Educação na casa: perspectivas de desescolarização ou liberdade de escolha?

Autores

  • Maria Celi Chaves Vasconcelos Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Palavras-chave:

Educação doméstica. Desescolarização. Homeschooling. Projeto neoliberal. Liberdade de escolha.

Resumo

O estudo objetiva analisar como a educação doméstica na atualidade tem sido tratada por autores que examinam o tema, sinalizando perspectivas de desescolarização relacionadas ao projeto neoliberal de sociedade, em oposição à alegada liberdade de escolha das famílias. Em um plano mais específico, é abordada a discussão norte-americana sobre o assunto, partindo da premissa que, no Brasil, a opção pelo homeschooling está ligada à forte influência dessa prática existente nos Estados Unidos da América. Os procedimentos teóricometodológicos são aqueles relativos à pesquisa qualitativa, essencialmente bibliográfica, que tem como referência os escritos de Paraskeva (2010) e Torres Santomé (2003). Conclui-se com a exposição de parte das questões suscitadas no debate relativo ao fato de casa e escola coexistirem na sociedade como espaços legitimados para ensinar, indicando a tensão entre a tendência de desescolarização e o declarado direito dos pais de decidir sobre a educação dos filhos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Celi Chaves Vasconcelos, Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Pós-Doutora em Educação pela Universidade do Minho (2011). Doutora em Educação pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro - PUC-Rio (2004). Mestre em Educação pela Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ (1999). Graduada em Pedagogia pela Universidade Federal Fluminense - UFF (1995). Graduada em História pela Faculdade de Filosofia Ciências e Letras Imaculada Conceição (1984). Professora Associada da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), atuando no Programa de Pós-Graduação em Educação (Proped).

Referências

Apple, M. W. (2003). A extinção dos professores: a política cultural do ensino em casa. In J. Torres Santomé, J. M. Paraskeva, & M. W. Apple (Orgs.), Ventos de desescolarização. A nova ameaça à escolarização pública (pp. 116-141). Lisboa: Plátano.

Barbosa, L. M. R. (2013). Ensino em casa no Brasil: um desafio à escola? Tese de Doutorado, Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo, São Paulo, SP, Brasil.

Burke, P. (2008). O que é história cultural? (2a ed.). Rio de Janeiro: Zahar. Canário, R. (2005). O que é a escola? Um “olhar” sociológico. Porto: Porto Editora.

Clements, A. D. (2004). Homeschooling. A research-based how-to manual. Lanham, New York, Toronto, Oxford: Rowman & Littlefield Education.

Cury, C. R. J. (2006). Educação escolar e educação no lar: espaços de uma polêmica. Revista Educação e Sociedade. 27(96), 667-688.

Cury, C. R. J. (2009). A desoficialização do ensino no Brasil: a Reforma Rivadávia. Revista Educação e Sociedade. 30(108), 717-738.

Holt, J. (1976). Libertad y algo más: ¿hacia la desescolarización de la sociedad? Buenos Aires: El Ateneo.

Holt, J., & Farenga, P. (2003). Teach your own – The John Holt book of homeschooling. Cambridge, USA: Perseus Publishing.

Illich, I. (1973). Por que devemos desinstalar a escola. In I. Illich, Sociedade sem escolas (pp. 16-39). Petrópolis: Vozes. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira -

INEP. (2014). Censo Escolar da Educação Básica 2013 [resumo técnico]. Brasília: INEP.

Kloh, F. F. P. (2014). Homeschooling no Brasil: a legislação, os projetos de lei e as decisões judiciais. Dissertação de Mestrado em Educação, Universidade Católica de Petrópolis, Petrópolis, RJ, Brasil.

Kunzman, R. (2009a). Understanding homeschooling: A better approach to regulation, Theory and research in Education, 7(3), 311-330.

Kunzman, R. (2009b). Write these laws on tour children: inside the world of conservative Christian homeschooling. Boston: Beacon Press.

Lyman, I. (2000). The homeschooling revolution. Amherst, Massachusetts: Bench Press International.

Paraskeva, J. M. (2010). Privatização dos benefícios e socialização dos custos. Dos chequesensino ao homeschooling. In J. M. Paraskeva, & W. Au, (Orgs.), O direito à escolha em educação. Cheques-ensino, projectos charter e o ensino doméstico (pp.17-53). Mangualde, PT: Edições Pedagogo.

Paraskeva , J. M., & Au, W. (Orgs.) (2010). O direito à escolha em educação. Cheques-ensino, projectos charter e o ensino doméstico. Mangualde, PT: Edições Pedagogo.

Pedroni, T. (2003). Introdução crítica. In J. Torres Santomé, J. M. Paraskeva, & M. W. Apple (Orgs.), Ventos de desescolarização. A nova ameaça à escolarização pública (pp 5-14). Lisboa: Plátano.

Ray, B. D. (2005). Worldwide guide to homeschooling. Facts and stats on the benefits of homeschooling. Nashville, Tennessee: Broadman & Holman Publishers.

Ribeiro, Á. M. C. (2011). O ensino doméstico e a organização escolar: um contributo sociológico-organizacional sobre a realidade portuguesa. Dissertação de Mestrado em Ciências da Educação, Universidade do Minho, Braga, Portugal.

Sampaio, B., & Guimarães, J. (2009). Diferenças de eficiência entre ensino público e privado no Brasil. Revista Economia Aplicada, 13(1), 1-14.

Torres Santomé, J. (2003). Escola e família: duas instituições em confronto? In J. Torres Santomé, J. M. Paraskeva, & M. W. Apple (Orgs.), Ventos de desescolarização. A nova ameaça à escolarização pública (pp. 15-56). Lisboa: Plátano Editora.

Torres Santomé, J., Paraskeva, J. M., & Apple, M. W. (Orgs.). (2003). Ventos de desescolarização. A nova ameaça à escolarização pública. Lisboa: Plátano.

Vasconcelos, M. C. C. (2005). A casa e os seus mestres: a educação no Brasil de oitocentos. Rio de Janeiro: Gryphus.

Vasconcelos, M. C. C. (2006). De volta à casa: revisitando as possibilidades da educação diante das novas tecnologias. In S. Bustamante (Org.), Educação e tecnologia: caminhos para a inclusão digital (pp. 7-19). Rio de Janeiro: Publit Soluções Editoriais.

Vasconcelos, M. C. C. (2009). A educação na casa: uma prática das elites portuguesas e brasileiras no século XIX. In D. B. de Souza, & S. A. Martinez (Orgs.), Educação Comparada Brasil-Portugal: rotas do além mar (pp. 130-150). São Paulo: Xamã.

Vasconcelos, M. C. C. (2011). Relatório de estágio pós-doutoral. Relato de investigação apresentado à Universidade do Minho para a certificação de estudos de pósdoutoramento, Braga, Portugal.

Vasconcelos, M. C. C., & Morgado, J. C. B. C. (2014). Desafios à escolarização obrigatória: a inserção do homeschooling na legislação educacional no Brasil e em Portugal. Revista Brasileira de Política e Administração da Educação, 30(1), 203-230.

Downloads

Publicado

2017-09-11

Como Citar

VASCONCELOS, M. C. C. Educação na casa: perspectivas de desescolarização ou liberdade de escolha?. Pro-Posições, Campinas, SP, v. 28, n. 2, p. 122–140, 2017. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/proposic/article/view/8650331. Acesso em: 2 out. 2022.

Edição

Seção

Dossiê