As relações teórico-metodológicas entre Freire e Dussel e suas contribuições para uma práxis axiológico-transformadora

Autores

Palavras-chave:

Práxis transformadora, Axiologia, Valores, Paulo Freire, Enrique Dussel

Resumo

Autores como Paulo Freire e Enrique Dussel têm sido utilizados em estudos que abordam a questão dos valores necessários a uma educação libertadora. Nesse contexto, o presente estudo objetivou caracterizar a práxis axiológico-transformadora da educação ético-crítica. Para isso, foi realizado um estudo teórico que tem como referência três pontos de discussão: i) as relações teórico-metodológicas entre a pedagogia libertadora freireana e a filosofia da libertação dusseliana; ii) as contribuições da Investigação Temática para o desenvolvimento de um Projeto Pedagógico Libertador; iii) as perspectivas axiológicas a partir das relações entre a pedagogia e a filosofia da libertação. Essa articulação permitiu uma compreensão sobre a importância dos valores da cultura popular no desenvolvimento de um processo educativo ético-crítico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jefferson da Silva Santos, Universidade Federal de Santa Catarina

Pesquisador pela Universidade Federal de Santa Catarina, - Centro de Ciências da Educação - Programa de PósGraduação em Educação Científica e Tecnológica, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. 

Simoni Tormöhlen Gehlen, Universidade Estadual de Santa Cruz

Doutorado em Educação Cientifica e Tecnológica pela Universidade Federal de Santa Catarina. Professora no Departamento de Ciências Exatas e Tecnológicas pela Universidade Estadual de Santa Cruz.

Referências

Agostini, N. (2018). Conscientização e Educação: ação e reflexão que transformam o mundo. Revista Pro-Posições, 29, 187-206. https://doi.org/10.1590/1980-6248-2015-0105

Aranha, M. L. A. (2006). Filosofia da Educação (3. ed.). Moderna.

Auler, D. (2018). Cuidado! Um cavalo viciado tendo a voltar para o mesmo lugar Appris.

Borges, V. (2010). Paulo Freire: Uma ética pedagógica libertadora à luz do contexto histórico-social da América Latina nas décadas de 1960 e 1970 [Tese de doutorado em Educação]. Pontifícia Universidade Católica do Paraná.

Delizoicov, D. (1982). Concepção Problematizadora do Ensino de Ciências na Educação Formal [Dissertação de mestrado em Educação]. Universidade de São Paulo.

Delizoicov, D., Angotti, J. A. P., & Pernambuco, M. M. C. A. (2011). Ensino de Ciências: Fundamentos e Métodos Cortez.

Duarte, N. (2019). A catarse na didática da pedagogia histórico-crítica. Revista Pro-Posições, 30, 1-23. https://doi.org/10.1590/1980-6248-2017-0035

Dussel, E. (2002). Ética da libertação: Na idade da globalização e da exclusão Editora Vozes.

Dussel, E. (2013). Ethics of liberation: In the age of globalization and exclusion Duke University Press.

Dussel, E. (2014). 14 tesis de ética: El fundamento esencial del pensamiento crítico Editorial Trotta.

Dussel, E. (1980). La pedagógica latinoamericana Nueva América.

Dussel, E. (1977). Filosofia da libertação na América Latina. Edições Loyola.

Freire, P. (1979). Educação e mudança (12. ed.). Paz e Terra.

Freire, P. (1987). Pedagogia do Oprimido (17. ed.). Paz e Terra.

Freire, P. (1996). Pedagogia da autonomia: Saberes necessários à prática educativa Paz e Terra.

Frondizi, R. (1958) ¿Qué son los valores? Introducción a la axiología Fundo de cultura económica.

Furlan, A. (2015). Concepção de um currículo crítico: a ética como referência praxiológica. [Dissertação de mestrado em Educação]. Universidade Federal de São Carlos.

Goldmann, L. (1970). Ciências humanas e Filosofia: que é a Sociologia? (L. C. Garaude e J. A. Giannotti, Trads). (2. ed.). Difusão Europeia do Livro.

Hessen, J. (1974). Filosofia dos valores Armênio Amado.

Lucas, L. B. (2014). Axiologia Relacional Pedagógica e a formação inicial de professores de Biologia. [Tese de doutorado em Educação de Ciências e Educação Matemática]. Universidade Estadual de Londrina.

Milli, J. C. L. (2019). A Investigação Temática à luz da Análise Textual Discursiva: Em busca da superação do obstáculo praxiológico do silêncio [Dissertação de mestrado em Educação em Ciências]. Universidade Estadual de Santa Cruz, Ilhéus.

Moura, W. C. (2011). Axiologia e Educação (Física): Discursos de professores e alunos em tempos de relativismo [Dissertação de mestrado em Desporto para crianças e jovens]. Universidade do Porto.

Patrício, M. (1993). Lições de axiologia educacional Universidade Aberta.

Santos, J. S., Assunção, J. A., Barbosa, L. S., & Gehlen, S. T. (2019). A Dimensão Axiológica na Elaboração de uma Rede Temática na Educação Infantil: Contribuições para o Ensino de Ciências. Revista Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências, 19, 649-682. https://doi.org/10.28976/1984-2686rbpec2019u649682

Saul, A. M., & Silva, A. F. G. (2009). O legado de Paulo Freire para as políticas de currículo e para a formação de educadores no Brasil. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, 90 (224), 223-244. https://dx.doi.org/10.24109/2176-6681.rbep.90i224.507

Silva, A. F. G. (2004). A construção do currículo na perspectiva popular crítica: Das falas significativas às práticas contextualizadas. [Tese de doutorado em Educação]. Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

Publicado

2022-04-15

Como Citar

SANTOS, J. da S. .; GEHLEN, S. T. . As relações teórico-metodológicas entre Freire e Dussel e suas contribuições para uma práxis axiológico-transformadora. Pro-Posições, Campinas, SP, v. 33, p. e20200022, 2022. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/proposic/article/view/8669249. Acesso em: 2 dez. 2022.

Dados de financiamento

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)