As exposições internacionais e a difusão das creches e jardins de infância (1867-1922)

  • Moysés Kuhlmann Junior Fundação Carlos Chagas

Resumo

o

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Moysés Kuhlmann Junior, Fundação Carlos Chagas
Tem graduação em Pedagogia pela Universidade de São Paulo (1980), mestrado em Educação: História, Política, Sociedade pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1990), doutorado em História Social pela Universidade de São Paulo (1996), e pós-doutorado em Ciências da Educação pela Universidade de Lisboa. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em História da Educação, atuando principalmente nos seguintes temas: educação infantil, história da infância, circulação de idéias educacionais, historiografia e história da educação. Bolsista de produtividade do CNPQ. Docente da Unisantos, onde atua no Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Educação (Mestrado e Doutorado). Pesquisador senior da Fundação Carlos Chagas, onde é líder do Grupo de Pesquisa "Educação e Infância: políticas e práticas". Coordena a página "História da Educação e da Infância", que disponibiliza fontes documentais digitalizadas, no portal da Fundação Carlos Chagas. É editor responsável do periódico Cadernos de Pesquisa
Publicado
2016-03-14
Como Citar
Kuhlmann Junior, M. (2016). As exposições internacionais e a difusão das creches e jardins de infância (1867-1922). Pro-Posições, 7(3), 24-35. Recuperado de https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/proposic/article/view/8644212
Seção
Artigos