Reforma universitária de Córdoba

impactos na América Latina e lições para o tempo presente

Palavras-chave: Educação, Movimento estudantil, Emancipação, Democracia, América Latina.

Resumo

Ao celebrar o centenário da Reforma Universitária que aconteceu em 1918 em Córdoba, na Argentina, trazemos ao debate a importância de estudar essa experiência de rebelião contra a hierarquia universitária, ao passo que destacamos também sua atualidade, principalmente no que diz respeito à necessidade de democratização da universidade e sua vinculação a classe trabalhadora e setores populares. Objetivamos contribuir para que essa experiência seja conhecida pela ampla maioria dos estudantes no Brasil, indicando também sua relevância para (re)construir um novo movimento estudantil numa perspectiva emancipadora. Para isso, realizamos uma revisão histórico-bibliográfica sobre o que propunha e o que significou a referida reforma em termos de autonomia e democratização, e que assinalou o nascimento de uma nova geração latino-americana, provocando agitações posteriores em outros países do subcontinente. Ressaltamos que essa experiência evidencia o papel ativo do movimento estudantil enquanto ator social na promoção de mudanças sociais pautadas por uma orientação inerente à luta de classes e na concretude da construção de um projeto que vislumbra uma nova hegemonia na sociedade. Como conclusões, destacamos a atualidade da luta pela democratização e o objetivo de vincular a universidade aos problemas da sociedade, terreno fértil para o desenvolvimento de uma educação emancipadora e popular.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jórissa Danilla Nascimento Aguiar, Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Pós-doutoranda em Ciências Sociais pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Professora do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais na Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Gonzalo Ádrian Rojas, Universidade Federal de Campina Grande

Doutor em Ciência Política pela Universidade de São Paulo. Professor da Universidade Federal de Campina Grande.

Referências

AGUIAR, Jórissa. Danilla. Os impactos da Revolução Russa no marxismo de J. C. Mariátegui. Tensões Mundiais, Fortaleza, v. 13, n. 24, p. 169-196, 2017.

FLORES GALINDO, Alberto. La agonia de Mariátegui. Lima: DESCO - Centro de Estudios y Promoción del Desarollo, 1980.

HAYA DE LA TORRE, Victor. Raúl. El Antimperialismo y el APRA. Lima: Publicação Oficial do APRA, 1985.

KAYSEL, André. Três Vozes, Duas Polêmicas e Um Problema: Mariátegui, Haya de La Torre, Julio Antonio Mella e as fundações do marxismo latino-americano. IV Seminário Discente da Pós-Graduação em Ciência Política da USP 2014. Disponível em: conferencias.fflch.usp.br/sdpscp/IVsem/paper/download/135/90.

KOHAN, Nestor.; De Inginieros al Che. Ensayos sobre el marxismo argentino y latinoamericano. Buenos Aires: Biblos; 2000.

LÖWY, Michael. O Marxismo na América Latina: uma antologia de 1909 aos dias atuais. 2ª. Edição. São Paulo: Editora Fundação Perseu Abramo, 2006.

MARIÁTEGUI, José Carlos. Por um socialismo indo-americano. Rio de Janeiro: Editora UFRJ, 2011.

MARIÁTEGUI, José Carlos. Sete ensaios de interpretação da realidade peruana. São Paulo: Expressão Popular, 2008.

MARX, Karl. Crítica à filosofia do direito de Hegel. Boitempo, São Paulo, 2005.

MANIFIESTO de la Federação Universitaria de Córdoba. [S.l.: s.n.], 1918. Disponível em: <http://www.reformadel18.unc.edu.ar/manifiesto.htm>. Acesso em: 12 jun. 2017.]

MOTA NETO, João. Paulo Freire e Orlando Fals Borda na genealogia da pedagogia decolonial latino-americana. Folios, 48, 3-13, 2018.

PORTANTIERO, Juan. Carlos., Estudiantes y política en América Latina. El proceso de la reforma universitaria (1918-1938). México: Siglo XXI; 1978.

REPÚBLICA ARGENTINA; Lei nº 8871 Eleitoral (Saenz Peña); Promulgada 26 de março de 1912.

ROMERO, Ricardo.; La lucha continua: el movimiento estudiantil argentino en el siglo XX. Buenos Aires: EUDEBA-FUBA; 1998.

UNIVERSIDADE NACIONAL DE CORDOBA. Manifesto Liminar. 1918 In https://www.unc.edu.ar/sobre-la-unc/manifiesto-liminar

Publicado
2019-01-31
Como Citar
Aguiar, J. D. N., & Rojas, G. Ádrian. (2019). Reforma universitária de Córdoba. Revista Internacional De Educação Superior, 5, e019029. https://doi.org/10.20396/riesup.v5i0.8653663
Seção
Artigos