Livros didáticos de Língua Portuguesa e representações de leitura a partir de suportes midiáticos

Autores

  • Raquel Lazzari Leite Barbosa Universidade Estadual Paulista
  • Rosaria de Fátima Boldarine Universidade Presbiteriana Mackenzie

DOI:

https://doi.org/10.20396/resgate.v19i22.8645717

Palavras-chave:

Livros didáticos. Mídias. Leitura. Escola.

Resumo

Textos didáticos integram sistemas de comunicação e de representação. Por meio deles as sociedades se comunicam com suas crianças e seus jovens, passam-lhes representações de vida, símbolos, formas de entendimento de discursos, delimitam campos de estudo. Este artigo apresenta discussão sobre as mídias que livros didáticos de Língua Portuguesa selecionados pelo Ministério da Educação, por meio do Programa Nacional do Livro Didático (PNLD) se utilizam, para observar os pilares da ação, do movimento e da inserção das mídias no cenário escolar. A análise permite observar, entre outros aspectos, a consolidação de um perfil cada vez mais individualista entre as estratégias de uso das mídias na escola.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Raquel Lazzari Leite Barbosa, Universidade Estadual Paulista

Graduou-se em Fonoaudiologia pela PUC-SP. Fez Mestrado e Doutorado em Educação, respectivamente, na PUC-SP e na Unicamp e fez Livre-docência em Didática pela UNESP. Atualmente é professora adjunto na Faculdade de Ciências e Letras-UNESP-Assis/SP e Professora Orientadora do Programa de Pós-Graduação em Educação da Faculdade de Filosofia e Ciências -UNESP-Marília/SP.

Rosaria de Fátima Boldarine, Universidade Presbiteriana Mackenzie

Doutoranda em Educação (Unesp-Marília).

Referências

BARBOSA, R.L.L. A Construção do “Herói”. Leitura na Escola: Assis – SP- 1920/1950. São Paulo, Ed. Unesp: 2001.

BELTRÃO, E.; SANTOS, L. Diálogo: Língua Portuguesa, 6º ao 9º Ano. São Paulo: Editora Renovada FTD, 2009 (Coleção Diálogo).

CHARTIER. R. A Aventura do Livro: do Leitor ao Navegador. São Paulo: Ed. Unesp: 1999.

DUBET, F. “A formação dos indivíduos: a desinstitucionalização.” In. Contemporaneidade e Educação, ano III, São Paulo, 1998.

FARACO, C.; MOURA, F. M.; MARUXO, J. H. Língua Portuguesa: Linguagem e Interação. 1ª ed. 6º ao 9º Ano. São Paulo: Editora Ática, 2009.

FERREIRA, G. et al. Trabalhando com a Linguagem. 1.ed. São Paulo: Quinteto Editorial, 2009 (Coleção Trabalhando com a Linguagem)

LARROSA, J. “Notas sobre a experiência e o saber da experiência.” In: GERALDI, C. M. G.; RIOLFFI, C. R. e GARCIA, M. de F. Escola Viva: Elementos para a Construção de Uma Educação de Qualidade. Campinas: Mercado de Letras, 2004.

MIRANDA, C.E.A.; COPPOLA, G.D.; RIGOTTI, G.F. “A educação pelo cinema.” Cineducfaeufmg.wordpress.com

SILVA, E.T. “Livro didático: do ritual de passagem à ultrapassagem.” In Em aberto, ano 16 n. 69 Brasília, jan/mar.1996

TERRA, E.; CAVALLETE, F. T. Projeto Radix: Português - 6º ao 9º Ano. São Paulo: Editora Scipione, 2009.

ZANCHETTA, J. “Gêneros textuais de imprensa no livro didático.” Revista Leitura: Teoria e Prática, v.43, 2004.

Downloads

Publicado

2012-11-01

Como Citar

BARBOSA, R. L. L.; BOLDARINE, R. de F. Livros didáticos de Língua Portuguesa e representações de leitura a partir de suportes midiáticos. Resgate: Revista Interdisciplinar de Cultura, Campinas, SP, v. 19, n. 2, p. 44–51, 2012. DOI: 10.20396/resgate.v19i22.8645717. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/resgate/article/view/8645717. Acesso em: 27 nov. 2021.