Internacionalização em casa como hub na educação superior

uma proposta de formação

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/riesup.v9i00.8668387

Palavras-chave:

Internacionalização em casa, Educação superior, Formação para a internacionalização

Resumo

Este texto de pesquisa tem como objetivo socializar uma experiência de formação de docentes e de servidores técnicos administrativos de uma Instituição de Ensino Superior para a internacionalização em casa. O foco do curso foi a familiarização dos participantes com as concepções teóricas e práticas que circundam o tema de internacionalização em casa, incluindo questões administrativas e linguísticas, além de análise e de ideação de práticas de internacionalização. Seguindo uma perspectiva metodológica qualitativa, as percepções da professora formadora foram registradas em notas de campo ao longo do curso e as opiniões dos demais participantes foram coletadas por meio de questionários semiestruturados ao final do curso. Os resultados apontam para a pertinência dos objetivos do curso e para a qualidade dos módulos propostos. Enquanto motivos externos à ingerência dos participantes, como falta de tempo e período da oferta, conduziram à desistência, motivos relacionados à qualidade da proposta pedagógica e a questões de mediação e interação levaram à permanência. Conclui-se que atividades de formação dessa natureza são imprescindíveis para que instituições de Educação Superior no Brasil possam mobilizar aliados em suas próprias instituições para fomentar a internacionalização em casa. Como contribuição do texto de pesquisa para os leitores interessados no tema, destaca-se a identificação de boas práticas para a oferta de cursos de formação dessa natureza, que devem considerar: a heterogeneidade do conhecimento prévio, a socialização de experiências e a percepção da identidade institucional.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Valeska Virgínia Soares Souza, Universidade Federal de Uberlândia

Doutora em Estudos Linguísticos pela Universidade Federal de Minas Gerais. Pós-doutoranda na área de internacionalização pela Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”.

José Celso Freire Junior, Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”

Doutor em Engenharia de Software pela Universidade Joseph Fourier da França. Professor Associado na Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”.   

Referências

ABAD, L. C. Internacionalização integral na gestão universitária. In: MOROSINI, M. (Org.). Guia para internacionalização universitária. Porto Alegre: ediPUCRS, 2019. p. 67-81. ISBN 978-85-397-1305-9.

BARANZELI, C. Modelo de internacionalização em casa – IaH. In: MOROSINI, M. (Org.). Interfaces da Educação a Distância na Internacionalização em casa. 2019. p. 187-201. ISBN 978-85-397-1305-9.

BASSET, R. M. From university to multiversity to omniversity: HEIS as hubs for dynamic development. In: LAND, H. V.; CORCORAN, A.; IANCU, D. C. (Ed.). The promise of higher education: essays in honour of 70 years of IAU. 2021. p. 401-406. ISBN-13 978-3030672478. DOI: https://doi.org/10.1007/978-3-030-67245-4_59

BAUMVOL, L. Advancing internationalization at home from different roles: an interview with Dr. Jos Beelen. SFU Educational Review, v. 13, n. 3, 2019. p. 48-53. Disponível em: https://journals.lib.sfu.ca/index.php/sfuer/article/view/1105. Acesso em 31 jan. 2022. DOI: https://doi.org/10.21810/sfuer.v12i3.1105

BEELEN, J.; JONES, E. Redefining internationalization at home. In: CURAJ, A et. al. (Ed.) The European Higher Education Area, 2015. p. 59-73. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/312862761_Redefining_Internationalization_at_Home. Acesso em 31 jan. 2022. DOI: https://doi.org/10.1007/978-3-319-20877-0_5

BEELEN, J.; LEASK, B. Enhancing the engagement of academic staff in international education. Proceedings of a Joint IEAA-EAIE Symposium, 2010. p. 1-16. Disponível em: https://research.hva.nl/en/publications/enhancing-the-engagement-of-academic-staff-in-international-educa. Acesso em 31 jan. 2022.

CRESWELL, J. W. Projeto de pesquisa: métodos qualitativo, quantitativo e misto. 3. ed. Porto Alegre: Bookman, 2010. 296 p. ISBN 9788536323008.

CROWTHER, P. et al. Internationalisation at home: a position paper. Amsterdam: European Association for International Education (EAIE), 2000. 46 p. ISBN 90-74721-16-8.

DE WIT, H. Internationalisation in higher education, a critical review. Simon Fraser University Educational Review, v. 12, n. 3, Fall 2019. p. 9-17. Disponível em: https://journals.lib.sfu.ca/index.php/sfuer/article/view/1036. Acesso em 31 jan. 2022. DOI: https://doi.org/10.21810/sfuer.v12i3.1036

DE WIT, H.; HUNTER, F.; HOWARD, L.; EGRON-POLAK, E. Internationatisation of higher education. Brussels: European Parliament, 2015. 326 p. ISBN 978-92-823-7846-5.

DENZIN, N. K.; LINCOLN, Y. O. O planejamento da pesquisa qualitativa: teorias e abordagens. Tradução de Sandra Regina Netz. 2 ed. Porto Alegre: Artmed, 2006. 432 p. ISBN 85-363-0663-7.

DIAS, G. P. et al. Between promises and pitfalls: the impact of mobility on the internationalization of higher education. Journal of further and higher education, 2020. p. 1-16. Disponível em: https://www.tandfonline.com/doi/abs/10.1080/0309877X.2020.1735321. Acesso em 31 jan. 2022. DOI: https://doi.org/10.1080/0309877X.2020.1735321

DÖRNYEI, Z. Questionnaires in second language research: construction, administration and processing. Mawah, New Jersey, London: Lawrence Erlbaum Associates, 2003. 165 p. ISBN 0-8058-3908-9.

ELY, M.; VINZ, R.; DOWNING, M.; ANZUL, M. On writing qualitative research: living by words. London, Reino Unido e Filadélfia, EUA: Routledge Falmer, [1997] 2001. 424 p. ISBN 0-203-45142-2.

FREIRE JUNIOR, J. C.; MASSINI-CAGLIARI, G.; PUTTI, F. F.O Programa BraVE na Unesp: uma visão institucional para a internacionalização em casa. In: SALOMÃO, A. C. B.; FREIRE JUNIOR, J. C. Perspectivas de Internacionalização em Casa: intercâmbio virtual por meio do programa BRAVE/UNESP. São Paulo: Cultura Acadêmica, 2020. p. 13-30. ISBN 978-65-86546-57-6.

GOROVITZ, S.; UNTERBÄUMEN, E. H. (Org.) Políticas e tendências de internacionalização no ensino superior no Brasil. Brasília (DF): Editora UNB, 2018. 283 p. ISBN-13 978-65-5846-156-2.

GUIMARÃES, F. F.; MENDES, A. R. M.; RODRIGUES, L. M.; PAIVA, R. S. S.; FINARDI, K. R. Internationalization at home, COIL and intercomprehension: for more inclusive activities in the global south. Simon Fraser University Educational Review, v. 12, n. 3, fall 2019. p. 90-109. Disponível em: https://journals.lib.sfu.ca/index.php/sfuer/article/view/1019. Acesso em 31 jan. 2022. DOI: https://doi.org/10.21810/sfuer.v12i3.1019

HUDZIK, J. Comprehensive internationalization: from concept to action. NAFSA: Association of International Educators. Washington, D.C, 2011. Disponível em: http://www.nafsa.org/_/File/_/downloads/cizn_concept_action.pdf. Acesso em 31 jan. 2022.

HUDZIK, J. K. Comprehensive internationalization: institutional pathways to success. Oxon; New York: Routledge, 2015a. 279 p. ISBN 978-1-138-77854-2.

HUDZIK, J. K. Integrating institutional policies and leadership for 21st century internationalization. International Higher Education, n. 83, 2015b. p. 5-7. Disponível em: https://ejournals.bc.edu/index.php/ihe/article/view/9075. Acesso em 31 jan. 2022. DOI: https://doi.org/10.6017/ihe.2015.83.9075

HUNTER, F. Training administrative staff to become key players in the internationalization of higher education. International Higher Education, n. 92, 2018. p. 16-17. Disponível em: https://ejournals.bc.edu/index.php/ihe/article/view/10280. Acesso em 31 jan. 2022. DOI: https://doi.org/10.6017/ihe.2018.92.10280

KNIGHT, J. Internationalization remodeled: Definitions, rationales, and approaches. Journal for Studies in International Education, v. 8, n. 1, 2004. p. 5-31. Disponível em: https://journals.sagepub.com/doi/10.1177/1028315303260832. Acesso em 31 jan. 2022. DOI: https://doi.org/10.1177/1028315303260832

KNIGHT, J. The internationalization of Higher Education: complexities and realities. In: TERREFA, D.; KNIGHT, J. Higher education in Africa: the international dimension. Massachusetts, USA: Boston College, 2008. ISBN 9988589409 9789988589400.

KNIGHT, J. Internacionalização da educação superior: conceitos, tendências e desafios. 2 ed. E-book. São Leopoldo: Oikos Editora, 2020. 221 p. ISBN 978-65-86578-51-5.

LEASK, B. Using formal and informal curricula to improve interactions between home and international students. Journal of Studies in International Education, v. 13, n. 2, 2009. p. 205-221. Disponível em: https://bityli.com/Nxpd2. Acesso em: 31 jan. 2022. DOI: https://doi.org/10.1177/1028315308329786

LEASK, B. Internationalizing the curriculum. New York: Routledge, 2015. 208 p. ISBN 9780415728157. DOI: https://doi.org/10.4324/9781315716954

LUNA, J. M. F. (Org.) Internacionalização do currículo: educação – interculturalidade – cidadania global. Campinas, SP: Pontes, 2016. 332 p. ISBN 9788571137387.

MARINONI, G. Internationalization of Higher Education: an evolving landscape, locally and globally. IAU 5th Global Survey. DUZ medienhaus, 2019. Disponível em: https://www.iau-aiu.net/IMG/pdf/iau_5th_global_survey_executive_summary.pdf. Acesso em 31 jan. 2022.

NILSSON, B. Internationalisation at home from a Swedish perspective. Journal of Studies in International Education, v. 7, n. 1, 2003. p. 27-40. Disponível em: https://journals.sagepub.com/doi/abs/10.1177/1028315302250178. Acesso em 31 jan. 2022. DOI: https://doi.org/10.1177/1028315302250178

PROCTOR, D.; RUMBLEY, L. E. The future agenda for internationalization in higher education: next generation insights into research, policy and practices. Oxon; New York: Routledge, 2018. 266 p. ISBN 9781138289796. DOI: https://doi.org/10.4324/9781315266909

RUMBLEY, L. Intelligent internationalisation: a 21st century imperative. University World News, 2015. Disponível em: https://www.universityworldnews.com/post.php?story=20150414062211377. Acesso em 31 jan. 2022. DOI: https://doi.org/10.6017/ihe.2015.80.6146

SHARIPOV, F. Internationalization of higher education definition and description. Mental Enlightenement Scientific-methodological Journal, v. 2020, n. 1, art. 47, 2020. p. 127-138. Disponível em: https://uzjournals.edu.uz/tziuj/vol2020/iss1/47/. Acesso em 31 jan. 2022.

SCHILLER, A.; ROWAND, R. Staff exchange programmes and campus internationalization. Mobility, Policy & Strategy. EAIE, 2015. Disponível em: https://www.eaie.org/blog/staff-exchange-programmes-and-campus-internationalisation.html. Acesso em 31 jan. 2022.

WOJENSKI, C. P. Internationalization disrupted: collaborative online international learning as a stop-gap and a solution. Academia Letters, article 1503, 2021. p. 1-4. Disponível em: https://www.scilit.net/article/f77657e6cb8443cad3eb5bb69be237f7. Acesso em 31 jan. 2022.

Publicado

2022-09-22

Como Citar

SOUZA, V. V. S.; FREIRE JUNIOR, J. C. Internacionalização em casa como hub na educação superior: uma proposta de formação. Revista Internacional de Educação Superior, Campinas, SP, v. 9, n. 00, p. e023037, 2022. DOI: 10.20396/riesup.v9i00.8668387. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/riesup/article/view/8668387. Acesso em: 29 jan. 2023.

Edição

Seção

Relatos de experiências