Para além do discurso dominante sobre a internacionalização da educação superior

entrevista com Dr.a Chrystal George Mwangi, professora associada da faculdade de educação da universidade de Massachusetts Amherst

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/riesup.v7i0.8660900

Palavras-chave:

Educação superior , Internacionalização, Pesquisa crítica

Resumo

A pesquisa em internacionalização da educação superior tem se configurado de forma predominantemente a-teórica e positivista: antes
orientada para a consecução de objetivos práticos do que preocupada com as estruturas nas quais a internacionalização opera, ou com seus dilemas e
contradições. Dr.a Chrystal George Mwangi, Professora Associada da Faculdade de Educação na University of Massachusetts Amherst, Estados
Unidos, é uma das vozes acadêmicas que tem questionado a ideia de internacionalização como `bem incondicional` frequentemente enfatizada
pelos discursos político e acadêmico dominantes. Nesta entrevista, conduzida em Junho de 2020, Dr.a George Mwangi reflete sobre internacionalização da educação superior de uma abordagem crítica,
tratando de temas como os impactos da escolha de como engajar nesse processo; os desafios de ser um técnico-acadêmico; e o papel da internacionalização no contexto da pandemia do Covid-19.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fernanda Geremias Leal, Universidade Federal de Santa Catarina

Doutora em Administração pela Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), com doutorado-sanduíche no Center for International Higher Education (CIHE), Boston College (BC), Estados Unidos (2018-2020). Mestre em Administração e bacharel em Secretariado Executivo Inglês pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). 

Referências

GEORGE MWANGI, C. A. Partner Positioning: Examining International Higher Education Partnerships Through a Mutuality Lens. The Review of Higher Education, v. 41, n. 1, Fall 2017, p. 33-60. 2017.

KNIGHT, J. Is internationalisation of higher education having an identity crisis? In: MALDONADO-MALDONADO, A.; BASSETT, R. M. (Eds.). The forefront of international higher education: A festschrift in honor of Philip G. Altbach. The Netherlands: Springer Science & Business Media, 2014. p. 75–87.

LEAL, F. Bases epistemológicas dos discursos dominantes de “internacionalização da educação superior” no Brasil. Doutorado (Programa de Pós-graduacão em Administração). Florianópolis: Universidade do Estado de Santa Catarina, 2020.

LIMA, M. C.; CONTEL, F. B. Internacionalização da educação superior: nações ativas, nações passivas e geopolítica do conhecimento. 1. ed. São Paulo: Alameda, 2011.

MIGNOLO, W. Desafios decoloniais hoje. Epistemologias do Sul, v. 1, n. 1, p. 12–32, 2017.

NAFSA. About NAFSA. Disponível em: https://www.nafsa.org/about/about-nafsa/history- nafsa-association-international-educators. Acesso em: 8 ago 2020.

STEIN, S. Internationalization for an uncertain future: tensions, paradoxes, and possibilities. The Review of Higher Education, v. 41, n. 1, p. 3–32, 2017.

USAID. USAid History. Disponível em: https://www.usaid.gov/who-we-are/usaid-history. Acesso em: 8 ago 2020.

Publicado

2021-01-20

Como Citar

LEAL, F. G. Para além do discurso dominante sobre a internacionalização da educação superior: entrevista com Dr.a Chrystal George Mwangi, professora associada da faculdade de educação da universidade de Massachusetts Amherst. Revista Internacional de Educação Superior, Campinas, SP, v. 7, p. e021035, 2021. DOI: 10.20396/riesup.v7i0.8660900. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/riesup/article/view/8660900. Acesso em: 17 out. 2021.

Edição

Seção

Entrevista