O negacionismo do Holocausto: pseudo-história e história pública

Palavras-chave: Antissemitismo. Negacionismo do holocausto. Pseudo-história. História pública.

Resumo

O Holocausto é um dos temas mais tratados pela História Pública, mas uma forma de pseudo-história, o Negacionismo do Holocausto contamina o debate público em torno do assunto com um discurso de ódio, maniqueísta e antissemita que é usado pela extrema-direita contemporânea como um elemento de coesão ideológica e, simultaneamente, como uma estratégia de tentar se viabilizar politicamente por meio da negação dos crimes contra a humanidade cometidas pelo regime Nacional-Socialista alemão. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ricardo Figueiredo de Castro, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Historiador. Doutor em História pela Universidade Federal Fluminense (UFF). Professor de História Contemporânea do Instituto de História (IH) da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Pesquisador do Laboratório de Estudos do Tempo Presente (TEMPO). 

Referências

ADL. Holocaust Denial: an online guide to exposing and combating anti-semitic propaganda. 2001. Disponível em: http://archive.adl.org/holocaust/print.html. Acesso em: 7 de agosto de 2014.

ADL. ADL Global 100. An index of anti-semitism. 2014. Disponível em http://global100.adl.org/public/ADL-Global-100-Executive-Summary.pdf Acesso em: 12 de outubro de 2014.

ALLCHIN, Douglas. Pseudohistory as pseudoscience. Science & Education. 13: 179-195, 2004.

BARKUN, Michael. The culture of conspiracy: apocalyptic visions in contemporary America. Berkeley: University of California Press, 2003.

BURRIS, Val, SMITH, Emery, STRAHM, Ann. “White supremacists networks on the Internet”. Sociological Focus, vol. 33, no 2, May 2000.

CAMUS, Jean-Yves. L´extrême droite aujourd´hui. Toulouse: Éditions Milan, 1996.

CRUZ, Natália dos Reis. Negando a História: A Editora Revisão e o Neonazismo. Niterói: Universidade Federal Fluminense, 1997. Dissertação de Mestrado.

GIRARDET, Raol. Mitos e mitologias políticas. São Paulo: Companhia das Letras, 1987.

GOODRICK-CLARKE, Nicholas. Sol negro: cultos arianos, nazismo esotérico e políticas de identidade. São Paulo: Madras, 2004.

KUMAR, Krishan. Da sociedade pós-industrial à pós-moderna: novas teorias sobre o mundo contemporâneo. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1997.

LEGRAND, H. E., BOESE, Wayne E. Chariots of the Gods ? and all that: pseudo-history in the classroom. The History Teacher. Vol. 8, No. 3, May 1975, p. 359-370.

KRUGLYAKOV, Edward. Why pseudoscience is dangerous ? Disponível em: http://www.csicop.org/si/

MELLEUISH, Greg, SHEIKO, Konstantin, BROWN, Stephen. Pseudo history/Weird history: nationalism and the Internet. History Compass 7/6 (2009): 1484-1495. Disponível em: http://mesosyn.com/his4-4.

MORAES, Luís Edmundo de Souza. O negacionismo e o problema da legitimidade da escrita sobre o passado. Anais do XXVI Simpósio Nacional de História, ANPUH, São Paulo, junho 2011. Disponível em:

http://www.snh2011.anpuh.org/resources/anais/14/1312810501_ARQUIVO_ANPUH-2011-ARTIGO-Luis_Edmundo-Moraes.pdf

ROLLAND, Denis. “Internet e história do Tempo Presente: estratégias de memória e mitologias políticas” In.: Tempo, vol. 8, n. 16, jan. 2004.

SALAS, Marco. Diário de um skinhead. São Paulo: Planeta, 2006.

SHERMER, Michael. Why people believe weird things: pseudoscience, superstition, and other confusions of our time. New York: Henry Holt and Company, 2002.

SHERMER, Michael, GRO ßMAN, Alex. Denying history: who says the Holocaust never happened and why they say it ? Berkeley: University of California Press, 2009.

TAGUIEFF, Pierre-André. L´imaginaire du complot mondial: aspects d´un mythe moderne. Paris: Éditions Mille et Une Nuits, 2006.

TAGUIEFF, Pierre-André. “Cens théories répondent à un besoin de sens”. Conspiracy Watch. Disponível em http://www.conspiracywatch.info/Pierre-Andre-Taguieff-ces-theories-repondent-a-un-besoin-de-sens_a301.htm

THOMPSON, John B. Ideologia e cultura moderna: teoria social crítica na era dos meios de comunicação de massa. Petrópolis: Vozes, 1995.

Publicado
2015-01-22
Como Citar
Castro, R. F. de. (2015). O negacionismo do Holocausto: pseudo-história e história pública. Resgate: Revista Interdisciplinar De Cultura, 22(2), 5-12. https://doi.org/10.20396/resgate.v22i28.8645773