Compreensão do uso de desenhos no processo de ensino aprendizagem para alunas do curso informatização

Palavras-chave: Educação criativa, Informatização, Informática básica.

Resumo

Esse artigo é resultado de um Projeto desenvolvido no âmbito do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE) -CampusCedro denominado “InformatizAção” que se materializa com a oferta de um curso específico para o público feminino na área de informática básica e também a inclusão digital dessas mulheres. O público-alvo do curso são mulheres com idade superior a 40 anos, que encontram-se em momento de vulnerabilidade digital e que residem na cidade de Cedro-CEEsta pesquisa tem por objetivo compreender como a utilização de desenhos - em um processo de abstração de conteúdos na disciplina de Informática - pode auxiliar no ensino aprendizagem das mulheres participantes do curso de extensão. O presente trabalho analisou a atividade de alunas do curso de Sistemas de Informação (SI) do IFCE - Campus Cedro, durante a aula inaugural do curso de informática básica. Neste trabalho foi utilizada a técnica de observação não participante.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Pedro Luis Saraiva Barbosa, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará

Mestrado em Engenharia de Software (2014). Atualmente é Professor EBTT Efetivo do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará - Campus Cedro.

           
Roberta da Silva, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará.

Rafaella Alves de Sousa, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará.

Referências

ADALBERTO, Edeli Machado l. Movimento makers e a aprendizagem criativa no ensino da matemática no fundamental I. In: ENCONTRO NACIONAL DE EDUCAÇÃO MATEMÁTICA, 12, 2016, São Paulo. Anais... . São Paulo: Sociedade Brasileira de Educação Matemática, 2016. v. 12, p. 1 - 8. Disponível em: http://www.sbem.com.br/enem2016/anais/pdf/8040_3907_ID.pdf. Acesso em: 10 set. 2017.

BALIEIRO, Keline. Morais. COSME, Luciana Balieiro; SILVA, Alana Mendes. CANGUSSU, Amanda Chaves Moreira & COSME, Luana Balieiro. Perfil do público-alvo do projeto de inclusão digital de mulheres. In: CONGRESSO NACIONAL DE EDUCAÇÃO, 12., 2015, Montes Carlos. Anais... . Curitiba: Educare, 2015 p.4632 - 4640. Disponível em: http://educere.bruc.com.br/arquivo/pdf2015/21673_11500.pdf. Acessado em: 01 de Nov. 2017.

BEINEKE, V. Aprendizagem criativa e educação musical: trajetórias de pesquisa e perspectivas educacionais. Educação, Santa Maria, v.37, p.45-60, 2012. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/reveducacao/article/view/3763/2710. Acessado em: 30 de Agosto de 2017.

BERGMANN, J. & SAMS, A. Sala de Aula Invertida - Uma metodologia Ativa de Aprendizagem. Rio de Janeiro: LTC, 2012.

BOSSA, Nadia. A. Dificuldades de aprendizagem: O que são? Como tratá-las? 1 Edição. Reimpressão/2007. São Paulo/ SP, 2000.

BORGES, L. P. C. Reflexões necessárias sobre a educação de jovens e adultos: perspectivas, desafios e possibilidades. Espaço do Currículo, v.2, n.1, p.137-155, MarçoSetembro/2009.

FAVA, Fabricio Mário. Maia. Fluke Repensando a gamificação para a aprendizagem criativa. 2016. 162 f. Tese (Doutorado) - Curso de Pós-graduados em Comunicação e Semiótica, Faculdade de Filosofia, Comunicação, Letras e Artes, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2016. Disponível em: https://sapientia.pucsp.br/handle/handle/19186. Acesso em: 20 set. 2017.

MARCONI, M. A. & LAKATOS, E. M. Fundamentos de metodologia científica. 8 ed. São Paulo: Atlas, 2017. MITJANS MARTÍNEZ, M. A. A criatividade como principio funcional da aula. En I. P. A. Veiga (Coord.), Aula: Gênese, Dimensões, princípios e práticas, p. 115–143. Campinas, Brasil: Papirus, 2008.

MITJANS MARTINEZ, Albertina. Creative learning: Challenges for pedagogical practice. CS, Cali , Brasil, n. 11, p. 311-341, jun./2013. Disponível em: http://www.scielo.org.co/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2011- 03242013000100011&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 5 ago. 2019.

PAIVA, M. R. F. PARENTE, J. R. F. BRANDÃO, I. R. & QUEIROZ, A. H. B. Metodologias ativas de ensino-aprendizagem: revisão integrativa. Sobral: SANARE, Ceará, v. 15, n. 02, p. 145-153. 2016. Disponível em: https://sanare.emnuvens.com.br/sanare/article/view/1049. Acessado em: 20 de set. 2017.

ZENI, J. ANTUNES, I. GATTI, I. & OLIVEIRA, M. A. Inclusão digital – informática terceira idade. SEMINÁRIO DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA DA REGIÃO SUL, 31. 2013. Anais... . Disponível em: https://repositorio.ufsc.br/bitstream/handle/123456789/116872/Educa%C3%A7%C3%A3o%20%20INCLUS%C3%83O%20DIGITAL%20%E2%80%93%20INFORM%C3%81TICA%20TERCEIRA%20IDADE%20%281%29.pdf?sequence=1&isAllowed=yAcessado em: 20 de Novembro de 2017.

Publicado
2019-10-11
Como Citar
Barbosa, P. L. S., Silva, R. da, & Sousa, R. A. de. (2019). Compreensão do uso de desenhos no processo de ensino aprendizagem para alunas do curso informatização. Revista Internacional De Educação Superior, 6, e020012. https://doi.org/10.20396/riesup.v6i0.8654762
Seção
Artigos