Homoerotismo e subalternidade em Paulicea desvairada

Palavras-chave: Mário de Andrade. Homofobia. Subalternidade.

Resumo

Proponho cinco tropos para relacionar as manifestações de homoerotismo com as de subalternidade em Paulicea desvairada (1922), de Mário de Andrade: mulheres emendadas, impossíveis, desamparadas; passeios noturnos ou mirar no perigo; congresso de marginais; o medo incita o desejo; e normalidade cativa. Além da estilização poética, a homofobia internalizada de Mario de Andrade permite supor o motivo pelo qual não há clara expressão das ideias homoeróticas e explica em parte a rejeição do imaginário obsceno. A estilização em Paulicea é testemunha de como a sociedade condenou práticas e pessoas à ignomínia e ao silêncio. As insinuações poéticas instigam questionamentos, pensamento e imaginação. Com conceitos da teoria queer, da análise do discurso, da história, da historiografia da homossexualidade no Brasil, através de pesquisa em textos, músicas e a medicina da época mais a correspondência de Mário de Andrade, exploro a temática homoerótica e política que jaz na poesia do musicólogo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jorge Israel Ortiz Vergara, Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro
Possui graduação em piano (2005), mestrado em Práticas Interpretativas (2013) e doutorado em Musicologia (2018) pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro - UNIRIO.

Referências

ALMEIDA, Fialho de. O país das uvas. Lisboa: Livraria Clássica, 1946[1893].

ALMEIDA, Jose Ricardo Pires de. Homosexualismo: a libertinagem no Rio de Janeiro. Rio de Janeiro: Laemmert & C., 1906.

ANDRADE, Carlos Drummond de; ANDRADE, Mário de. Carlos & Mário. Correspondência de Carlos Drummond de Andrade e Mário de Andrade. Leila Coelho Frota (org.). Rio de Janeiro: Bem-Te-Vi Produções Literárias, 2002[1924].

ANDRADE, Mário de. Paulicea desvairada. São Paulo: Casa Mayença, 1922.

ANDRADE, Mário de. O losango cáqui. São Paulo: Tisi, 1926a.

ANDRADE, Mário de. S. Paulo, 19-III-926. Carta de Mário de Andrade a Carlos Drummond de Andrade, 19/03/1926. Rio de Janeiro: Fundação Casa de Rui Barbosa, 1926b.

ANDRADE, Mário de. S. Paulo-8-V-926. Carta de Mário de Andrade a Carlos Drummond de Andrade, 08/05/1926. Rio de Janeiro: Fundação Casa de Rui Barbosa,1926c.

ANDRADE, Mário de. S. Paulo-20-II-27. Carta de Mário de Andrade a Carlos Drummond de Andrade, 20/02/1927. Rio de Janeiro: Fundação Casa de Rui Barbosa, 1927.

ANDRADE, Mário de. S. Paulo, 7-IV-28. Carta de Mário de Andrade a Manuel Bandeira, 07/04/1928. Rio de Janeiro: Fundação Casa de Rui Barbosa, 1928.

ANDRADE, Mário de. O Aleijadinho e Alvares de Azevedo. Rio de Janeiro: R. A., 1935.

ANDRADE, Mário de. Aspectos da literatura brasileira. Rio de Janeiro: Americ Edit, 1943.

ANDRADE, Mário de. As danças dramáticas no Brasil. In: LANGE, Curt; NICORA, Eduard (orgs.). Boletín Latino-Americano de Música, Primera Parte, Año VI, Tomo VI. Rio de Janeiro: Imprensa Nacional, 1946, pp. 49-97.

ANDRADE, Mário de. Contos novos. São Paulo: Martins, 1947.

ANDRADE, Mário de. A Augusto Meyer. São Paulo, 20-V-28. In: ANDRADE, Mário de. Mário de Andrade escreve cartas a Alceu, Meyer e outros. Rio de Janeiro: Editora do Autor, 1968, pp. 49-57.

ANDRADE, Mário de. Paulicea 30-V-923. Carta de Mário de Andrade a Sergio Milliet. In: DUARTE, Paulo. Mário de Andrade por ele mesmo. São Paulo: Edart-SP, 1971.

ANDRADE, Mário de. Aspectos da literatura brasileira. 4. ed. São Paulo: INL, Martins, 1972.

ANDRADE, Mário de. Poesias completas. Edição crítica e notas Diléia Zanotto Manfio. Belo Horizonte: Itatiaia, 1987.

ANDRADE, Mário de; BANDEIRA, Manuel. Correspondência. Mário de Andrade & Manuel Bandeira. Org., introdução e notas Marcos Antonio de Moraes. São Paulo: Instituto de Estudos Brasileiros/Universidade de São Paulo, 2000[1925].

ANÔNIMO. [Sem título]. O Rio Nú, Rio de Janeiro, 26 de outubro de 1898, p. 1. Disponível em: http://memoria.bn.br/hdb/periodico.aspx.

ANÔNIMO. Conversa fiada. O Rio Nú, Rio de Janeiro, 19 de abril de 1899, p. 2. Disponível em: http://memoria.bn.br/hdb/periodico.aspx.

ANÔNIMO. Concurso de resposta. O Rio Nú, Rio de Janeiro, 22 de agosto de 1900a, p. 3. Disponível em: http://memoria.bn.br/hdb/periodico.aspx.

ANÔNIMO. Concurso de resposta. O Rio Nú, Rio de Janeiro, 15 de setembro de 1900b, p. 6. Disponível em: http://memoria.bn.br/hdb/periodico.aspx.

ANÔNIMO. Annuncios especiaes. O Rio Nú, Rio de Janeiro, 26 de março de 1904, p. 2. Disponível em: http://memoria.bn.br/hdb/periodico.aspx.

ANÔNIMO. Cartas sem... sê-lo. O Rio Nú, Rio de Janeiro, 27 de maio de 1905, p. 2. Disponível em: http://memoria.bn.br/hdb/periodico.aspx.

ANÔNIMO. Reclamam ao Rio Nú! O Rio Nú, Rio de Janeiro, 20 de abril de 1912, p. 3. Disponível em: http://memoria.bn.br/hdb/periodico.aspx.

BAHIANO. O Francesco. [S.l.]: Odeon, 1907-1912. Acervo de Música do Instituto Moreira Salles (IMS), Rio de Janeiro.

BOURDIEU, Pierre. A dominação masculina. Trad. Maria Helena Kühlner. 10. ed. Rio de Janeiro: Bertrand, 2011.

BRAGA, Theophilo. [Estudo e notas sobre a vida]. In: FALCÃO, Christovam. Obras de Christovam Falcão: trovas de Chrisfal. Carta, cantigas e esparsas. Com estudo sobre sua vida, poesias e epoca por Theophilo Braga. Porto: Renascença Portuguesa, 1915.

BUTLER, Judith. El género en disputa: El feminismo y la subversión de la identidad. Trad. M. Antonia Muñoz. Barcelona: Paidós, 2007.

CASTRO, Moacir Werneck de. Mário de Andrade: exílio no Rio. Rio de Janeiro: Rocco, 1989.

COELHO, Nelly Novaes. Mário de Andrade para a jovem geração. São Paulo: Saraiva, 1970.

DUARTE, Paulo. Memórias 2: a inteligência da fome. 2. ed. São Paulo: Hucitec, 1975.

FIGARI, Carlos. @s “Outr@s” Cariocas: interpolações, experiências e identidades homoeróticas no Rio de Janeiro. Séculos XVIII ao XX. Rio de Janeiro: IUPERJ, 2007.

FOSTER, David William. Some Formal Types in the Poetry of Mário de Andrade. Luso-Brazilian Review, v. 2, n. 2, Winter 1965, pp. 75-95.

GINZBURG, Jaime. Fisionomia do narrador de um conto de Mário de Andrade. Letras 7, Santa Maria, edição especial, 1993, pp. 104-109.

GOETHE, Johann Wolfgang von. The King of Thule. In: Faust: a tragedy. Boston: Ticknor and Fields, 1856, pp. 134-135.

LAFETÁ, João Luiz. Figuração da intimidade: imagens na poesia de Mário de Andrade. São Paulo: Martins Fontes, 1986.

LOPEZ, Telê Ancona. Dona Olivia multiplicada. Verbo de Minas, Juiz de Fora, v. 11, n. 19, jan./jul. 2011, pp. 13-35.

LOZANO, Jorge; PEÑA-MARÍN, Cristina; ABRIL, Gonzalo. Análise do discurso: por uma semiótica da interação textual. São Paulo: Littera Mundi, 2002.

MARAÑÓN, Gregorio. A evolução da sexualidade e os estados intersexuaes. Trad. Fioravanti di Piero. Rio de Janeiro: Minerva, 1938.

MARQUES, Raniere de Araújo. Modernização estética e sujeitos periféricos em Pauliceia Desvairada de Mário e Andrade. Tese (Mestrado Em Letras) – Universidade Federal da Paraíba, Centro de Ciências Humanas, Letras e ArtesJoão Pessoa, 2014.

MATTOS, Gregório de. Gregório de Mattos. In: BUENO, Alexei. Antologia pornográfica. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2004.

MICELI, Sérgio. Intelectuais à brasileira. São Paulo: Companhia das Letras, 2001.

MICELI, Sérgio. Feição e circunstância de Mário de Andrade. Revista IEB, n. 47, set. 2008, pp. 218-224.

MORAES, Eliane Robert. Erotismo em Mário de Andrade. In: FLIP 2015 – As margens de Mário. [Youtube]. Postado por FLIP – Festa Literária de Paraty, publicado em 27/8/2015. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=HNq2lgJZZ7Q. Acesso em: 19 fev. 2016.

MORAES, Marcos Antonio de. [Introdução e notas]. In: ANDRADE, Mário de; BANDEIRA, Manuel. Correspondência. Mário de Andrade & Manuel Bandeira. Marcos Antonio de Moraes (org.). São Paulo: Instituto de Estudos Brasileiros/Universidade de São Paulo, 2000.

PÉREZ VILLALÓN, Fernando. Modernidad sincopada: música, ritmo y nación en la obra de Mário de Andrade. Revista Chilena de Literatura, Sept. 2015, n. 90, pp. 223-244.

PIERONI, Geraldo. Os excluídos do reino: a inquisição portuguesa e o degredo para o Brasil colônia. 2. ed. Brasília: Universidade de Brasília, 2006.

PRECIADO, Beatriz. Las subjetividades como ficciones políticas. [Youtube]. 14/2/2014. Postado por Kbeza Rodante. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=R4GnRZ7_-w4. Acesso em: 28 fev. 2016.

PRECIADO, Beatriz. Manifiesto contrasexual. Trad. Julio Díaz y Carolina Meloni. Barcelona: Anagrama, 2011.

QUEIROZ, Rachel de. Tantos anos: uma biografia. São Paulo: Siciliano, 1998.

RABELLO, Ivone Daré. A caminho do encontro: uma leitura de Contos novos. São Paulo: Ateliê, 1999.

RAGO, Margareth. Amores lícitos e ilícitos na modernidade paulistana ou No Bordel de Madame Pomméry. Teoria & Pesquisa 47, jul./dez. 2005, pp. 93-118.

RAGO, Margareth. Os prazeres da noite: prostituição e códigos da sexualidade feminina em São Paulo (1890-1930). Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1991.

RIBEIRO, Leonídio. Homossexualismo e endocrinologia. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1938.

RIBEIRO, Leonídio. O novo código penal e a medicina legal. Rio de Janeiro: Jacintho, 1942.

ROUSSEAU, George Sebastian. Os infortúnios de Priapo: anticlericalismo, desejo homossocial e Richard Payne Knight. In: ROUSSEAU, G.S.; PORTER, Roy (orgs.). Submundos do sexo no iluminismo. Trad. Talita M. Rodrigues. Rio de Janeiro: Rocco, 1999.

SALIH, Sara. Judith Butler e a teoria queer. Trad. Guacira Lopes Louro. Belo Horizonte: Autêntica, 2012.

SANTIAGO, Silviano. O cosmopolitismo do pobre: crítica literária e crítica cultural. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2008.

SEDGWICK, Eve Kosofsky. Epistemología del armario. Trad: Teresa Bladé Costa. Barcelona: Ediciones de la Tempestad, 1998.

SILVA, José Fabio Barbosa da. Aspectos sociológicos do homossexualismo em São Paulo. Sociologia, São Paulo, Escola de Sociologia Política de São Paulo, V. XXI, n. 4, out. 1959, pp. 350-360.

TRAVASSOS, Elizabeth. Os mandarins milagrosos: arte e etnografia em Mário de Andrade e Béla Bartók. Rio de Janeiro: Zahar, 1997.

TREVISAN, João Silvério. Devassos no paraíso: A homossexualidade no Brasil, da colônia à atualidade. 5. ed. Rio de Janeiro: Record, 2002[1986].

VAINFAS, Ronaldo. O trópico dos pecados: moral, sexualidade e inquisição no Brasil. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2010.

VEIGA, Vinicio da. O homem-homem no homem-mulher. Hoje, Periódico de Acçào Social, Rio de Janeiro, 19 maio 1921, p. 10.

VEIGA, Vinicio da. O homem sem máscara: pathologia social. Rio de Janeiro: Brasil Editora, 1921.

VERGARA, Jorge. Toda canção de liberdade vem do cárcere: homofobia, misoginia e racismo na recepção da obra de Mário de Andrade. 2018. Tese (Doutorado em Música) – Programa de Pós-Graduação em Música, Centro de Letras e Artes, Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro.

WHITAKER, Edmur de Aguiar. Contribuição ao estudo dos homossexuais. Archivos da Sociedade de MedicinaLlegal e Criminologia de São Paulo. Annaes da Primeira Semana Paulista de Medicina Legal, São Paulo: Imprensa Oficial do Estado, 1938, pp. 217-222. (Suplemento do Volume VIII de 1937).

WHITAKER, Edmur de Aguiar. Estudo biográfico dos homossexuais (pederastas passivos) da capital de São Paulo. Separata dos Arquivos da Polícia e Identificação, v. II, n. 1, 1938-1939. São Paulo: Tip. do Gabinete de Investigações, pp. 244-262.

Publicado
2018-12-19
Como Citar
Vergara, J. I. O. (2018). Homoerotismo e subalternidade em Paulicea desvairada. Remate De Males, 38(2), 885-918. https://doi.org/10.20396/remate.v38i2.8651067