As associaçoes estudantis no ensino secundário e a formação da elite sergipana oitocentista

Autores

  • Simone Paixão Rodrigues Faculdade São Luís de França de Sergipe

DOI:

https://doi.org/10.20396/resgate.v29i00.8663658

Palavras-chave:

Associativismo Estudantil, Ensino secundário, Protagonismo juvenil

Resumo

A proposta central do presente texto é analisar a Sociedade O Porvir e a Sociedade Grêmio Tobias Barreto, associações criadas pelos alunos do ensino secundário do estado de Sergipe, nas décadas finais do século XIX. Para a produção desta investigação histórica, são usados como fontes documentais os jornais estudantis e a produção historiográfica sobre o ensino secundário e o associativismo estudantil. Ao historiar sobre as agremiações estudantis, no cenário da educação secundária sergipana, nos anos de 1800, tornou-se imprescindível o uso do conceito cultura escolar como categoria de análise para, assim, situar a cultura e o protagonismo juvenis como parte da engrenagem do processo de formação da juventude elitizada.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Simone Paixão Rodrigues, Faculdade São Luís de França de Sergipe

Doutorado na Universidade Federal de Sergipe. Professora na Faculdade São Luís de França de Sergipe (Aracaju, Sergipe - Brasil).

Referências

ALVES, Eva Maria Siqueira. O Atheneu Sergipense: uma casa de educação literária examinada segundo os planos de estudos: 1870-1908. 2005. Tese (Doutorado em Educação) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2005.

ALVES, Eva Maria Siqueira. O ensino secundário de Sergipe (1931-1961). In: DALLABRIDA, Noberto; SOUZA, Rosa Fátima de (orgs.). Entre o ginásio de elite e o colégio popular: estudo sobre o ensino secundário no Brasil (1931-1961). Uberlândia: EDUFU, 2014. p. 283 - 311.

AMARAL, Giana Lange. Gatos pelados x Galinhas gordas: desdobramentos da educação laica e da educação católica na cidade de Pelotas. (décadas de 1930 a 1960). 2003. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2003.

BOTO, Carlota. Histórias, ideias e trajetórias da cultura escolar: um desafio metodológico. In: SOUZA, Rosa Fátima; VALDEMARIN, Vera Teresa (Orgs.). A cultura escolar em debate: questões conceituais, metodológicas e desafio para a pesquisa. Campinas: Autores Associados, 2005. p. 29-79.

BURKE, Peter. A escrita da História. São Paulo: Editora da Unesp, 1992.

BURKE, Peter. O que é História Cultural? Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 2005.

CAMBI, Franco. História da Pedagogia. São Paulo: Editora da Unesp, 1999.

CAMPOS, Edilberto. Crônicas da passagem do século: Estância e estancianos - Sergipe e sergipanos. 1 ed. Aracaju: A Estância,1965.

CARDOSO, José Ricardo. O PORVIR. Aracaju: ano 1, n. 1, 02 ago. 1874.

CARDOSO JÚNIOR, Francisco José. Relatório apresentado na abertura da 2ª. Legislatura da Assembleia Provincial em 03 de março de 1871. Jornal do Aracaju, Aracaju, 03 mar. 1871.

CARVALHO NETO, Pedro da Mota. Imprensa estudantil sergipana (1874-2003). 2004. Monografia (Licenciatura em História) – Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, 2004.

DALLABRIDA, Norberto; SOUZA, Rosa Fátima de (orgs.). Entre o ginásio de elite e o colégio popular: estudo sobre o ensino secundário no Brasil (1931-1968). Uberlândia: EDUFU, 2014.

DANTAS, Ibarê. História de Sergipe República (1889-2000). Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 2004.

DEWEY, John. A escola e a sociedade e a criança e o currículo. Tradução: Paulo Faria; Maria João Alvarez; Isabel Sá. Lisboa: Relógio D’água, 2002.

DEWEY, John. Democracia e educação: capítulos essenciais. São Paulo: Ática, 2007.

DICIONÁRIO BBLIOGRÁFICO DO INSTITUTO HISTÓRICO E GEOGRÁFICO DE SERGIPE. Disponível em: www.ihgse.como.br. Acesso em: 20 nov. 2012.

GALLY, Christianne Menezes. Brício Cardoso no cenário das Humanidades do Atheneu Sergipense (1870-1874). Campinas: Mercado de Letras, 2020.

GONÇALVES NETO, Wenceslau. Pulsões culturais da sociedade brasileira no início do século XX. In: SCHELBAUER, Analete Regina; ARAÚJO, José Carlos Souza (Orgs.). História da educação pela imprensa. Campinas: Alínea, 2007. p. 107-128.

GONDRA, José Gonçalves; SCHUELER, Alessandra. Educação, poder e sociedade no Império brasileiro. São Paulo: Cortez, 2008.

GUARANÁ, Armindo. Dicionário biobibliográfico sergipano. Rio de Janeiro: Pongetti, 1925.

GUARANÁ, Armindo. Jornaes, revistas e outras publicações periódicas de 1832 a 1908. Revista do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro, Rio de Janeiro, tomo especial, v. 1, parte 2, p. 776-813, 1908.

HILSDORF, Maria Lucia Spedo. Rangel Pestana: o educador esquecido. In: Prêmio Grandes Educadores Brasileiros. Monografia Premiada. Brasília: Inep, 1986.

HORTA, José Silveira Baía. O hino, o sermão e a ordem do dia: regime autoritário e a educação no Brasil (1930-1945). Rio de Janeiro: Editora da UFRJ, 1994.

JORNAL DO ARACAJU. Aracaju/SE, 09 mai. 1875.

JULIA, Dominique. A cultura escolar como objeto histórico. Revista Brasileira de História da Educação, Campinas, volume, n. 1, p. 9-43, jan./jun. 2001. Disponível em: https://repositorio.unifesp.br/bitstream/handle/11600/39195/Dominique%20Julia.pdf?sequence=1&isAllowed=y. Acesso em: 14 mai. 2021.

LIMA, Adolfo. A autonomia dos educandos e as associações escolares: as Solidárias. Educação Social - Revista de Pedagogia e Sociologia, Lisboa, 2. ano, n. 15, maio 1925.

LIMA, Adolfo. A imprensa na escola. Educação Social - Revista de Pedagogia e Sociologia, Lisboa, 3. ano, n. 3, mar. 1926.

LIVRO DE VISITAS AO ATHENEU SERGIPENSE. Sergipe, 1916 –1951.

MACHADO, Manoel Alves. O PORVIR, Aracaju, ano 1, n. 2, 9 ago. 1874.

MONARCHA, Carlos. Escola normal da praça: o lado noturno das luzes. Campinas: Editora da Unicamp, 1999.

NERY, Ana Clara Bortoleto. Em busca do elo perdido: a ação reformadora de Oscar Thompson e a formação de professores (1911-1923). 2009. Tese (Livre-Docência em Educação) - Universidade Estadual Paulista, Marília, 2009.

NERY, Ana Clara Bortoleto; SERRA, Áurea Esteves. Associações discentes no Brasil e em Portugal (1991-1916): Instituições Educativas. In: CONGRESSO LUSO-BRASILEIRO DE HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO. 8., 2011, São Luís. Anais [...] São Luís/MA: UFMA, 2011, p. 1-12.

NUNES, Maria Thetis. História da educação em Sergipe. São Cristóvão: Editora UFS; Aracaju: Fundação Oviêdo Teixeira, 2008.

NUNES, Maria Thetis. O significado do 08 de julho na história de Sergipe. Aracaju: Secretaria de Estado da Educação, 1998.

PEIXOTO, Ana Maria Casasanta. Educação e Estado Novo em Minas Gerais. Bragança Paulista: EDUSF, 2003.

PUBLICAÇÃO a pedido. O PORVIR, Aracaju, ano 1, n. 10, 4 out. 1874.

REUNIÃO. O PORVIR, Aracaju, ano 1, n. 11, 18 out. 1874.

RODRIGUES, Cibele Souza. O Porvir, jornal literário e recreativo: propriedade de uma associação de estudantes do Atheneu Sergipense (1874). 2016. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-graduação em Educação, Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, 2016.

SANTANA, Ana Márcia Barbosa Santos. Sob a lente do discurso: aspectos do ensino de Retórica e Poética no Atheneu Sergipense (1874-1891). Campinas: Mercado das Letras, 2020.

SERRA, Áurea Esteves. As associações de alunos das escolas normais do Brasil e de Portugal: apropriação e representação (1906-1927). 2010. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Estadual Paulista, Marília, 2010.

SERRA, Áurea Esteves. O Grêmio Normalista “2 de agosto” e seu impresso: o estímulo. In: CONGRESSO LUSO-BRASILEIRO DE HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO, 8., 2011, São Luís. Anais [...], São Luís, 2011, p. 1-15.

SETTON, Maria da Graça Jacintho. Rotary Club: habitus, estilo de vida e sociabilidade. São Paulo: Annablume, 2004.

SILVA, Emerson Correia da. A configuração do habitus professoral para o aluno-mestre: a Escola Normal Secundária de São Carlos (1911-1923). 2009. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Estadual Paulista, Marília, 2009.

SOUZA, Rosa Fátima de. Alicerces da pátria: história da escola primária no estado de São Paulo (1890-1976). Campinas: Mercado de Letras, 2009.

SOUZA, Rosa Fátima de. Templos de civilização: a implantação da escola primária graduada no estado de São Paulo (1890-1910). São Paulo: Editora da Unesp, 1998.

TOCQUEVILLE, Alexis de. A democracia na América: leis e costumes. Livro I. 2 ed. São Paulo: Martins Fontes, 2005.

VALDEMARIM, Vera Teresa. Cultura escolar e conhecimento científico. In: SOUZA, Rosa Fátima; VALDEMARIN, Vera Teresa (orgs.). A cultura escolar em debate: questões conceituais, metodológicas e desafio para a pesquisa. Campinas: Autores Associados, 2005. p. 159-177.

VALDEMARIM, Vera Teresa. História dos métodos e materiais de ensino: a Escola Nova e seus modos de uso. São Paulo: Cortez, 2010.

VIDAL, Valdevania Freitas dos Santos. O Necydalus: um jornal estudantil do Atheneu Sergipense (1909-1911). 2009. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, 2009.

Downloads

Publicado

2021-12-14

Como Citar

RODRIGUES, S. P. As associaçoes estudantis no ensino secundário e a formação da elite sergipana oitocentista. Resgate: Revista Interdisciplinar de Cultura, Campinas, SP, v. 29, n. 00, p. e021016, 2021. DOI: 10.20396/resgate.v29i00.8663658. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/resgate/article/view/8663658. Acesso em: 9 dez. 2022.

Edição

Seção

Artigos e Ensaios