Integração experiencial e dêixis locativa: O papel discursivo dos gestos

  • Maíra Avelar Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia
  • Lilian Ferrari Universidade Federal do Rio de Janeiro
Palavras-chave: Dêixis. Integração experiencial. Gestos.

Resumo

Este trabalho enfoca os dêiticos locativos ‘aqui’ e ‘lá’ no discurso político, a partir de dados vídeogravados do português brasileiro. Com base no arcabouço teórico da Linguística Cognitiva, a análise conjuga construtos associados à Teoria dos Espaços Mentais e à Gramática Cognitiva, retomando a noção de Integração Conceptual (FAUCONNIER & TURNER, 2002), e a noção a ela relacionada de Integração Experiencial (AUCHLIN, 2013), bem como a operação de construal, a partir de um de seus desdobramentos em termos do conceito de focalização, baseado na dicotomia figura-fundo (LANGACKER, 1991, 2008, 2013). Com o objetivo de caracterizar o significado emergente no espaço-mescla, investiga-se a articulação entre usos dos dêiticos ‘aqui’ e ‘lá’ e configurações gestuais concomitantes. Os resultados da análise evidenciam que usos discursivos desses dêiticos emergem da integração entre um espaço de input conceptual, correspondente à estrutura linguística do dêitico, e um espaço de input experiencial, referente a configurações gestuais específicas. A integração desses espaços permite que o falante selecione trechos de seu discurso para colocar em proeminência.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maíra Avelar, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia
Professora Adjunta (UESB), Doutora e mestre em Linguística e Língua Portuguesa (PUC Minas) e Graduada em Letras (Português/Licenciatura -UFMG). Atua no Departamento de Estudos Linguísticos e Literários, ministrando disciplinas na Graduação, sobretudo na Área de Linguística de Texto.
Lilian Ferrari, Universidade Federal do Rio de Janeiro
Possui Graduação em Psicologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1980), Mestrado em Linguística pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1985), Doutorado em Linguística pela University of Southern California, Los Angeles/Universidade Federal do Rio de Janeiro (1994), e Pós-doutorado na University of California, Berkeley (2006). Atualmente é Professora Titular do Departamento de Linguística e Filologia, e membro permanente do Programa de Pós-Graduação em Linguística da Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Referências

AUCHLIN, A. Prosodic Iconicity and Experiential Blending. In: HANCIL, S. (Ed.) Prosody and Iconicity. Amsterdam: John Benjamins, 2013.

AVELAR, M. O papel dos gestos de apontar na construção da dêixis multimodal: dos usos concretos aos usos abstratos. Revista LinguíStica, v. 1, n. 12, 2016, p.161-176.

BRESSEM, J. et al. A liguistic perspective on the notation of form features in gestures. In: MÜLLER, C. et al (Eds.) Body – Language – Communication: An International Handbook in Multimodality in Human Interaction. Berlin, New York: Mouton de Gruyter. 2013, p. 1079-1099.

CIENKI, A. Image Schemas and Gestures. In: HAMPE, B; GRADY, J. (Eds.). From Perception to Meaning: Image Schemas in Cognitive Linguistics. Berlin, New York: Mouton de Gruyter. 2005, p. 421-442.

FAUCONNIER, G. e TURNER, M. The way we think; conceptual blending and the mind’s hidden complexities. New York: Basic Books, 2002.

HOPPER, P e THOMPSON, S. Transitivity in grammar and discourse. Language 56, 1980, 251-299.

HUTCHINS, E. Material anchors for conceptual blending. Journal of Pragmatics 37, 2005, 1555-1577.

KENDON, A. Gesture: visible action as utterance. Cambridge: Cambridge University Press.

LANGACKER, R. Foundations of Cognitive Grammar (Descriptive Applications), v. II. Stanford: Stanford University Press, 1991.

LANGACKER, R. Cognitive Grammar: a basic introduction. New York: Oxford University Press, 2008.

LANGACKER, R. Essentials of Cognitive Grammar. Oxford: Oxford University Press, 2013.

LEVINSON, S. Pragmatics. Cambridge: Cambridge University Press, 1983.

MARMARIDOU, S. Pragmatic meaning and cognition. Amsterdam/Philadelphia: John Benjamins Publishing Co, 2000.

MC NEILL, D. Hand and Mind: What Gestures Reveal about Thought. Chicago: Chicago University Press, 1992.

MC NEILL, D.; CASSELL, J; LEVY, E.T. Abstract deixis. Semiotica, v. 95, n.1. Berlin: Walter de Gruyter, 1993, p. 5-19.

MIRANDA, M. A. A emergência de metáforas multimodais no discurso político-eleitoral: análise de variáveis verbais, prosódicas e gestuais em debates de segundo turno às eleições presidenciais de 2010. Tese de Doutorado. Programa de Pós-Graduação em Letras, PUC Minas, 2013.

TUGGY, D. Schemacity. In: GEERAERTS, D; CUYCKENS, H. The Oxford Handbook of Cognitive Linguistics. Oxford: Oxford University Press, 2007, p. 82-116.

TURNER, M. Conceptual Integration. In Geeraerts, D. & Cuyckens, H. (eds.). The Oxford Handbook of Cognitive Linguistics, 2007, 377-393.

SLOETDJES, H., & WITTENBURGH, P. ELAN. Version 4.8.1, retrievied 20 November 2014 from http://tla.mpi.nl/tools/tla-tools/elan/ by Max Planck Institute for Psycholinguistics, The Language Archive, Nijmegen, The Netherlands, 2008.

Publicado
2017-04-26
Como Citar
Avelar, M., & Ferrari, L. (2017). Integração experiencial e dêixis locativa: O papel discursivo dos gestos. Cadernos De Estudos Lingüísticos, 59(1), 73-89. https://doi.org/10.20396/cel.v59i1.8648300
Seção
A questão da referência e do contexto na interface multimodal cognição-discurso-interação