Exofonia do hóspede: poemas de Tawada Yôko

  • Marianna Ilgenfritz Daudt Universidade Federal do Rio Grande do Sul https://orcid.org/0000-0003-2826-748X
  • Andrei dos Santos Cunha Universidade Federal do Rio Grande do Sul
  • Michelle Conterato Buss Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Palavras-chave: Tawada Yôko. Exofonia. Hóspede.

Resumo

O presente texto é dividido em duas partes. Na primeira, apresentamos uma autora japonesa, Tawada Yôko, e um livro seu, Wo Europa anfängt & Ein Gast, publicado na Alemanha em 2014. Tawada é uma autora japonesa que publica obras literárias tanto em japonês como em alemão, língua do lugar onde escolheu viver sua vida adulta. O livro em questão inclui textos em prosa e uma sequência de quatorze poemas, apresentados em japonês e alemão, e nunca publicados no Japão. Dentre os principais temas dos poemas, podemos citar a ideia de “hóspede”, associada tanto ao estrangeiro como a corpos que vivem em outros organismos; o ciclo da vida e da destruição; o caráter fluido e penetrável da língua; a guerra e seus fantasmas; o corpo da mulher como origem da vida. Outro tema importante desses poemas é o conceito, caro à autora, de “exofonia”, ou “literatura que se faz do lado de fora da língua materna”. Propomos uma discussão desse conceito, associando-o a questões políticas, identitárias e tradutórias. Após um breve relato do nosso processo de tradução e de algumas concepções linguísticas e literárias que encontramos em Tawada, apresentamos, na segunda parte, os poemas traduzidos para o português do Brasil, lado a lado com os textos de partida em alemão e japonês.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marianna Ilgenfritz Daudt, Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Letras da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, e bolsista da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES).
Andrei dos Santos Cunha, Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Doutor em Literatura Comparada, professor do Setor de Japonês do Instituto de Letras da Universidade Federal do Rio Grande do Sul.
Michelle Conterato Buss, Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Letras pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, e bolsista do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

Referências

ANDERSON, Susan C. Surface Translations: Meaning and Difference in Yoko Tawada’s German Prose. Seminar: A Journal of Germanic Studies, v. 46, n. 1, fev. 2010, pp. 50-70.

BHABHA, Homi. O local da cultura. Trad. Myriam Ávila, Eliana L. de Lima Reis e Gláucia Renate Gonçalves. Belo Horizonte: UFMG, 1998.

BREGER, Claudia. Mimikry als Grenzverwirrung. Parodistische Posen bei Yoko Tawada. In: BENTHIEN, Claudia (org.). Über Grenzen. Stuttgart: Metzler, 1999, pp. 176-206.

COSER, Stelamaris. Híbrido, hibridismo e hibridização. In: FIGUEIREDO, Eurídice (Org.). Conceitos de literatura e cultura. Juiz de Fora: UFJF, 2005, pp. 163-188.

FLUSSER, Vilém. Bodenlos. Eine philosophische Autobiographie. Düsseldorf: Bollmann, 1992.

HOLDENRIED, Michaela. Eine Poetik der Interkulturalität. In: GUTJAHR, Ortrud (org.). Fremde Wasser. Tübingen: Claudia Gehrke, 2012, pp. 169-185.

KAINDL, Klaus. Of Dragons and Translators: Foreignness as a Principle of Life. Yoko Tawada’s “St. George and the Translator”. In: KAINDL, Klaus; KARLHEIZ, Spitzl (orgs.). Transfiction: Research into the Realities of Translation Fiction. Amsterdã: John Benjamins, 2014, pp. 87-102.

RICŒUR, Paul. Sobre a tradução. Trad. Patrícia Lavelle. Belo Horizonte: UFMG, 2011.

SAID, Edward W. Orientalismo: o Oriente como invenção do Ocidente. Trad. Rosaura Eichenberg. Rio de Janeiro: Companhia de Bolso, 2007.

TAWADA, Yôko. Bioskoop der Nacht. In: Überseezungen. Tübingen: Claudia Gehrke, 2002a, pp. 61-91.

TAWADA, Yôko. Überseezungen. Tübingen: Claudia Gehrke, 2002b.

TAWADA, Yôko. Ekusofonii: bogo no soto e deru tabi [エクソフォニー ―― 母語の外へ出る旅]. Tóquio: Iwanami, 2003.

TAWADA, Yôko. Facing the bridge. Translated and with an Afterword by Margaret Mitsutani. Nova Iorque: New Directions, 2007a.

TAWADA, Yôko. Sprachpolizei und Spielpolyglotte. Tübingen: Claudia Gehrke, 2007b.

TAWADA, Yôko. Wo Europa anfängt & Ein Gast: Erzählungen und Gedichte. Tübingen: Konkursbuch, 2014.

TCHÉKHOV, Anton. Plays. Trad. Peter Carson. Londres: Penguin, 2002.

Publicado
2018-12-19
Como Citar
Daudt, M. I., Cunha, A. dos S., & Buss, M. C. (2018). Exofonia do hóspede: poemas de Tawada Yôko. Remate De Males, 38(2), 791-826. https://doi.org/10.20396/remate.v38i2.8652372