Banner Portal
Crianças nos parques: imagens de infância
PDF

Palavras-chave

Infância. Desenhos. Parques-infantis. Fotografia

Como Citar

GOBBI, Márcia. Crianças nos parques: imagens de infância. Pro-Posições, Campinas, SP, v. 13, n. 2, p. 143–157, 2016. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/proposic/article/view/8643959. Acesso em: 15 abr. 2024.

Resumo

Quais as imagens da infância de crianças freqüentadoras de parques infantis do início do século passado? Na cidade de São Paulo, durante o período que compreende os anos de 1935 a 1938, onde estavam os meninos e meninas e o que faziam nestes espaços reservados primordialmente para a vivência do ser criança - para transbordar esse ser expressando-se em suas mais diferentes linguagens? O que nos revelam as imagens destes parques? Que espaço era ocupado pelos desenhos e demais formas de expressões artísticas? O que as imagens fotográficas nos mostram? Qual o lugar das atividades de expressão corporal neste espaço? Estas são algumas das questões levantadas neste artigo tendo como foco para sua abordagem os parques infantis do período referido no município de São Paulo.

Abstract:

What are our childhood images of children in playgrounds in the beginning of the 1" century in the city of São Paulo during the 1935-1938 period? Where were those boys and girls and what did they do in those spaces reserved specially for children's experience - overfIowing with self expression in their many different languages? What do these images reveal to us? Which space was taken up by drawings and other forms of expression, what do the photografic images show us? Which rank body expression occupied in this space? These are some of the questions raised in this article having playgrounds as its focus of approach in that period in the city of São Paulo.

Key-words: Childhood. Drawings. Playgrounds. Photography

PDF

Referências

ANDRADE, M. Aspectos das artesplásticasno BrasiLSão Paulo: Martins Fontes Editora, 1975.

. Será oBenedito?Crônicasdosuplementoem retrogra/Jt(radoEstado deSão Paulo.São Paulo: Educ., 1992.

BUFALO, ].M.P. O imprevisto previsto. &vista Proposições.VaI. 10., n.1 (28), mar/1999, p.119-132.

FARIA, A.L.G. EducaçãoPré-escolare cultura.São Paulo: Editora Cortez, 1999.

. A contribuição dos Pargues Infantis de Mário de Andrade para construção de uma pedagogia da educação infantil. Educaçãoe Sociedade.n. 69, p.60-91, 199%.

GOBBI, M. Lápis vermelho é de mulherzinha: desenho, relações de gênero e educação infantil. Dissertação de Mestrado, FE Unicamp, 1997.

HORTALE, G. (Org.). Os pargues de recreação do Estado Novo e a contribuição da cultura corporal na sociedade brasileira. Motrivillência.Ano 11, n.3, Universidade Federal do Sergipe, Jan/1990.

MAC/IEB. Catálogode exposiçãodos desenhosinfantisda coleção.Mário de Andrade. 1988.

MORAES, E.J. Limites do Moderno: opensamentoestéticodo Málio de Andrade. São Paulo: Editora Relume-Dumará, 1999.

MOREIRA LEITE, M. &tratos defamília. São Paulo: EDUSP, 1993.

PAULA, D.F. O treinamento físico da criança pobre no Estado Novo: a experiência do Pargue Infantil na cidade de São Paulo. Pós-história.Assis, Vol.5, p. 171-183.

REGGIO-CHILDREN. II picolissimi dei cinemamuto. Giochi difinsione ai nidofra pesci e bambini.Comune de Reggio Emilia, Itália, 1996.

SANT' ANNA, D.B. Corpo, ética e cultura. In: O corpo e o lúdico. BRUHNS, H. e GUTIERREZ, G.L. (Orgs). Campinas: Editora Autores Associados, 2000.

SOARES, C. Imagensda educaçãono corpo.Campinas: Editora Autores Associados, 1998.

VAZ, A.F.Treinar o corpo, dominar a natureza. Notas para uma análise do esporte com base no treinamento corporal. CadernosCedes.Ano XIX, n. 48, p.89-109, agosto 1999.

Proposições utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.