Pasolini e a imaginação crítica

nem cinema de prosa, nem de poesia

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/remate.v40i2.8659617

Palavras-chave:

Imaginação, Pensamento crítico, Forma

Resumo

Diante do pequeno ensaio de Pier Paolo Pasolini, publicado em 1964, Cinema de prosa, cinema de poesia, este artigo propõe uma leitura de certas posições políticas do poeta italiano acerca do que toma como “situação cultural”, primeiro, numa operação com as formas de expressão e, depois, da expansão de seu pensamento crítico a partir dos modos deliberados de imaginação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Júlia Vasconcelos Studart, Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro

Professora de Literatura da Escola de Letras da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio), Brasil.

Referências

BENJAMIN, Walter. Magia e técnica, arte e política. Trad. Sérgio Paulo Rouanet. São Paulo, Brasiliense, 1985.

DERRIDA, Jacques. Che cos’è la poesia?. Revista Inimigo Rumor, n. 10. Trad. Tatiana Rios e Marcos Siscar. Rio de Janeiro: 7 Letras, 2001, pp. 113-116.

GODARD, Jean-Luc. Jean-Luc Godard por Jean-Luc Godard. Trad. Gustavo Londoño. Barcelona: Barral Editores, 1971.

GODARD, Jean-Luc. Introdução a uma verdadeira história do cinema. Trad. Antonio de Padua Danesi. São Paulo, Martins Fontes, 1989.

HOCQUARD, Emmanuel. A forma-poesia vai, pode, deve desaparecer?. Revista modo de usar & co., n. 2. Trad. Marília Garcia. Rio de Janeiro: Singular Editora/Berinjela, 2009, pp. 159-161.

LEMINSKI, Paulo. Anseios crípticos. Vol. 2. Curitiba: Criar Edições, 2001.

PASOLINI, Pier Paolo. Empirismo herege. Trad. Miguel Serres Pereira. Lisboa: Assírio e Alvim, 1982.

PASOLINI, Pier Paolo. Diálogos com Pasolini – Escritos (1957-1984). Trad. Nordana Benetazzo. São Paulo, Nova Stella Editorial/Instituto Cultural Italo-brasileiro, 1986.

SGANZERLA, Rogério. Edifício Rogério – textos críticos de Rogério Sganzerla. Vols. 1 e 2. Org. Manoel Ricardo de Lima e Sérgio Medeiros. Florianópolis: EdUFSC, 2010.

Downloads

Publicado

2020-11-30

Como Citar

STUDART, J. V. Pasolini e a imaginação crítica: nem cinema de prosa, nem de poesia. Remate de Males, Campinas, SP, v. 40, n. 2, p. 610–617, 2020. DOI: 10.20396/remate.v40i2.8659617. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/remate/article/view/8659617. Acesso em: 8 mar. 2021.