A linguagem emocional na prática docente online: implicações educacionais cotidianas

Palavras-chave: Cibercultura. Pesquisa com os cotidianos. Linguagem emocional. Docência online.

Resumo

Este artigo é fruto de pesquisa recentemente concluída que se propôs a investigar as implicações teórico-práticas da linguagem emocional na docência online. Em relação aos procedimentos metodológicos, docentes online foram convidados a compartilhar relatos de experiências focalizando seus trabalhos desenvolvidos cotidianamente nos ambientes virtuais de aprendizagem (AVA). Para isso, a abordagem teórico-metodológica dos estudos com os cotidianos nos auxiliaram a interpretar os relatos produzidos pelos sujeitos. Alguns dos achados dos estudos incluíram a necessidade de (re)pensar o papel do docente online na cibercultura e o uso da linguagem emocional como mediadora nos AVA com a intenção de propiciar o fortalecimento das relações interpessoais construídas nesse espaço. Diante do exposto, este estudo reflete nosso interesse em torno do papel do docente na tarefa de contribuir para uma educação online que coloque em prática uma abordagem pedagógica dialógica com o intuito de enriquecer a experiência educacional.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Caroline Costa Nunes Lima, Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Especialista em língua portuguesa pela FAMA. Graduada em letras (português/literaturas) pela Faculdade Machado de Assis (FAMA) e pedagogia pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). 

Felipe Silva Ponte Carvalho, Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Doutorando no Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (ProPEd/UERJ).

Dilton Ribeiro Couto Junior, Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Pós-doutorando no Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (ProPEd/UERJ).

Referências

ALVES, Nilda. Sobre os movimentos das pesquisas nos/dos/com os cotidianos. Revista Teias, Rio de Janeiro, v. 4, n. 7, 2003. Disponível em: < http://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/revistateias/article/view/23967/16939>. Acessado em 25 de maio. 2018.

ALVES, Nilda. Decifrando o pergaminho – o cotidiano das escolas nas lógicas das redes cotidianas. In: OLIVEIRA, Inês Barbosa; ALVES, Nilda . Pesquisa no/do cotidiano das escolas – sobre redes de saberes. Rio de Janeiro: DP & A, 2001. 168 p. (Vida cotidiana e Pesquisa em Educação). ISBN 978-85-60985-32-6

ARRUDA, Eucidio. Relações entre tecnologias digitais e educação: perspectivas para a compreensão da aprendizagem escolar contemporânea. In: FREITAS, Maria Teresa de Assunção. Cibercultura e formação de professores. Belo Horizonte: Autêntica, 2009. 120 p. ISBN 978-85-75264-17-1

BAKHTIN, Mikhail. Estética da criação verbal. Tradução de Paulo Bezerra. 6. Ed. São Paulo: Martins Fontes, 2011.478 p. ISBN 978-85-78274-70-2

BENTO, Nanci; VENAS, Ronaldo. Usos do aplicativo Hand Talk na aprendizagem da Língua Brasileira de Sinais. In: COUTO, Edvaldo; PORTO, Cristiane; SANTOS, Edméa. App-learning: experiências de pesquisa e formação. Salvador: EDUFBA, 2016. 252 p. ISBN 978-85-232-1533-0

BONILLA, Maria Helena Silveira. Escola aprendente: comunidade em fluxo. In: FREITAS, Maria Teresa de Assunção . Cibercultura e formação de professores. Belo Horizonte: Autentica, 2009. 120 p. ISBN 978- 85- 75264-17-1

BRUNO, Adriana Rocha. A linguagem emocional em ambientes telemáticos: tecendo a razão e a emoção na formação de educadores. Dissertação (Mestrado - Programa de Pós-Graduação em Educação: Currículo). Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2002.

CASTELLS, Manuel. Redes de indignação e esperança: movimentos sociais na era da internet. Tradução de Carlos Alberto Medeiros. Rio de Janeiro: Zahar, 2013. 271 p. ISBN 978-85-378-1110-8

COUTO JUNIOR, Dilton Ribeiro. Cibercultura, juventude e alteridade: aprendendo- ensinando com o outro no Facebook. Jundiaí: Paco Editorial, 2013. 164 p. ISBN 978-85-8148180-7

FERREIRA, Helenice Mirabelli Cassino. Dinâmicas de uma juventude conectada: a mediação dos dispositivos móveis nos processos de aprender-ensinar. 2014. 272f. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2014.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. 54 Ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2013.

GERALDI, João Wanderley. Bakhtin tudo ou nada diz aos educadores: os educadores podem dizer muito com Bakhtin. In: FREITAS, Maria Teresa de Assunção. Educação, arte e vida em Bakhtin. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2013. 112 p. ISBN 9788582171233

JENKINS, Henry. Cultura da convergência. Tradução de Susana Alexandria. 2 Ed. São Paulo: Aleph, 2009. 432 p. ISBN 9788576570844

LARROSA, Jorge. Notas sobre a experiência e o saber de experiência. Revista Brasileira de Educação, n. 19, 2002. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/rbedu/n19/n19a02.pdf>. Acessado em 25 de maio. 2018.

LEMOS, André. Cibercultura: tecnologia e vida social na cultura contemporânea. Porto Alegre: Editora Sulina, 2002. 295 p. (Coleção Cibercultura). ISBN 978-85-205-0577-9

LEMOS, André. Os sentidos da tecnologia: cibercultura e ciberdemocracia. In: LEMOS, André; LÉVY, Pierre. O futuro da internet: em direção a uma ciberdemocracia planetária. São Paulo: Paulus, 2010. 258 p. (Coleção Comunicação). ISBN 978-85-349-3181-6

LEMOS, André; LÉVY, Pierre. O futuro da internet: em direção a uma ciberdemocracia planetária. São Paulo: Paulus, 2010. 258 p. (Coleção Comunicação). ISBN 978-85-349-3181-6

LÉVY, Pierre. Cibercultura. Tradução de Carlos Irineu da Costa. São Paulo: Editora 34, 1999. 264 p. (Coleção TRANS). ISBN 84-7326126-9

MERCADO, Luís Paulo Leopoldo. Pesquisa qualitativa on-line utilizando a etnografia virtual. Revista Teias, Rio de Janeiro, v. 13, n. 30, 2012. Disponível em: < http://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/revistateias/article/view/24276/17255>. Acessado em: 25 de maio. 2018

NETO, Antônio Oliveira; VERSUTI, Andrea; VAZ, Wesley. Perspectivas para o uso do Whatsapp Messenger no estímulo à aprendizagem dos sujeitos. In: COUTO, Edvaldo; PORTO, Cristiane; SANTOS, Edméa. App-learning: experiências de pesquisa e formação. Salvador: EDUFBA, 2016. 252 p. ISBN 978-85-232-1533-0

OLIVEIRA, Carloney Alves; MERCADO, Luís Paulo Leopoldo. Ensino de matemática utilizando o aplicativo QR Code no contexto das tecnologias móveis. In: COUTO, Edvaldo; PORTO, Cristiane; SANTOS, Edméa. App-learning: experiências de pesquisa e formação. Salvador: EDUFBA, 2016. 252 p. ISBN 978-85-232-1533-0

OLIVEIRA, Inês Barbosa. O campo de estudos do cotidiano e sua contribuição para a pesquisa em educação. In: SCHWARTZ, Cleonara Maria... [et al.]. Desafios da educação básica e pesquisa em educação. Vitória: EDUFES, 2007.

PRETTO, Nelson De Luca. Professores universitários em rede: um jeito hacker de ser. Motrivivência, Florianópolis, ano XXII, n. 34, 2010. Disponível em: <https://periodicos.ufsc.br/index.php/motrivivencia/article/view/16038/15850>. Acessado em 25 de maio. 2018

PRETTO, Nelson De Luca; BONILLA, Maria Helena Silveira. Construindo redes colaborativas para a educação. Belo Horizonte/MG, 2008.

PRIMO, Alex. Interações mediadas e remediadas: controvérsias entre as utopias da cibercultura e a grande indústria midiática. In: PRIMO, Alex. Interações em rede. Porto Alegre: Editora Sulina, 2013. 279 p. ISBN 9788520506837.

RAMOS, Bruna Sola; SCHAPPER, Ilka. (Des)atando os nós da pesquisa na abordagem histórico-cultural. In: FREITAS, Maria Teresa de Assunção; RAMOS, Bruna Sola (Orgs.). Fazer pesquisa na abordagem histórico-cultural: metodologias em construção. Juiz de Fora: Ed. UFJF, 2010, 196 p. ISBN 9788576720928

RECUERO, Raquel. Atos de ameaça à face e à conversação em redes sociais da internet. In: PRIMO, Alex (Org.). Interações em rede. Porto Alegre: Editora Sulina, 2013. 279 p. ISBN 9788520506837.

RECUERO, Raquel. A conversação em rede: comunicação mediada pelo computador e redes sociais na internet. Porto Alegre: Sulina, 2012. 238 p. ISBN 9788520506509

SANTAELLA, Lucia. Da cultura das mídias à cibercultura: o advento do pós-humano. Revista FAMECOS, Porto alegre, n. 22, 2003. Disponível em: <http://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/revistafamecos/article/viewFile/3229/2493>. Acessado em: 25 de maio. 2018

SANTAELLA, Lucia. A tecnocultura atual e suas tendências futuras. Signo y Pensamiento, v. 30, n. 60, p. 30-43, 2012. Disponível em: <http://revistas.javeriana.edu.co/index.php/signoypensamiento/article/download/2408/1692>. Acessado em: 25 de maio. 2018

SANTAELLA, Lucia; LEMOS, Renata. Redes sociais digitais: a cognição conectiva do Twitter. São Paulo: Paulus, 2010. 144 p. ISBN 9788534932394.

SANTOS, Edméa. Educação online como campo de pesquisa-formação: potencialida-des das interfaces digitais. In: SANTOS, Edméa; ALVES, Lynn. Práticas pedagógicas e tecnologias digitais. Rio de Janeiro: E-papers, 2009. 328 p. ISBN 85-76500-83-3

SANTOS, Edméa. A cibercultura e a educação em tempos de mobilidade e redes sociais: conversando com os cotidianos. In: FONTOURA, Helena Amaral; SILVA, Marco (Orgs.). Práticas pedagógicas, linguagem e mídias: desafios à Pós-graduação em Educação em suas múltiplas dimensões. Rio de Janeiro: ANPEd Nacional, 2011.

SANTOS, Edméa. Educação online para além da EAD: um fenômeno da cibercultura. In: SILVA, Marco; PESCE, Lucila; ZUIN, Antonio (Orgs.). Educação online: cenário, formação e questões didático- metodológicos. Rio de Janeiro: Wak, 2010, 384 p. ISBN 978-85-7854-093-7

SANTOS, Edméa. Formação de professores e cibercultura: novas práticas curriculares na educação presencial e a distância. Revista da FAEEBA – Educação e Contemporaneidade, Salvador, v. 11, n. 17, 2002. Disponível em: <http://www.ufjf.br/grupar/files/2014/09/Formacao_de_professores_e_Cibercultura.pdf>. Acessado em 25 de maio. 2018

SANTOS, Edméa; CARVALHO, Felipe Silva Ponte; PIMENTEL, Mariano. Mediação docente online para colaboração: notas de uma pesquisa-formação na cibercultura. ETD - Educação Temática Digital, Campinas, v. 18, n. 1, 2016. Disponível em: <https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/etd/article/view/8640749/12238>. Acessado em 25 de maio. 2018

SILVA, Marco. Formação de professores para a docência online. In: Actas do X CONGRESSO INTERNACIONAL GALEGO-PORTUGUÊS DE PSICOPEDAGOGIA. Braga: Universidade do Minho, 2009. ISBN- 978-972-8746-71-1

Publicado
2018-05-28
Como Citar
Lima, C. C. N., Carvalho, F. S. P., & Couto Junior, D. R. (2018). A linguagem emocional na prática docente online: implicações educacionais cotidianas. Revista Internacional De Educação Superior, 4(3), 542-557. https://doi.org/10.20396/riesup.v4i3.8652173