O processo de construção da profissionalidade docente

aspectos concernentes à formação inicial

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/riesup.v5i0.8653296

Palavras-chave:

Formação dos professores, Docência, Prática docente, Curso de pedagogia

Resumo

Este artigo foi escrito a partir de experiências e registros coletados ao longo de atividades de ensino ministradas a duas turmas do quarto ano do curso de Pedagogia de uma universidade do interior paulista. Seu objetivo principal reside em provocar reflexões sobre os aspectos da profissionalidade docente que se desenvolvem, ou deveriam se desenvolver, no âmbito da formação inicial de professores. Para tanto, realizou-se um estudo qualitativo de natureza empírica que contou com a apreciação de cinquenta produções escritas de licenciandos, analisadas segundo a técnica da Análise de Conteúdo e cotejadas com o referencial da área. As referidas produções foram orientadas por questões que problematizaram qual é o lugar da formação inicial no processo de constituição da profissionalidade docente, o que se pode antecipar sobre a atividade docente antes do efetivo ingresso profissional e quais são os elementos capazes de preparar o futuro professor para um início de carreira com segurança. Os resultados do estudo evidenciaram que os licenciandos reivindicam uma formação que articule com mais clareza a teoria e a prática e que os prepare melhor nos aspectos didático e comportamental para a inserção à docência.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Nathália Cristina Amorim Tamaio de Souza, Universidade Estadual de Campinas

Doutoranda em Educação pela Universidade Estadual de Campinas. Docente de Educação Básica na Escola SESI de Araraquara.

Flávia Graziela Moreira Passalacqua, Universidade Estadual Paulista

Doutora em Educação Escolar pela Universidade Estadual Paulista. Pesquisadora de Pós-doutorado e Vice-coordenadora do GEPFEC na Universidade Estadual Paulista.

Referências

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. Trad. Luís Antero Reto e Augusto Pinheiro. São Paulo: Edições 70, 2011. 280 p. ISBN: 9788562938047.

BRASIL. Ministério da Educação. Diretrizes para a Formação Inicial de Professores da Educação Básica em Cursos de Nível Superior. Brasília: MEC, 2000. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/basica.pdf. Acesso em: 18 jun. 2018.

ESTEVES, Manuela. Formação de professores: das concepções às realidades. In: CNE. A educação em Portugal (1986-2006): alguns contributos da investigação. Lisboa: Editorial do Ministério da Educação, 2007.267 p. ISBN: 978972836039.

GATTI, Bernardete Angelina et al. Por uma política nacional de formação de professores. São Paulo: Editora Unesp, 2013. 227 p. ISBN: 9788539304080.

GIMENO SACRISTÁN, José. Consciência e ação sobre a prática como libertação profissional dos professores. In: NÓVOA, António. Profissão professor. 2. ed. Porto: Porto, 1995. 191 p. ISBN: 9789720341037

GUARNIERI, Maria Regina. Permanências e novos desafios da formação inicial: contribuições da didática e práticas de ensino na preparação de professores. In: LEITE, Yoshie Ussami Ferrari et al. (Org.). Políticas de formação inicial e continuada de professores. Araraquara, SP: Junqueira&Marin, 2012. ISBN: 9788582030219.

GUARNIERI, Maria Regina (Org.). Aprender a ensinar: o caminho nada suave da docência. 2. ed. Campinas, SP: Autores Associados, 2005. 89 p. ISBN: 8574960047.

KISHIMOTO, Tizuko Morchida. Pedagogia e formação de professores(as) de Educação Infantil. Pró-Posições: Campinas, SP, v. 16, n. 3, 2005. Disponível em: https://www.fe.unicamp.br/pf-fe/publicacao/2333/48_artigos_kishimototm.pdf. Acesso em: 25 maio. 2018.

MARCELO GARCÍA, Carlos. Políticas de inserción en la docencia: de eslabón perdido a puente para el desarollo profesional docente. Programa de Promoción de la Reforma Educativa en América Latina y el Caribe (PREAL). Serie Documentos n.52, 2011. ISSN: 0718-6002.

MARCELO GARCÍA, Carlos. Formação de professores: para uma mudança educativa. Porto: Porto Editora, 1999. 272 p. ISBN: 9789720341525.

MIZUKAMI, Maria da Graça Nicoletti. Escola e desenvolvimento profissional da docência. In: GATTI, Bernardete Angelina et al. Por uma política nacional de formação de professores. São Paulo: Editora Unesp, 2013. 227 p. ISBN: 9788539304080.

NÓVOA, Antônio. Os professores e sua formação. Lisboa: Dom Quixote, 1992. 158 p. ISBN: 9789722010085.

ROLDÃO, Maria do Céu. Formar professores: os desafios da profissionalidade e o currículo. Brochura publicada pela Universidade de Aveiro, 2000.

SOUZA, Nathália Cristina Amorim Tamaio de; GUARNIERI, Maria Regina. O lugar da prática na formação inicial de professores: o conceito de preparo prático em contextos de inserção à docência no Brasil. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, SP, v. 11, n. 2, 2016. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/8465. Acesso em: 26 maio. 2018.

Publicado

2019-01-11

Como Citar

SOUZA, N. C. A. T. de; PASSALACQUA, F. G. M. O processo de construção da profissionalidade docente: aspectos concernentes à formação inicial. Revista Internacional de Educação Superior, Campinas, SP, v. 5, p. e019018, 2019. DOI: 10.20396/riesup.v5i0.8653296. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/riesup/article/view/8653296. Acesso em: 5 dez. 2021.

Edição

Seção

Relatos de experiências