Um grito de sobrevivência: agenciamento das bases jurídico-legais de endosso institucional para a guarda e pesquisa de acervos arqueológicos e a militância político-acadêmica das comunidades arqueológica e museológica

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/rap.v11i2.8650060

Palavras-chave:

Museus. Instituições de guarda e pesquisa. Endosso institucional. Acervos arqueológicos. Museologia. Arqueologia.

Resumo

O artigo discute, a luz do institucionalismo histórico, as bases legais para guarda e pesquisa de acervos arqueológicos e os diferentes agentes que operam com esse aparato normativo. O objetivo é demonstrar  como os agentes transitórios dessa relação tem mais  poder de decisão que aqueles permanentes, bem como essa condição de controle do processo cria certa dificuldade na gestão dos acervos arqueológicos. Num segundo instante, a discussão se amplia, demonstrando como os atores dos campos da arqueologia e da museologia tem se organizado no sentido de questionar e buscar alternativas para  correção dos rumos que relacionados a guarda e pesquisa dos acervos arqueológicos, pelo interesse da sociedade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carlos Alberto Santos Costa, Universidade Federal do Recôncavo da Bahia

Professor adjunto da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), lotado no Centro de Artes, Humanidades e Letras (CAHL), Campus Cachoeira/São Félix. Pesquisador Associado do Centro de Estudos de Arqueologia, Artes e Ciências do Patrimônio, da Universidade de Coimbra. Professor colaborador do Programa de Pós-Graduação em Museologia, da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Museólogo pela UFBA (2001); mestre em Arqueologia / Conservação do Patrimônio pela UFPE (2005); mestre (2007) e doutor (2012) em Arqueologia pela FLUC-PT; cumpre estágio pós-doutoral, com apoio da CAPES, no Programa de Pós-Graduação em Desenho, Cultura e Interatividade da UEFS. É membro dos grupos de Pesquisa Bahia Arqueológica (UFBA), Recôncavo Arqueológico (UFRB) e Musealização da Arqueologia (USP). Atua nas áreas da museologia e da arqueologia, onde desenvolve trabalhos, pesquisas e docência nos campos da teoria museológica e dos objetos, gestão museológica, produção de pesquisas museológicas, legislação para o patrimônio, educação patrimonial, processos museológicos em acervos arqueológicos, arqueologia histórica e representações rupestres.

Referências

BRUNO, Maria Cristina Oliveira. A museologia a serviço da preservação do patrimônio arqueológico. Revista de Pré-História (edição comemorativa do cinquentenário da Universidade de São Paulo), São Paulo, n. 6, p. 301-323, 1984.

BRUNO, Maria Cristina Oliveira. O Instituto de Pré-História e a socialização do conhecimento através de projectos museológicos. In: Encontro de Museus de Países e Comunidades de Língua Portuguesa, v. 2. Lisboa: Mafra / Associação Portuguesa de Museologia, p. 171-178, 1989.

BRUNO, Maria Cristina Oliveira. Arqueologia e museu: por que? para quem? Terra Indígena, Araraquara, n. 66, p. 37-43, 1992.

BRUNO, Maria Cristina Oliveira. Pré-história nos museus: uma contribuição a educação. In: TENÓRIO, Maria Cristina; FRANCO, T.C.B. (Orgs.). Programa para a implantação da temática pré-histórica brasileira no ensino de 1º, 2º e 3º graus. Rio de Janeiro: Museu Nacional, p. 8-13, 1994.

BRUNO, Maria Cristina Oliveira. Museus de arqueologia: uma história de conquistadores, de abandono, de mudança. Revista do Museu de Arqueologia e Etnologia, São Paulo, n. 6, p. 293-313, 1996.

BRUNO, Maria Cristina Oliveira. Musealização da arqueologia: um estudo de modelos para o projeto Paranapanema. Lisboa: Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias, 234p.

BRUNO, Maria Cristina Oliveira. Arqueologia e antropofagia: a musealização dos sítios arqueológicos. Revista do Serviço do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, Rio de Janeiro, n. 31, p. 234-247, 2005.

BRUNO, Maria Cristina Oliveira. As futuras gerações têm direito à herança arqueológica? Premissas e desafios dos processos de musealização. In: MACHADO, Gerson; SOUSA, Flávia Cristina Antunes de; STERBACH, Judith (Orgs.). Educação patrimonial e arqueologia pública: experiências e desafios. Itajaí: Casa Aberta Editora, p. 21-39, 2013.

BRUNO, Maria Cristina Oliveira. Musealização da arqueologia: caminhos percorridos. Revista de Arqueologia, Belém, n. 26, vol. 2, p. 4-15, 2014.

BRUNO, Maria Cristina Oliveira; AFONSO, Marisa Coutinho; GUEDES, Sandra Paschoal Leite de Camargo; ALVES, Maria Cristina. Um olhar museológico para arqueologia: a exposição “Pré-História Regional” de Joinville (Santa Catarina). Revista do Museu de Arqueologia e Etnologia, São Paulo, n. 1, p. 113-129, 1992.

BRUNO, Maria Cristina Oliveira; ZANETTINI, Paulo Eduardo. O futuro dos acervos. In: Anais do I Congresso Internacional de Arqueologia da SAB e XIV Congresso Nacional da SAB - Florianópolis. Erechim, Habilis (CDROM), 2007.

BRUNO, Maria Cristina Oliveira; WICHERS, Camila Azevedo de Moraes. Apresentação do número temático da Revista de Arqueologia, dossiê Musealização da arqueologia e produção acadêmica: novos problemas, novos desafios. Revista de Arqueologia, Belém, n. 26/27, p. 2-3, 2014.

CALDARELLI, Solange Bezerra. Avaliação dos impactos de grandes empreendimentos sobre a base de recursos arqueológicos da Nação: conceitos e aplicações. In: CALDARELLI, Solange Bezerra (Org.). Atas do Simpósio sobre Política Nacional do Meio Ambiente e Patrimônio Cultural. Goiânia: Universidade Católica de Goiás, p. 57-64, 1996.

CALDARELLI, Solange Bezerra; SANTOS, Maria do Carmo Monteiro dos. Arqueologia de contrato no Brasil. Revista USP: Dossiê Antes de Cabral, São Paulo, n. 44, p. 52-73, 2000.

CALDARELLI, Solange Bezerra; BRUNO, Maria Cristina Oliveira. Arqueologia e museologia: experiências de um trabalho integrado, pesquisas e exposições do IPH-USP. Revista de Pré-História, São Paulo, n. 4, p. 143-170, 1982.

COMERLATO, Fabiana; COSTA, Carlos Alberto Santos. Sugestões para educação patrimonial em arqueologia por contrato. Canindé: revista do Museu de Arqueologia de Xingó, Xingó, nº 9, p. 195-200, 2007.

COMERLATO, Fabiana. Programa de educação patrimonial do MAE/UFBA: experiências e reflexões sobre as práticas de socialização de dados arqueológicos associados às obras rodoviárias na Bahia. In: MACHADO, Gerson; SOUSA, Flávia Cristina Antunes de; STERBACH, Judith (Orgs.). Educação patrimonial e arqueologia pública: experiências e desafios. Itajaí: Casa Aberta Editora, p. 229-254, 2013.

COSTA, Carlos Alberto Santos. Proposta de instrumento documental museológico complementar para as coleções arqueológicas do MAE/UFBA. Revista Eletrônica Jovem Museologia, Rio de Janeiro, n. 2, 2007a. Disponível em http://docs.wixstatic.com/ugd/76cd3d_b7be2f51347b4d2c96bdd1f467358167.pdf

COSTA, Carlos Alberto Santos. A legalidade de um equívoco: acerca dos processos legais para a guarda de materiais arqueológicos em instituições museais. In: Anais do I Congresso Internacional de Arqueologia da SAB e XIV Congresso Nacional da SAB. Erechim: Habilis (CD-ROM), 2007b.

COSTA, Carlos Alberto Santos. Museologia e arqueologia - parte 1: a materialidade de uma relação interdisciplinar. Revista Museu, 2008. Disponível em http://revistamuseu.com/artigos/art_.asp?id=18384

COSTA, Carlos Alberto Santos. 2014. Gestão de acervos arqueológicos: considerações sobre a perspectiva legal. In: MENDONÇA, Elizabete de Castro; SILVA, Junia Gomes da Costa Guimarães e (Orgs.). Bens culturais musealizados: políticas públicas, preservação e gestão. Rio de Janeiro, UNIRIO / Escola de Museologia, p. 79-87, 2014.

COSTA, Carlos Alberto Santos; COMERLATO, Fabiana. Você me daria um “cheque em branco”? Um olhar sobre endosso institucional em projetos de arqueologia. Revista de Arqueologia, Belém, n. 27, p. 115-131, 2014.

COSTA, Carlos Alberto Santos; OLIVEIRA, Ana Cristina Audebert Ramos de; NUNES, Gilson Antônio. 2012a. Perfil dos cursos de graduação em museologia do Brasil. In: OLIVEIRA, Ana Paula de Paula Loures de; OLIVEIRA, Luciane Monteiro (Orgs.). Sendas da museologia. Ouro Preto: UFOP, p. 41-66.

COSTA, Carlos Alberto Santos; OLIVEIRA, Ana Cristina Audebert Ramos de; MENDONÇA, Elizabete de Castro; NUNES, Gilson Antônio. 2012b. Proposta de diretrizes para um currículo referência de formação de graduação em museologia - bacharelado. In: OLIVEIRA, Ana Paula de Paula Loures de; OLIVEIRA, Luciane Monteiro (Orgs.). Sendas da museologia. Ouro Preto: UFOP, p. 67-90.

DESVALLÉS, André; MAIRESSE, François. 2013. Conceitos-chave de museologia. Tradução e comentários: Bruno César Brulon Soares e Marilia Xavier Cury. São Paulo: ICOM, 2013.

DUARTE CÂNDIDO, Manuelina Maria. Arqueologia musealizada: patrimônio cultural e preservação em Fernando de Noronha (Dissertação de Mestrado). São Paulo: Universidade de São Paulo, 105 p, 2004.

DUARTE CÂNDIDO, Manuelina Maria. Cultura material: interfaces disciplinares da arqueologia e da museologia. Cadernos do CEOM, Chapecó, n. 21, p. 75-90, 2005.

DUARTE CÂNDIDO, Manuelina Maria. Arqueologia e público: pesquisas e processos de musealização da arqueologia na imprensa brasileira. Revista de Arqueologia Pública, Campinas, n. 3, p. 33-48, 2008.

DUARTE CÂNDIDO, Manuelina Maria. Arqueologia, museus e a imprensa cearense. Canindé: revista do Museu de Arqueologia de Xingó, n. 12, p. 131-149, 2009.

DUARTE CÂNDIDO, Manuelina Maria. Gestão do patrimônio arqueológico no centro-oeste: contribuições para a Rede de Museus e Acervos de Arqueologia e Etnologia (Remaae). Revista de Arqueologia, Belém, n. 27, p. 132-140, 2014.

DUARTE CÂNDIDO, Manuelina Maria; NEVES, Kátia Regina Filipini.. Musealização, arqueologia e educação. Noticias de Antropología y Arqueología, 2001. Disponível em http://www.naya.org.ar/educacion/htm/articulos

DUARTE CÂNDIDO, Manuelina Maria; SILVA, Luzia Antônia de Paula. REMAAE Centro-Oeste: percursos de uma pesquisa. Habitus, Goiânia, n. 13, p.105-114, 2015.

DUARTE CÂNDIDO, Manuelina Maria; WICHERS, Camila Azevedo de Moraes. 2015. Reflexões sobre museus, turismo e o compromisso público da arqueologia. Revista Iberoamericana de Turismo, Maceió, n. 5, p. 103-119, 2015.

ETCHEVARNE, Carlos Alberto; COSTA, Carlos Alberto Santos Costa; FERNANDES, Henry Luydy Abraham. Patrimônio arqueológico. definições no campo jurídico brasileiro e sua aplicabilidade no âmbito da pesquisa acadêmica e da arqueologia de contrato. In: ETCHEVARNE, Carlos Alberto; PIMENTEL, Rita (Orgs.). Patrimônio arqueológico da Bahia - Série Estudos e Pesquisas. Salvador: Superintendência de Estudos Sociais e Econômicos da Bahia, pp. 17-26, 2011.

FERREIRA, Lúcio Menezes; RIBEIRO, Diego Lemos; SALLÉS, Jaime Mujica. Arqueologia, educação e museus: uma proposta para estágios em história. Revista de Arqueologia Pública, Campinas, n. 4, p. 5-12, 2011.

FOUCAULT, Michael. Vigiar e punir: nascimento da prisão, 36ª ed. Petrópolis, Vozes, 292 p, 2009.

FUNARI, Pedro Paulo Abreu; ROBRAHN-GONZÁLEZ, Erika Marion. Ética, capitalismo y arqueología pública en Brasil. In: ACUTO, Felix; ZARANKIN, Andres. (Orgs.). Sed Non Satiata II: acercamientos sociales en la arqueología latino-americana, 1a ed. Córdoba: Encuentro Grupo Editor, p. 81-92, 2008.

GONÇALVES, José Reginaldo Santos. Ressonância, materialidade e subjetividade: as culturas como patrimônios. Horizontes antropológicos, Porto Alegre, n. 23, vol. 11, Porto Alegre, p. 15-36, 2005.

GONÇALVES, José Reginaldo Santos. Antropologia dos objetos: coleções, museus e patrimônios. Rio de Janeiro: IPHAN, 252 p, 2007.

MENDONÇA, Elizabete de Castro. 2012. Musealização do patrimônio arqueológico em Sergipe: um estudo sobre endosso institucional e gestão de acervos coletados. In: Anais do XIII Encontro nacional de pesquisa em ciência da informação, v. 13. Rio de Janeiro: Associação Nacional de Ciência da Informação / Fundação Oswaldo Cruz, 2012.

MENDONÇA, Elizabete de Castro; SANTOS, Heide Roviene Santana dos. 2012. Documentar e musealizar: proposta para o patrimônio arqueológico do Museu de Arqueologia de Xingó (MAX/UFS). Scientia Plena, Aracajú, n. 8, p. 1-7, 2012.

MENDONÇA, Rosiane Limaverde Vilar. Arqueologia social inclusiva: a Fundação Casa Grande e a gestão do patrimônio cultural da Chapada do Araripe (Tese de doutorado). Coimbra: FLUC, 2015.

PARDI, Maria Lucia Franco. Gestão de patrimônio arqueológico, documentação e política de preservação (Dissertação de mestrado). Goiânia: PUC-GO, 289 p, 2002.

POLO, Mario Junior Alves Polo. Dos instrumentos jurídicos e práticas do IPHAN para a arqueologia: o termo de ajustamento de conduta (Dissertação de mestrado). Rio de Janeiro: IPHAN, 2014.

RAMBELLI, Gilson. Arqueologia até debaixo d’água. São Paulo: Editora Maranta, 160 p, 2002.

RELATÓRIO DO 3o Fórum Nacional de Museus. Brasília, Ibram, 200 p, 2010.

RELATÓRIO DO 4o Fórum Nacional de Museus. Brasília, Ibram. 186 p, 2012.

RELATÓRIO DO 5o Fórum Nacional de Museus. Brasília, Ibram 319 p, 2014.

RELATÓRIO DO 6o Fórum Nacional de Museus. Brasília, Ibram 303 p, 2017.

RIBEIRO, Diego Lemos. A ciência da informação em ação: um estudo sobre os fluxos da informação no Museu de Arqueologia de Itaipu (Dissertação de mestrado). Rio de Janeiro: Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia, 210 p, 2007.

RIBEIRO, Diego Lemos. A musealização da arqueologia: um estudo dos Museus de Arqueologia de Xingó e do Sambaqui de Joinville (Tese de doutorado). São Paulo: Universidade de São Paulo, 376 p, 2013.

RODRIGUES, Marian Helen da Silva Gomes; OOSTERBEEK, Luiz; ROBRAHN-GONZÁLEZ, Erika Marion. Sustentabilidade cultural das comunidades no campo do patrimônio arqueológico e histórico cultural no Brasil: breves considerações. In: FUNARI, Pedro Paulo Abreu; CAMPOS, Juliano Bittencourt; RODRIGUES, Marian Helen da Silva Gomes (Orgs.). Arqueologia pública e patrimônio: questões atuais. Criciúma: Editora da UNESC, p. 72-96, 2015.

SÁ, Lilian Panachuck de. Arqueologia preventiva e socialmente responsável: a musealização compartilhada e meu mundo expandido, Baixo Amazonas, Juriti / Pará (Dissertação de mestrado). São Paulo: Universidade de São Paulo, 2012.

SALADINO, Alejandra. Apropriações e valorações do patrimônio arqueológico brasileiro: o Museu de Arqueologia de Itaipu. In: 25ª Reunião Brasileira de Antropologia – ABA. Goiânia: Associação Brasileira de Antropologia (CD-ROM), 2006a.

SALADINO, Alejandra. Significados do patrimônio arqueológico: o Museu de Arqueologia de Itaipu. In: Anais do XXX Encontro Anual da ANPOCS. Caxambu: Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais, 2006b.

SALADINO, Alejandra. Arqueologia bissexta, patrimônio em risco: a pesquisa arqueológica no Museu de Arqueologia de Itaipu. In: Anais do VII Reunião de Antropologia do MERCOSUL. Porto Alegre, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (CD-ROM), 2007a.

SALADINO, Alejandra. Um patrimônio a (re)descobrir: a arqueologia no Museu de Arqueologia de Itaipu. In: Anais do XXXI Encontro Anual da ANPOCS. Caxambu: Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais, 2007b.

SALADINO, Alejandra. Prospecções na arqueologia brasileira: processos de ressignificação e práticas de preservação do patrimônio arqueológico. In: 26ª Reunião Brasileira de Antropologia. Porto Seguro: Associação Brasileira de Antropologia, 2008a.

SALADINO, Alejandra. Praticando a diversidade: IPHAN e patrimônio arqueológico no Museu de Arqueologia de Itaipu e no Museu Arqueológico de Sambaqui de Joinville. In: Anais do XXXII Encontro Anual da ANPOCS. Caxambu: Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais, 2008b.

SALADINO, Alejandra. Prospecções: o patrimônio arqueológico nas práticas e trajetória do IPHAN (Tese de doutorado). Rio de Janeiro: Universidade do Estado do Rio de Janeiro, 420 p, 2010a.

SALADINO, Alejandra. Arqueologia patrimonializada e desenvolvimento social: perspectivas no Brasil e em Portugal. Revista Museologia e Patrimônio, Rio de Janeiro, n. 2, p. 38-45, 2010b.

SALADINO, Alejandra. O patrimônio cultural e sua relação com a criação de um projeto de nação e identidade nacional. In: MAGALHÃES, Aline Montenegro; BEZERRA, Rafael Zamorano (Orgs.). Museus nacionais e os desafios do contemporâneo. Rio de Janeiro: Museu Histórico Nacional, p. 97-105, 2011.

SALADINO, Alejandra. IPHAN, arqueólogos e patrimônio arqueológico brasileiro: um breve panorama. Revista de Arqueologia, Belém, n. ½, vol. 26/27, p. 40-58, 2013/2014.

SALADINO, Alejandra. Museus e arqueologia: algumas reflexões sobre a preservação e a valorização dos bens arqueológicos. Tempo Amazônico, Macapá, n. 3, p. 159-177, 2015.

SALADINO, Alejandra; COMERLATO, Fabiana. Articulações para política de preservação do patrimônio arqueológico: o papel da Rede de Museus e Acervos de Arqueologia e Etnologia (Remaae). Cachoeira, 2011. Disponível em http://www.ufrb.edu.br/reconcavoarqueologico/index.php/remaae

SALADINO, Alejandra; COMERLATO, Fabiana; RIBEIRO, Diego Lemos. Rede de museus e acervos arqueológicos (Remaae): ativismo para a preservação do patrimônio arqueológico. In: Cadernos de resumos do II Encontro Latino-americano de Arqueologia. Rio de Janeiro: ELAA, p. 48-50, 2011.

SALADINO, Alejandra; COSTA, Carlos Alberto Santos. E agora, José? Reflexões sobre o estado da arte do patrimônio arqueológico no Brasil. In: CAMPOS, Juliano Bitencourt; PREVE, Daniel Ribeiro; SOUZA, Ismael Francisco de (Orgs.). Patrimônio cultural, direito e meio ambiente: um debate sobre a globalização, cidadania e sustentabilidade. Curitiba: Multideia Editora, p. 169-190, 2015.

SALADINO, Alejandra; COSTA, Carlos Alberto Santos; MENDONÇA, Elizabete de Castro. A César o que é de César: o patrimônio arqueológico nas organizações formais do Brasil. Revista de Arqueologia Pública, Campinas, n. 8, p. 106-118, 2013.

SALADINO, Alejandra; MACHADO, Guilherme de Almeida. A arqueologia na formação do museólogo: um olhar a partir do curso de museologia (1932-2010). Cadernos de Sociomuseologia, Lisboa, n. 7, p. 107-128, 2016.

SALADINO, Alejandra; WICHERS, Camila Azevedo de Moraes. La preservación del patrimonio arqueológico en Brasil: un panorama sobre la actuación del Instituto del Patrimonio Histórico y Artístico Nacional (IPHAN). Memorias (Barranquilla), Caribe, n. 27, p. 36-71, 2015.

SANTOS, Maria do Carmo Mattos Monteiro dos. Musealização em projetos de arqueologia: uma proposta para a estrada de Ferro Carajá (MA/PA) (Tese de Doutorado). Lisboa: Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias, 2012.

SANTOS, Vinícius Melquiades dos. Os artesãos da pedra: arqueologia e museologia das vasilhas de pedra-sabão em Minas Gerais (Dissertação de mestrado). São Paulo: Universidade de São Paulo, 171 p, 2012.

SILVA, Abrahão Sanderson Nunes Fernandes da. Musealização da arqueologia: diagnóstico do patrimônio arqueológico em museus potiguares (Dissertação de mestrado). São Paulo: Universidade de São Paulo, 178 p, 2008a.

SILVA, Abrahão Sanderson Nunes Fernandes da. A "estratigrafia do abandono" em dois museus públicos potiguares. In: O público e o privado, Fortaleza, n. 12, p. 59-71, 2008b.

SANTOS, Boaventura de Sousa. Para além do pensamento abissal: das linhas globais a uma ecologia de saberes. Novos estudos – CEBRAP, São Paulo, n. 79, p. 71-94, 2007.

VASCONCELOS, Mara Lúcia Carret de; MENDONÇA, Elizabete de Castro. Destruição versus preservação: as práticas arqueológicas sobre a ótica da conservação de acervos. In: Anais do XIX ENECULT. Salvador: Centro de Estudos Multidisciplinares em Cultura, 2013.

WICHERS, Camila Azevedo de Moraes. A interface museologia-arqueologia: elos e lacunas. In: Workshop ICOFOM LAM. Rio de Janeiro: Conselho Internacional de Museus, 2008.

WICHERS, Camila Azevedo de Moraes. O patrimônio arqueológico nos museus universitários: fragilidades e potencialidades do cenário contemporâneo. In: VII Semana de Museus da USP. São Paulo: Universidade de São Paulo, p. 220-236, 2009a.

WICHERS, Camila Azevedo de Moraes. Musealização da arqueologia preventiva: desafios na estruturação de ações educativas continuadas. In: Anais do XV Congresso da Sociedade de Arqueologia Brasileira. Belém: SAB, p. 34-44, 2009b.

WICHERS, Camila Azevedo de Moraes. Patrimônio arqueológico paulista: algumas reflexões sobre sua inserção nas instituições museológicas. In: Anais do XV Congresso da Sociedade de Arqueologia Brasileira. Belém: SAB, p. 16-26, 2009c.

WICHERS, Camila Azevedo de Moraes. Museus e antropofagia do patrimônio arqueológico: (des)caminhos da prática brasileira (Tese de doutorado). Lisboa: Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias, 460 p, 2010.

WICHERS, Camila Azevedo de Moraes. Patrimônio arqueológico paulista: propostas museológicas para sua preservação (Tese de doutorado). São Paulo: Universidade de São Paulo, 382 p, 2012a.

WICHERS, Camila Azevedo de Moraes. A musealização do patrimônio arqueológico na região sudeste: desafios e perspectivas. In: OLIVEIRA, Ana Paula de Paula Loures de (Org.). Desafios da arqueologia e do patrimônio: entre o mercado e a academia. Juiz de Fora: Universidade Federal de Juiz de Fora, p. 69-96, 2012b.

WICHERS, Camila Azevedo de Moraes. Museus, ações educativas e prática arqueológica no Brasil contemporâneo: dilemas, escolhas e experimentações. Revista Museologia & Interdisciplinaridade, Brasília, n. 3, p. 119-134, 2014a.

WICHERS, Camila Azevedo de Moraes. Dois enquadramentos, um mesmo problema: os desafios da relação entre museus, sociedade e patrimônio arqueológico. In: Revista de Arqueologia, Belém, n. 1/2, v. 26/27, p. 16-39, 2014b.

WICHERS, Camila Azevedo de Moraes. Sociomuseologia e arqueologia pós-processual: conexões no contexto brasileiro contemporâneo. Cadernos de Sociomuseologia, Lisboa, n. 7, p. 31-56, 2016.

WICHERS, Camila Azevedo de Moraes; SALADINO, Alejandra. Los museos van por aquí y el patrimonio arqueológico por allí: los retos para la continuación de los procesos de preservación en Brasil. Memorias (Barranquilla), Caribe, n. 27, p. 107-144, 2015.

Downloads

Publicado

2017-11-30

Como Citar

COSTA, C. A. S. Um grito de sobrevivência: agenciamento das bases jurídico-legais de endosso institucional para a guarda e pesquisa de acervos arqueológicos e a militância político-acadêmica das comunidades arqueológica e museológica. Revista Arqueologia Pública, Campinas, SP, v. 11, n. 2[19], p. 215–253, 2017. DOI: 10.20396/rap.v11i2.8650060. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rap/article/view/8650060. Acesso em: 4 fev. 2023.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)