Banner Portal
Universidade Federal do Sul da Bahia
Capa: Lygia Eluf (sem título, série Desenhos da Quarentena, técnica: nanquim/papel, 35x15cm, 2020) e Carlos Lamari.
PDF

Palavras-chave

Reforma universitária
Interdisciplinaridade
Formação em ciclos

Como Citar

BORBA, Renata Ribeiro; FERRAZ, Marcelo Inácio Ferreira; PINHEIRO, Lessí Inês Farias. Universidade Federal do Sul da Bahia: uma Universidade Nova. Resgate: Revista Interdisciplinar de Cultura, Campinas, SP, v. 31, n. 00, p. e023024, 2024. DOI: 10.20396/resgate.v31i00.8668408. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/resgate/article/view/8668408. Acesso em: 22 abr. 2024.

Resumo

A Universidade Nova trata-se de uma proposta de reformulação acadêmica do nível superior inspirada nas ideias “anisianas” e reformas de amplitude mundial. Integra, atualmente, estruturas acadêmicas de algumas universidades públicas brasileiras, através da oferta de cursos interdisciplinares de formação geral, por exemplo.  Assim, este artigo traz um levantamento teórico quanto ao panorama mundial no que se diz respeito às reformulações que marcaram esta instituição – a universidade – e também a abordagem em âmbito nacional. A partir da explanação temporal compreende-se o surgimento da Universidade Nova e certifica-se que a estrutura acadêmica da Universidade Federal do Sul da Bahia, desde a sua origem, molda-se nesta filosofia, pois implementa como um de seus mecanismos a formação em ciclos e a interdisciplinaridade.

https://doi.org/10.20396/resgate.v31i00.8668408
PDF

Referências

ALMEIDA, Gabriel Swahili Sales de. A interdisciplinaridade nas novas configurações curriculares da educação superior brasileira: o caso dos BI da UFBA. Revista Científica ECCOS, São Paulo, n. 47, p. 355-374, set./dez. 2018. Disponível em: https://doi.org/10.5585/EccoS.n47.7936. Acesso em: 15 abr. 2023.

ALMEIDA FILHO, Naomar Monteiro de. Protopia: Universidade Nova. In: ALMEIDA FILHO, Naomar de. Universidade Nova: textos críticos e esperançosos. Brasília: Editora da UnB; Salvador: Editora da UFBA, 2007.

ALMEIDA FILHO, Naomar Monteiro de; BENICÁ, Dirceu; COUTINHO, Denise. Universidade popular e democratização de saberes: o caso da Universidade Federal do Sul da Bahia. Revista Científica ECCOS, São Paulo, n. 42, p. 39-55, jan./abr. 2017. Disponível em: https://repositorio.ufba.br/handle/ri/26919. Acesso em: 20 nov. 2020.

ARAÚJO, Christine Veloso Barbosa; SILVA, Viviane Nascimento; DURÕES, Sarah Jane. Processo de Bolonha e mudanças curriculares na educação superior: para que competências? Revista Educação Pesquisa, São Paulo, v. 44, p. 1-17, 2018. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/ep/article/view/157276. Acesso em: 19 out. 2020.

BENCINI, Roberta. Entrevista: Naomar Monteiro de Almeida fala sobre mudanças no ensino superior. 2007. Disponível em: https://novaescola.org.br/conteudo/898/naomar-monteiro-de-almeida-filho-fala-sobre-mudancas-no-ensino-superior. Acesso em: 20 nov. 2020.

BIANCHETTI, Lucídio; MAGALHÃES, Antônio. Declaração de Bolonha e internacionalização da educação superior: protagonismo dos reitores e autonomia universitária em questão. Revista Avaliação, Campinas, v. 20, n. 1, p. 225-249, mar. 2015. Disponível em: https://www.scielo.br/j/aval/a/Mh7GJ6rcMygV53md3Pf4RgJ/abstract/?lang=pt. Acesso em: 20 nov. 2020.

BRASIL. Decreto n. 6.096: promulgado em 24 de abril de 2007. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2007/decreto/d6096.htm. Acesso em: 20 nov. 2020.

CARRER, Celso da Costa; PLONSKI, Guilherme Ari. A inovação tecnológica e a educação para o empreendedorismo. USP 2034: Planejando o Futuro. São Paulo: Edusp, 2009.

CHRISTÓVÃO, Maria Carmen. UFABC: limites, perspectivas e possibilidades de um modelo de ensino inovador a partir da criação do projeto da Universidade Federal do ABC. São Paulo, 2013. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/327186282_UFABC_limites_perspectivas_e_possibilidades_de_um_modelo_de_ensino_inovador_a_partir_da_criacao_do_projeto_da_Universidade_Federal_do_ABC. Acesso em: 20 nov. 2020.

CORDEIRO, Edmundo. O penúltimo conflito de Immanuel Kant. Cadernos do Noroeste, Braga, v. 6, p. 287-294, 1993. Disponível em: https://bocc.ubi.pt/pag/cordeiro-edmundo-kant-conflito.html. Acesso em: 20 nov. 2020.

CUNHA, Marcos Ribeiro. Gestão estratégica de IES: modelos e funções do planejamento estratégico em universidades públicas e provadas de Palmas – Tocantins. 2011. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias, Lisboa, 2011.

CURI, Luiz Roberto Liza. O paradoxo da qualidade: avaliação do ensino superior no Brasil. 2011. Tese (Doutorado em Ciências Econômicas) – Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2011.

DAVIDOVICH, Luiz. Educação superior e inclusão social no Brasil: sumário de algumas propostas da Academia Brasileira de Ciências. Academia Brasileira de Ciências (ABC). Rio de Janeiro, 2005. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/dmdocuments/academia_brasileira_ciencias.pdf. Acesso em: 20 nov. 2020.

DAVIDOVICH, Luiz et al. Subsídios para a reforma da educação superior. Academia Brasileira de Ciências (ABC). Rio de Janeiro, 2004. Disponível em: http://www.abc.org.br/IMG/pdf/doc-29.pdf. Acesso em: 20 nov. 2020.

FARIA, Dóris Santos de; MAIA, Denise Maria. Universidade Nova do Brasil e o processo de Bologna da Comunidade Europeia: uma comparação entre dois projetos. 2008. Disponível em: http://flacso.redelivre.org.br/files/2012/07/514.pdf. Acesso em: 15 out. 2020.

FERREIRA, Suely. Processo de Bolonha: a construção de uma nova universidade para a Europa? Revista Tempos e Espaços em Educação, São Cristóvão, v. 6, p. 1-12, jan./jun. 2011. Disponível em: https://silo.tips/download/processo-de-bolonha-a-construao-de-uma-nova-universidade-para-a-europa-bologna-p. Acesso em: 19 out. 2020.

GOMES, Válter; MACHADO-TAYLOR, Maria de Lurdes; SARAIVA, Ernani Viana. O ensino superior no Brasil: breve histórico e caracterização. Revista Ci & Tróp., Recife, v. 42, n. 1, p. 106-129, 2018. Disponível em: https://fundaj.emnuvens.com.br/CIC/article/view/1647. Acesso em: 19 out. 2020.

LIMA, Licínio; AZEVEDO, Mario Luiz Neves de; CATANI, Afrânio Mendes. Processo de Bolonha e avaliação positivista da educação superior. Revista Adusp, São Paulo, maio 2017. Disponível em: https://www.adusp.org.br/wp-content/uploads/2017/06/mat02.pdf. Acesso em: 19 out. 2020.

LOUREIRO, Manuel. Notas sobre as reformas de Wilhelm von Humboldt. Caderno de Investigação Aplicada, Lisboa, v. 3, p. 157-175, 2009. Disponível em: https://recil.ensinolusofona.pt/bitstream/10437/5167/1/cadernos3_8.pdf. Acesso em: 19 out. 2020.

MACEDO, Brian. O processo de Bolonha: discursos e dinâmicas da reformulação educacional nas universidades da União Europeia. Algumas reflexões. Revista Debater a Europa, Coimbra, n. 16, p. 1-13, jan./jun. 2017. Disponível em: https://impactum-journals.uc.pt/debatereuropa/article/view/_16_9/3717. Acesso em: 19 out. 2020.

MELLO, Alex Fiúza de; DIAS, Marco Antonio Rodrigues. Os reflexos de Bolonha e a América Latina: problemas e desafios. Educação e Sociedade, Campinas, v. 32, n. 115, p. 1-24, abr./jun. 2011. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-73302011000200010. Acesso em: 20 mar. 2021.

MIGUEL, José Carlos. A curricularização da extensão universitária no contexto da função social da universidade. Praxis Educacional, Vitória da Conquista, v. 19, n. 50. Disponível em: https://doi.org/10.22481/praxisedu.v19i50.11534. Acesso em: 14 abr. 2023.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. A democratização e expansão da educação superior no país 2003-2014. Brasília, 2014. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/docman/dezembro-2014-pdf/16762-balanco-social-sesu-2003-2014. Acesso em: 20 nov. 2020.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. Relatório de Vagas do Sistema de Seleção Unificada 2020. Brasília, 2020. Disponível em: https://sisu.mec.gov.br/#/vagas?categoria=instituicao&id=688#target. Acesso em: 15 nov. 2021.

PAGLIOSA, Fernando Luiz; ROS, Marco Aurélio da. O Relatório Flexner: para o bem e para o mal. Revista Brasileira de Educação Médica, Brasília, v. 32, n. 4, p. 1-8, 2008. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rbem/a/QDYhmRx5LgVNSwKDKqRyBTy/?lang=pt. Acesso em: 19 out. 2020.

PEREIRA, Elisabete Monteiro de Aguiar. A universidade da modernidade nos tempos atuais. Revista Avaliação, Campinas, v. 14, n. 1, p. 29-52, mar. 2009. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S1414-40772009000100003. Acesso em: 19 out. 2020.

RODRIGUES, Viviane de Souza. Padrão dependente de educação superior: traços estruturantes e conjunturais. In: COLÓQUIO INTERNACIONAL MARX E ENGELS, 7., 2012, Campinas. Anais [...] Campinas: Unicamp, 2012, p. 1-10.

SAMPAIO, Helena. Evolução do ensino superior brasileiro, 1808-1990. Universidade de São Paulo, 1991. Disponível em: https://sites.usp.br/nupps/wp-content/uploads/sites/762/2020/12/dt9108.pdf. Acesso em: 19 out. 2020.

SANTOS, Boaventura de Sousa; ALMEIDA FILHO, Naomar Monteiro de. A universidade no século XXI: para uma Universidade Nova. Coimbra, 2008. Disponível em: http://www.boaventuradesousasantos.pt/media/A%20Universidade%20no%20Seculo%20XXI.pdf. Acesso em: 19 out. 2020.

SOBRINHO, José Dias. O processo de Bolonha. Revista Educação Temática Digital, Campinas, v. 9, n. esp., p. 107-132, dez. 2007. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/etd/article/view/730. Acesso em: 19 out. 2020.

TONEGUTTI, Cláudio Antonio. A Universidade Nova, o REUNI e a queda da universidade pública. Paraná, 2010. Disponível em: http://www.ia.ufrrj.br/ppgea/conteudo/conteudo-2008-1/Educacao-MII/Texto%209.pdf. Acesso em: 19 out. 2020.

TRIGUEIRO, Michelangelo Giotto Santoro. Gestão da educação superior no Brasil. Brasília, 2000. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/sesu/arquivos/pdf/governo_e_gestafinal_michelangelogiotto.pdf. Acesso em: 20 nov. 2020.

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA (UFBA). Universidade Nova: reestruturação da arquitetura curricular da educação superior no Brasil (Minuta de Anteprojeto). 1. ed. Salvador: UFBA, [200-?a]. Disponível em: https://www.anped.org.br/sites/default/files/resources/UFBA_Minuta_Anteprojeto_Universidade_Nova.pdf. Acesso em: 20 nov. 2020.

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA (UFBA). Universidade Nova: descrição da proposta. 1. ed. Salvador: UFBA, [200-?b]. Disponível em: http://www.twiki.ufba.br/twiki/bin/view/UniversidadeNova/Apresentacao. Acesso em: 20 nov. 2020.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO SUL DA BAHIA (UFSB). Graduação. 1. ed. Itabuna, Porto Seguro, Teixeira de Freitas: UFSB, 2020c. Disponível em: https://www.ufsb.edu.br/ensino/graduacao. Acesso em: 03 abr. 2021.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO SUL DA BAHIA (UFSB). Pós-Graduação. 1. ed. Itabuna, Porto Seguro, Teixeira de Freitas: UFSB, 2020d. Disponível em: https://www.ufsb.edu.br/ensino/pos-graduacao. Acesso em: 03 abr. 2021.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO SUL DA BAHIA (UFSB). Plano Orientador. 1. ed. Itabuna, Porto Seguro, Teixeira de Freitas: UFSB, 2014. Disponível em: https://www.ufsb.edu.br/a-ufsb/apresentacao-ufsb. Acesso em: 20 nov. 2020.

Creative Commons License

Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.

Copyright (c) 2024 Resgate: Revista Interdisciplinar de Cultura

Downloads

Não há dados estatísticos.