Restituição de acervos arqueológicos: novas soluções ou antigos problemas?

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/rap.v11i2.8649796

Palavras-chave:

Restituição. Repatriação. Colaboração. Museu Arqueológico. Distrito Federal

Resumo

As reservas técnicas arqueológicas no Brasil hoje precisam ser repensadas, seja em virtude de seu colapso seja em função da necessária inserção social preconizada tanto na arqueologia quanto na museologia. Entendemos que é o momento de propor novas soluções para salvaguarda e exposição de acervos arqueológicos, e que diferentes estratégias de colaboração com diversos públicos a respeito do gerenciamento de seus patrimônios arqueológicos é um caminho possível. O artigo apresenta uma discussão teórica sobre repatriação e restituição de coleções arqueológicas, e propõe refletir sobre o tema. Para tanto trazemos como exemplo um estudo de caso bastante singular: a proposta de criação do primeiro museu arqueológico do Distrito Federal.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Renata de Godoy, Universidade Federal do Pará

Professora adjunta da Universidade Federal do Pará, Programa de Pós-Graduação em Antropologia da, Brasil (UFPA/PPGA). Arquiteta e Urbanista, Mestre em Gestão do Patrimônio Cultural (PUC-GO), PhD em Antropologia/Arqueologia (Universidade da Flórida, EUA)

Emilly Cristine Barbosa dos Santos, Universidade Federal do Pará

Mestranda da Universidade Federal do Pará, Programa de Pós-Graduação em Antropologia da, Brasil (UFPA/PPGA). Museóloga e Especialista em Planejamento e Gestão Pública do Patrimônio Cultural (UFPA).

Referências

ANDRADE LIMA, T. A Arqueologia na Construção da Identidade Nacional: uma disciplina no fio da navalha. Canindé, n.10, p.11-26. 2007.

ATALAY, S. ‘We don’t talk about Çatalhöyük, we live it’: sustainable archaeological practice through community-based participatory research. World Archaeology, v.42, n.3, p.418-429. 2010.

BARBOSA, M. D. O.; COSTA, D. M. Costa. Relatório final do Projeto de Resgate e Monitoramento do Patrimônio Arqueológico da Área Diretamente Afetada pela Implantação do Interceptor e Emissário de Esgotos do Sistema Melchior, nos municípios de Taguatinga, Ceilândia e Samambaia – DF. IGPA e Fundação Aroeira/PUC-GO. Goiânia. 2005

FERREIRA, C. Restituição dos bens culturais retirados no contexto do colonialismo: instrumento de desenvolvimento e de diálogo intercultural. Cadernos de Sociomuseologia, v.47, n.3, p.109-129. 2014.

FOGAÇA, E.; JULIANI, L. J. C. O. Programa de Avaliação de 1997. Potencial Arqueológico e Resgate dos Sítios DF-PA-11 a DF-PA-15. 1ª Fase: Avaliação do potencial arqueológico do sítio DF-PA-11 e Avaliação do potencial informativo da coleção lítica recuperada no sítio DF-PA-11 (Taguatinga – DF). IPHAN, 14ª Coordenadoria Regional. Brasília. 1997

GODOY, R. D. Relatório da Equipe de Gestão. Relatório Parcial do Projeto de Resgate do Patrimônio Arqueológico da Área Diretamente Afetada pela Implantação do Interceptor e Emisário de Esgotos do Sistema Melchior. Goiânia: IGPA 2005.

GODOY, R. D. Assessing Heritage Values: Public Archaeology in Brasília. Saarbrüchen: Lambert Academic Publishing. 2012. 252 p.

GODOY, R. D. A Arqueologia na ARIE JK em Primeira Pessoa: seu potencial e a eterna preocupação com a sua preservação. Material não publicado produzido por demanda local. Brasília 2014.

GREEN, L.; GREEN D. R. G.; NEVES, E. G. Indigenous Knowledge and Archaeological Science: the challenges of public archaeology in the Área Indígena do Uaçá. In: GNECCO, C.; AYALA, P. (Eds.). Indigenous Peoples and Archaeology in Latin America. Walnut Creek: Left Coast Press, p.179-200, 2011.

LEITE, R. A. O. Difusão da ciência moderna em instituições de ciência e tecnologia: O Museu Paraense Emílio Goeldi. Belém: Museu Paraense Emílio Goeldi. 1993.

LIEBMAN, M. The Intersections of Archaeology and Postcolonial Studies. In: LIEBMAN, M.; RIZVI, U. Z. (Eds.). Archaeology and the Postcolonial Critique. Londres: Altamira Press/Rowman & Littlefiled Publishers, p.1-20, 2008.

MELLO, P. J. C.; FOGAÇA, E. Projeto para Levantamento e Salvamento Arqueológicos na Área a ser Afetada pela Futura Implantação da Ligação Viária Ceilândia-Samambaia (DF) - relatório parcial. IGPA and Fundação Aroeira/PUC-GO. Goiânia 2007

MERRIMAN, N. Introduction: diversity and dissonance in public archaeology. In: N. Merriman (Ed.). Public Archaeology. London: Routledge, p.1-17, 2004.

MILLER, E. T. Avaliação do potencial arqueológico da área de expansão de Taguatinga/Ceilândia. ENGEA. Brasília. 1993

SALADINO, A. IPHAN, arqueólogos e Patrimônio Arqueológico Brasileiro: um breve panorama. Revista de Arqueologia - SAB, v.27, n.1, p.39-58. 2014.

SANTOS, M. E. V. M. D. Cidadania, conhecimento, ciência e educação CTS. Rumo a “novas” dimensões epistemológicas. Revista CTS, Buenos Aires. Disponível em: http://www.revistacts.net/volumen-2-numero-6/50-dossier/117-cidadaniaconhecimento-ciencia-e-educacao-cts-rumo-a-novas-dimensoesepistemologicas, v.2, n.6, Acessado em: 16/06/2017, p.137-157. 2005.

SUPERNANT, K. Special Forum on International Collaborations. The SAA Archaeological Record: Society for American Archaeology. 12: 28-50 p. 2012.

TELLES, M. A.; CASTRO, J. C. A. D. Relatório Final de Levantamento Arqueológico e Cultural da ADA Pela Construção do Centro Metropolitano de Taguatinga-DF. Griphus Consultoria Ltda. Goiânia: 2010

VIANA, S. A. Instrumentos fora de seus contextos de produção - instrumentos l[iticos plano-convexos provenientes de sítios lito cerâmicos do estado de Mato Grosso. Revista Habitus, v.9, n.1, p.101-131. 2011.

Downloads

Publicado

2017-11-30

Como Citar

GODOY, R. de; SANTOS, E. C. B. dos. Restituição de acervos arqueológicos: novas soluções ou antigos problemas?. Revista Arqueologia Pública, Campinas, SP, v. 11, n. 2[19], p. 98–113, 2017. DOI: 10.20396/rap.v11i2.8649796. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rap/article/view/8649796. Acesso em: 3 fev. 2023.