A inserção dos recursos digitais e da Internet nas práticas sociais e educacionais: impactos no ensino da literatura do século XXI

Autores

  • Denise Bértoli Braga Universidade Estadual de Campinas
  • Ana Flora Schlindwein Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/remate.v34i2.8635869

Palavras-chave:

Hibridização. Remidiação. Transmídia storytelling.

Resumo

Este artigo é o resultado de discussões e questionamentos que ocorreram durante o I Colóquio Nacional Literatura e Ensino em Debate, ocorrido em dezembro de 2012, no Instituto de Estudos da Linguagem, na Unicamp. A relevância desse colóquio foi criar um espaço para que abordagens interdisciplinares fossem desenvolvidas no que tange ao ensinode leitura. Partindo da constatação de que duas das características centrais que tipificam grande parte dos textos digitais veiculados na internet são a hipertextualidade e a multimodalidade, e que ambas afetam não só as tradicionais relações entre imagem, texto e som, mas também o próprio ato de ler, cabe a pergunta: Quais as mudanças que essas novas formas de expressão suscitam para a formação de leitores de textos literários? Para refletir sobre essa indagação neste trabalho foram brevemente comentados dois romances impressos (o best-sellerThe boy next door, de Meg Cabot, e o ganhador do prêmio Pulitzer, A visita cruel do tempo, de Jennifer Egan) e sete propostas de construção de narrativas digitais que constituem o projeto We tell stories da Penguin Editors UK. A breve análise tecida sobre essas produções buscou ressaltar a forma como na prática os conceitos de hibridização de linguagens (SANTAELLA, 2007), de remidiação (BOLTER e GRUISIN, 1999) e de transmídia storytelling (JENKINS, 2007) são úteis para descrever algumas das muitas mudanças que são observadas em diversas formas de expressão - de um modo mais amplo - e nas manifestações artísticas, em particular.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Denise Bértoli Braga, Universidade Estadual de Campinas

Professora MS-6 do Departamento de Lingüística Aplicada da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Tem experiência na área de Lingüística, com ênfase em Leitura Crítica, atuando principalmente nos seguintes temas: letramento digital, material digital, leitura, ensino em rede e hipertexto. É autora do livro Ambientes Digitais: reflexões teóricas e práticas (Cortez, 2013)

Ana Flora Schlindwein, Universidade Estadual de Campinas

Doutoranda em Linguística Aplicada (Unicamp). Foi professora convidada em universidades como a Federal de Uberlândia e a Universidade de Sorocaba. É membro dos grupos de pesquisa E-lang (Unicamp), Ensino de língua estrangeira, formação cidadã e tecnologia (Unicamp) e O corpo e a imagem no discurso (UFU).

Referências

BOLTER, J.; GRUSIN, R. Remediation: understanding new media. Cambridge (MA): MIT Press, 1999.

CARLESS, S. Q&A: “Perplex City Creators Craft ‘We Tell Stories’”. In: Gamasutra, 18mar2008. Disponível em: http://www.gamesetwatch.com/2008/03/16-week/ Acesso em 07ago2014.

JAMESON, F. Pós-modernismo, a lógica cultural do capitalismo tardio. Tradução de Maria Elisa Cevasco. São Paulo: Ática, 1996.

JENKINS, H. Transmedia Storytelling 101. 22mar2007. Disponível em: http://henryjenkins.org/2007/03/transmedia_storytelling_101.html Acesso em 07ago2014.

KRESS, G.; VAN LEEUWEN, T. Reading Images: The Grammar of Visual Design. Oxford: Routledge, 1996.

KRESS. Multimodal Discourse: The Modes and Media of Contemporary Communication. London: Hodder Arnold Publication, 2001.

MANOVICH, L. The Language of New Media. Cambridge (MA): MIT Press, 2000.

MURRAY, J. Hamlet no Holodeck – o futuro da narrativa no ciberespaço. Tradução de Elissa Khoury Daber e Marcelo Fernandes Cuzziol. São Paulo: Itaú Cultural: Unesp, 2003.

SANTAELLA, L. Culturas e artes do pós-humano. São Paulo: Paullus, 2003.

SANTAELLA, L. “As linguagens como antídotos ao midiacentrismo”. Matrizes. São Paulo: n. 1, p. 75-97, 2007.

SNYDER, I. “Antes, agora, adiante: hipertexto, letramento e mudança”. Tradução de Marcelo E. K. Buzato e Ana Elisa Ribeiro. Educação em Revista, vol. 26, no.3, Belo Horizonte, dezembro de 2010.

WALKER, J. “Distributed Narrative: Telling Stories Across Networks”. Apresentado no evento da Association of Internet Researchers (AoIR), em Brighton (Inglaterra), 21set2004. Disponível em: http://jilltxt.net/txt/AoIR-distributednarrative.pdf Acesso em 07ago2014.

WILLIS, H. “We Design Stories: The Digital Fiction of Six to Start”. In: AIGA, 22jul2008. Disponível em: http://www.aiga.org/content.cfm/we-design-stories-the-digital-fiction-of-six-to-start Acesso em 07ago2014.

Downloads

Publicado

2015-03-06

Como Citar

BRAGA, D. B.; SCHLINDWEIN, A. F. A inserção dos recursos digitais e da Internet nas práticas sociais e educacionais: impactos no ensino da literatura do século XXI. Remate de Males, Campinas, SP, v. 34, n. 2, p. 635–652, 2015. DOI: 10.20396/remate.v34i2.8635869. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/remate/article/view/8635869. Acesso em: 26 jul. 2021.

Edição

Seção

Literatura e tecnologias