Banner Portal
Política educacional e estratégias discursivas sobre nacionalismo nos planos nacionais de desenvolvimento (1970-1985)
PDF

Palavras-chave

Política educacional. Nacionalismo. Planos nacionais. Estratégias discursivas.

Como Citar

SILVA, Rosangela Maria de Nazare Barbosa e. Política educacional e estratégias discursivas sobre nacionalismo nos planos nacionais de desenvolvimento (1970-1985). Revista Internacional de Educação Superior, Campinas, SP, v. 3, n. 3, p. 678–705, 2017. DOI: 10.22348/riesup.v3i3.7760. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/riesup/article/view/8650628. Acesso em: 28 maio. 2024.

Resumo

Este texto tem por objetivo estabelecer relações sobre as estratégias discursivas dos documentos educacionais, a partir dos planos nacionais de desenvolvimento do Regime Militar. Para tal, devemos considerar as especificidades e características do contexto nacional em que foram realizadas as reformas educacionais. Tratava-se de uma sociedade capitalista, inserida de forma periférica no mercado mundial. Ponderamos que tanto o modelo econômico como a conjuntura imposta pela ditadura de segurança nacional teve influência no direcionamento e na forma da política educacional a partir de 1964 e, consequentemente, nas reformas educacionais para a educação superior. Esse processo sofreu influência de grupos sociais organizados e vários outros segmentos da sociedade que polarizaram as atenções de planejadores e estudiosos da educação. Apesar das tensões ensejadas, existia um relativo consenso que se tornava comum, entre os diferentes agentes sociais, uma estratégia discursiva baseada no nacionalismo e na modernização do Brasil que, por vezes atravessariam os projetos educacionais e de desenvolvimento.

https://doi.org/10.22348/riesup.v3i3.7760
PDF

Revista Internacional de Educação Superior utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.