATTARI, Félix. Mil Platôs:capitalismo e esquizofrenia. v.2. Tradução Ana Lúcia de Oliveira e Lúcia Claudia Leão. São Paulo: Editora 34 Ltda., 1995, 109 p.

DELEUZE, Gilles; GUATTARI, Félix. Mil Platôs:capitalismo e esquizofrenia. v.3. Tradução Aurélio Guerra Neto, Ana Lúcia de Oliveira, Lúcia Claudia Leão e Suely Rolnik. São Paulo: Editora 34 Ltda., 1996, 115 p.

DELEUZE, Gilles; GUATTARI, Félix. Mil Platôs:capitalismo e esquizofrenia. v.4. Tradução Suely Rolnik. São Paulo: Editora 34 Ltda., 1997, 170 p.

DELEUZE, Gilles; GUATTARI, Félix. Mil Platôs:capitalismo e esquizofrenia. v. 5.Tradução Peter Pál Pelbart e Janice Caiafa. São Paulo: Editora 34 Ltda., 1997,235 p.

DELEUZE, Gilles; GUATTARI, Félix. Mille plateaux - Capitalisme et schizophrénie. Paris: Les Éditions de Minuit, 1980.

DELEUZE, GilIes; PARNET, C. Diálogos. Tradução Eloísa Araújo Ribeiro. São Paulo: Ed. Escuta, 1998, 179 p.

DONZELOT, Jacques. A policia da fam/lia. 2a. ed. Rio de janeiro: Graal, 1986, 209 p.

FOUCAULT, Miche!. Microfisica do Poder. 2a. ed., Rio de Janeiro: Graal, 1984,295 p.

FOUCAULT, Miche!. Vigiar epunir: história da violência nas prisões. Petrópolis, RJ: Vozes. Tradução de Lígia M. Ponde Vassalo, 1983, 276 p.

HARDT, M.; NEGRI, A. Império. Tradução de Berilo Vargas. 3a. ed., Rio de Janeiro: Record, 2001, 499 p.

KATZ, C. S. Crianceria: "O que é a criança'. Cadernos de Subjetividade. Núcleo de estudos e pesquisas da Subjetividade do Programa de Pós-graduação em Psicologia Clínica da PUC, São Paulo: Número Especial, p. 90-96, jun. 1996.

KUHLMANN JUNIOR, Moysés. Infância eEducação Infantil: uma abordagem histórica. Porto Alegre: Mediação, 1998, 209 p.

NEGRI, Toni. Exílio. São Paulo: Editora Iluminuras Ltda., 2001, 94p.

PELBART, Peter Pá!. A Vertigem Por Um Fio. Politicas da Subjetividade Contemporânea. São Paulo: Editora Iluminuras Ltda., 2000a, 221 p.

PELBART, Peter Pál. Literatura e Loucura. In: PELBART, Peter Pá!. A Vertigem por um Fio. São Paulo: Editora Iluminuras Ltda., 2000b.

PELBART, Peter Pál;ROLNIK, Suely (org.). Cadernos de Subjetividade. Núcleo de Pesquisas da Subjetividade do Programa de Pós-Graduação da Psicologia Clínica da PUC de São Paulo. São Paulo, 1996, 259 p.

SAPAROLLI, Eliana C. L. Educador Infantil: unia ocupação de gênero feminino. 135 p.

Dissertação (Mestrado em Psicologia Social) -Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP).

SARMENTO, Manuel J.; PINTO M. As crianças contextos e identidades. Portugal: Universidade do Minho, Centro de Estudos da Criança, 1997,293 p.

Publicado
2016-03-03
Como Citar
Abramowicz, A. (2016). O direito das crianças à educação infanti. Pro-Posições, 14(3), 13-24. Recuperado de https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/proposic/article/view/8643858
Seção
Dossiê