Em câmara lenta: representações do trauma no romance de Renato Tapajós

Autores

  • Markus Lasch Universidade Federal de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.20396/remate.v30i2.8636252

Palavras-chave:

Em câmara lenta. Renato Tapajós. Ensaio.

Resumo

Em sua primeira parte, o ensaio resume, em linhas gerais, a fortuna crítica do romance Em câmara lenta, de Renato Tapajós. Nas duas partes subsequentes, propõe uma leitura, guiada, por assim dizer, pelo par quase mínimo afeto-efeito, que argumenta em prol do trauma causado por tortura e morte como centro gravitacional do livro. A um close reading que se detém em questões como estrutura composicional e foco narrativo do romance, segue-se uma análise do aspecto da identificação, em diversos sentidos: relacionada ao fenômeno da falsa memória, enquanto triângulo de emoções entre vítima, algoz e espectador-leitor e, finalmente, em seu sentido ficcional e midiático, i. e. na ótica de uma linha tênue que em identificação, transferência e perspectivação ata as instâncias de personagem principal, autor e leitor.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Markus Lasch, Universidade Federal de São Paulo

Atualmente é Professor de Teoria Literária no Departamento de Letras da Universidade Federal de São Paulo. 

Referências

CANDIDO, Antonio. Os brasileiros e a literatura latino-americana. Novos estudos Cebrap. São Paulo, vol. 1, no 1, 1981.

COSTA, Carlos Augusto. O foco narrativo do romance Em câmara lenta: o problema da alternância e suas relações com a violência histórica. In: Literatura e Autoritarismo: Dossiê “Escritas da Violência II”. Universidade Federal de Santa Maria, 2010.

DALCASTAGNÈ, Regina. O espaço da dor: o regime de 64 no romance brasileiro. Brasília: Editora da UnB, 1996.

FERENCZI, Sandor. Confusão de língua entre os adultos e a criança. In: Obras Completas. Psicanálise IV. São Paulo: Martins Fontes, 1992.

FRANCO, Renato. Literatura e história: o memorialismo político na década de 1970. História (São Paulo), vol. 12, 1993.

FRANCO, Renato. Itinerário político do romance pós-63: A festa. São Paulo: Editora da Unesp, 1998.

FRANCO, Renato. Literatura e catástrofe no Brasil: anos 70. In: SELIGMANN-SILVA, Márcio (org.). História, memória, literatura. O testemunho na era das catástrofes. Campinas: Editora da Unicamp, 2003.

FREUD, Sigmund. Das Unbehagen in der Kultur. In: Studienausgabe (vol. IX). Frankfurt a. M.: Suhrkamp, 1994.

FREUD, Sigmund. Der Mann Moses und die monotheistische Religion: Drei Abhandlungen. In: Studienausgabe (vol. IX). Frankfurt a. M.: Suhrkamp, 1994

FREUD, Sigmund. Jenseits des Lustprinzips. In: Studienausgabe (vol. III). Frankfurt a. M.: Suhrkamp, 1994.

FREUD, Sigmund. Vorlesungen zur Einführung in die Psychoanalyse. In: Studienausgabe (vol. I). Frankfurt a. M.: Suhrkamp, 1994.

GINZBURG, Jaime. Imagens da tortura: ficção e autoritarismo em Renato Tapajós. In: KEIL, Ivete e TIBURI, Marcia (orgs.). O corpo torturado. Porto Alegre: Escritos Editora, 2004.

KAPP, Silke. A dor dos outros. In: KEIL, Ivete e TIBURI, Marcia (orgs.). O corpo torturado. Porto Alegre: Escritos Editora, 2004.

KEHL, Maria Rita. Três perguntas sobre o corpo torturado. In: KEIL, Ivete e TIBURI, Marcia (orgs.). O corpo torturado. Porto Alegre: Escritos Editora, 2004.

KEIL, Ivete. Nas rodas do tempo. In: KEIL, Ivete e TIBURI, Marcia (orgs.). O corpo torturado. Porto Alegre: Escritos Editora, 2004.

MACHADO, Janete Gaspar. Constantes ficcionais em romances dos anos 70. Florianópolis: Editora da UFSC, 1981.

NESTROVSKI, Arthur e SELIGMANN-SILVA, Márcio. Catástrofe e representação. São Paulo: Escuta, 2000.

PIGLIA, Ricardo. A citação privada. In: O laboratório do escritor. São Paulo: Iluminuras, 1994.

PINTO JR., Jayme Alberto da Costa. O narrador de Em câmara lenta, de Renato Tapajós. In: Literatura e Autoritarismo: Dossiê “Escritas da Violência”. Universidade Federal de Santa Maria, 2008.

SELIGMANN-SILVA, Márcio. História, Memória, Literatura. O testemunho na era das catástrofes. Campinas: Editora da Unicamp, 2003.

SILVA, Mário Augusto Medeiros da. Os escritores da guerrilha urbana: literatura de testemunho, ambivalência e transição política (1977-1984). São Paulo: Annablume; Fapesp, 2008.

SUSSEKIND, Flora. Literatura e vida literária: Polêmicas, diários & retratos. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 1985.

TAPAJÓS, Renato. Em câmara lenta. São Paulo: Editora Alfa-Omega, 1979.

Downloads

Publicado

2012-06-29

Como Citar

LASCH, M. Em câmara lenta: representações do trauma no romance de Renato Tapajós. Remate de Males, Campinas, SP, v. 30, n. 2, p. 277–291, 2012. DOI: 10.20396/remate.v30i2.8636252. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/remate/article/view/8636252. Acesso em: 1 dez. 2021.