A aquisição de habilidades didático-pedagógicas de professores do ensino superior

Palavras-chave: Ensino superior, Formação de professores, Professor universitário.

Resumo

O objetivo deste artigo foi identificar as atividades que mais contribuem para a aquisição de habilidades didático-pedagógicas de professores dos cursos de graduação em Engenharia Civil, de Computação, Elétrica, Eletrônica e Mecânica em três campi de uma universidade pública do sul do Brasil. A metodologia de pesquisa utilizada foi o delineamento misto sequencial explanatório, no qual foram coletados dados quantitativos e, em seguida, para o aprofundamento destes resultados, foram realizadas entrevistas com professores. Os principais resultados mostram que a experiência adquirida no dia a dia consiste na principal fonte de contribuição para a aquisição de habilidades didático-pedagógicas, apesar de a legislação brasileira prever que a preparação para a docência no ensino superior se efetive em cursos Stricto Sensu.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Samoara Viacelli da Luz, Universidade Tecnológica Federal do Paraná

Doutora em Tecnologia pela Universidade Tecnológica Federal do Paraná. Professor adjunto da Universidade Tecnológica Federal do Paraná.

         
Herivelto Moreira, Universidade Tecnológica Federal do Paraná

 Doutorado em Educação - University Of Exeter.  Professor do Programa de Pós-graduação em Tecnologia da Universidade Tecnológica Federal do Paraná.

Referências

ABREU, M. C. T. A. D.; MASETTO, M. O professor universitário em aula: prática e princípios teóricos. São Paulo: Cortez, 1980. Coleção Educação Contemporânea.

ALMEIDA, M. I. D. Formação do professor do ensino superior: desafios e políticas. 1. ed. São Paulo: Cortez, 2012. 184 p. Coleção docência em formação: Ensino Superior.

AMBROSE, S. A.; NORMAN, M. Preparing engineering faculty as educators. The Bridge, v. 36, p. 25-32, Summer 2006. ISSN 2. Disponivel em: http://www.nae.edu/File.aspx?id=7396. Acesso em: 02 outubro 2015.

ANASTASIOU, L. D. G. C.; ALVES, L. P. Processos de ensinagem na universidade: pressupostos para as estratégias de trabalho em aula. 6. ed. Joinvile: UNIVILLE, 2006.

BATISTA, E. R. M. Políticas de formação para o professor do ensino superior. Políticas públicas e gestão da educação: construção histórica, debates contemporâneos e novas perspectivas. São Paulo: [s.n.]. 2011. p. 1-12.

BOA SORTE, P. Conceituando os saberes práticos de sobrevivência. The ESPecialist, v. 36, p. 7-26, 2015. ISSN 1. Disponivel em: https://revistas.pucsp.br/index.php/esp/article/download/21978/16136. Acesso em: 15 novembro 2017.

BRASIL. Lei 9394 de 20 de dezembro de 1996. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. [S.l.]: [s.n.], 1996. Disponivel em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L9394.htm. Acesso em: 17 junho 2019.

CAPES. Portaria 076, de 14 de abril de 2010 - Aprova o novo Regulamento do Programa de Demanda Social. Diário Oficial da União, 14 Abril 2010. 31. Acesso em: 28 maio 2017.

CASTANHO, M. E. L. M. Professores e inovações. In: CASTANHO, S.; CASTANHO, M. E. O que há de novo na educação superior: do projeto pedagógico à prática transformadora. Campinas: Papirus, 2000. Cap. 3, p. 75-94. Coleção Magistério: Formação e Trabalho Pedagógico.

CHARMAZ, K. A construção da teoria fundamentada [recurso eletrônico]: guia prático para análise qualitativa. Tradução de Joice Elias Costa. Porto Alegre: Artmed, 2009. Dados eletrônicos.

CRESWELL, J. W. Educacional research: planning, conducting, and evaluating quantitative and qualitative research. Upper Saddle River, New Jersey: Pearson Education, 2005.

CRESWELL, J. W. et al. Advanced mixed methods research designs. In: TASHAKKORI, A.; TEDDLIE C. Handbook on mixed methods in the behavioral and social sciences. Thousand Oaks: Sage Publications, 2003. p. 209-240.

CRESWELL, J. W.; PLANO CLARK, V. L. Pesquisa de métodos mistos. Tradução de Magda França Lopes. 2. ed. Porto Alegre: Penso, 2013.

CUNHA, M. |. Avaliação e poder na docência universitária: campos legitimados e saberes silenciados. Educação Unisinos., v. 5, n. 9, p. 103-128, jullho/ Dezembro 2004. Disponivel em: http://revistas.unisinos.br/index.php/educacao/article/view/6494. Acesso em: 20 janeiro 2015.

CUNHA, M. I. D. A docência como ação complexa. In: CUNHA, M. I. D Trajetórias e lugares de formação da docência universitária: da perspectiva individual ao espaço institucional. Araraquara: Junqueira&Marin, 2010. Cap. 1, p. 19-34.

DANTAS, C. M. M. Docentes engenheiros e sua preparação didático-pedagógica. Revista de Ensino de Engenharia, v. 33, p. 45-52, 2014. ISSN 2.

GARCIA, C. M. O professor iniciante, a prática pedagógica e o sentido da experiência. Formação Docente, Belo Horizonte, v. 2, p. 11-49, agosto/dezembro 2010. ISSN 3. Disponivel em: http://formacaodocente.autenticaeditora.com.br. Acesso em: 13 dezembro 2017.

GIL, A. C. Didática do ensino superior. São Paulo: Atlas, 2013.

GODOY, A. S. Revendo a aula expositiva. In: MOREIRA, D. A. Didática do ensino superior: técnicas e tendências. São Paulo: Pioneira, 2000.

GREENE, J. C.; CARACELLI, V. J.; GRAHAM, W. F. Toward a conceptual framework for mixed-method evaluation designs. Educacional Evaluation and Policy Analysis, v. 3, p. 255-274, 1989.

JOHNSON, A. M.; TURNER, L. A.. Data collection strategies in mixed methods research. In: TASHCAKKORI, A. M.; TEDDLIE, C. B. Handbook of mixed methods in social and behavioral research. Thousand Oaks: Sage Publications, 2003. p. 297-319.

LEITE, F. Raciocínio e procedimentos da Grounded Theory Construtivista. Questões Transversais - Revista de Epistemologias da Comunicação, p. 76-85, julho-dezembro 2015. Disponivel em: http://revistas.unisinos.br/index.php/questoes/article/view/11310. Acesso em: 02 março 2017.

LUZ, S. V. D.; MOREIRA, H. A formação pedagógica de docentes dos cursos de engenharia. Anais do II Simpósio Internacional sobre Desenvolvimento Profissional Docente. Curitiba: [s.n.]. 2015.

MADEIRA, M. C.; SILVA, R. M. A. D. Ensinar na universidade: didática para professores iniciantes. Petrópolis: Vozes, 2015.

MASETTO, M. T. Competência pedagógica do professor universitário. São Paulo: Summus, 2003.

MIRA, M. M.; ROMANOWSKI, J. P. Programas de inserção profissional para professores iniciantes: uma análise da produção científica do IV Congressso Internacional sobre Professorado Principiante e Inserção. Anais da X Anped Sul. Florianópolis: [s.n.]. 2014.

MOREIRA, H.; CALEFFE, L. G. Metodologia de pesquisa para o professor pesquisador. 2. ed. Rio de Janeiro: Lamparina, 2008.

MOREIRA, H.; GRAVONSKI, I.; ARANDA, A. As percepções dos alunos de engenharia sobre as práticas de avaliação da aprendizagem. Revista Iberoamericana de Evaluación Educativa, v. 5, n. 3, p. 275-290, 2012. Disponivel em: http://www.rinace.net/riee/numeros/vol5-num3/art16.html. Acesso em: 28 setembro 2015.

PIMENTA, S. G.; ANASTASIOU, L. D. G. C. Docência no ensino superior. 5. ed. São Paulo: Cortex, 2014.

PRYJMA, M. F.; OLIVEIRA, O. S. D. O desenvolvimento profissional dos professores da educação superior: sobre a aprendizagem para a docência. Educação e Sociedade, Campinas, v. 37, p. 841-857, jul-set 2016. ISSN 136. Disponivel em: http://www.scielo.br/pdf/es/v37n136/1678-4626-es-ES0101-73302016151055.pdf. Acesso em: 15 junho 2017.

RAMOS, W. R.; MARINQUE, A. L. Comunidade de Prática de Professores que ensinam matemática como espaço de negociações de significados sobre a resolução de problemas. Bolema, Rio Claro, v. 29, dezembro 2015. ISSN 53. Disponivel em: http://www.scielo.br/pdf/bolema/v29n53/1980-4415-bolema-29-53-0979.pdf. Acesso em: 17 dezembro 2017.

SAMPIERI, R. H.; COLLADO, C. F.; LUCIO, M. D. P. B. Metodologia de Pesquisa. Tradução de Daisy Vaz de Moraes. 5. ed. Porto Alegre: Penso, 2013.

SOUSA, G. B. D. Formação continuada de professores do ensino superior: composição organizativa da identidade docente. Universidade Federal de Pernambuco. Programa de Pós-graduação em Educação. Recife, p. 154. 2013.

SUHR, I. R. F. Formação continuada para a docência no ensino superior: concepçòes norteadoras e encaminhamento metodológico. Anais do 8 Congresso Nacional de Educação - EDUCERE. III Congresso Ibero-Americano sobre violência nas escolas - CIAVE. Curitiba: Edição Internacional. 2008.

TARDIF, M. Saberes docentes e formação profissional. 16. ed. Petrópolis: Vozes, 2014.

TASHAKKORI, A.; TEDDLIE, C. Handbook on mixed methods in the behavioral and social sciences. Thousand Oaks: Sage Publications, 2003.

VEST, C. M. Educating engineers for 2020 and beyond. The Bridge, v. 36, n. 2, p. 38-44, Summer 2006. Disponivel em: http://www.nae.edu/File.aspx?id=7396. Acesso em: 02 outubro 2015.

WENGZYNSKI, D. C.; TOZETTO, S. S. A formação continuada face a suas contribuições para a docência. Anais eletrônicos do 9 Seminário de Pesquisa em Educação da Região Sul. [S.l.]: [s.n.]. 2013.

Publicado
2019-11-05
Como Citar
Luz, S. V. da, & Moreira, H. (2019). A aquisição de habilidades didático-pedagógicas de professores do ensino superior. Revista Internacional De Educação Superior, 6, e020029. https://doi.org/10.20396/riesup.v6i0.8655869
Seção
Artigos