Qualitative Research in Neurolinguistics: the case of Word Finding Difficulties and related phenomena

Autores

  • Rosana do Carmo Novaes Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/cel.v60i2.8653310

Palavras-chave:

Neurolinguística Discursiva. Afasia. Dificuldades para Encontrar Palavras (WFD). Pesquisa Qualitativa.

Resumo

Este artigo visa apresentar e discutir fenômenos relacionados às chamadas "Dificuldades de Encontrar Palavras" (WFD), dentre os quais a produção de fala telegráfica, de parafasias, de paralexias, as palavras na ponta da língua (da expressão em inglês: Tip-of-the tongue - TOT) e a emergência desses fenômenos nos processos de envelhecimento normal. Em contraste com a abordagem quantitativa e estatística dessas questões, por meio de instrumentos psicométricos, argumentamos a favor da análise qualitativa de episódios dialógicos, buscando uma melhor compreensão do funcionamento semântico-lexical. Os princípios teóricos, metodológicos e éticos do estudo fundamentam-se, principalmente, nos postulados de Coudry ([1986], 1988), desde a publicação do Diário de Narciso: discurso e afasia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rosana do Carmo Novaes, Universidade Estadual de Campinas

Profa. Dra. do Departamento de Linguística do Instituto de Estudos da Linguagem.

Referências

ABAURRE, M. B. (1996). Os estudos linguísticos e a aquisição da escrita [The linguistic studies and the acquisition of writing]. In: CASTRO, M. F. (Org.) O Método e o Dado no Estudo da Linguagem, p. 111- 164. Campinas: Editora da Unicamp.

ALGAVE, D. (2012). Alterações de linguagem nas epilepsias: um estudo neurolinguístico [Language alterations in epilepsies: a neurolinguistic study]. Dissertação de Mestrado (Inédita). Instituto de Estudos da Linguagem, UNICAMP.

ANDRÉ, M. (1984). Estudo de caso: seu potencial na educação [Case study: its potential in Narciso’s Diary: assessment and language longitudinal follow-up of aphasic subjects from a discursive perspective education]. Cadernos de Pesquisa, n. 49, p. 51-54.

BAKHTIN, M. ([1929] 1997). Os gêneros do discurso. In Estética da Criação Verbal. [Speech Genres & Other Late Essays]. São Paulo. Martins Fontes.

BAKHTIN, M. (1984). Problems of Dostoievsky’s poetics. Minneapolis: University of Minnesota Press.

BEILKE, H. M. (2009). Linguagem e Memória na Doença de Alzheimer: Contribuições da Neurolinguística para a Avaliação de Linguagem [Language and Memory in Alzheimer Disease: Contributions from Neurolinguistics to Language Assessment]. Dissertação de Mestrado (Inédita). Instituto de Estudos da Linguagem, UNICAMP.

BOCCATO, D. (2018). Paralexia: compreendendo o fenômeno a partir de um estudo de caso no contexto das aphasias [Paralexia: understanding the phenomenon from a case study]. Dissertação de Mestrado (Inédita). Instituto de Estudos da Linguagem, UNICAMP.

BURKE, D. M.; SHAFTO, M. A. (2004). Aging and language production. Curr Dirr Psychol Sci, v. 13, n. 1, p 21-24.

CAMILLO, M. (2017). Avaliação neurolinguística na Doença de Parkinson: um estudo com sujeitos submetidos à estimulação cerebral profunda [Neurolinguistic assessment in Parkinson Disease: a study with subjects submitted to DBS]. Tese de Doutorado (Inédita). Instituto de Estudos da Linguagem, UNICAMP.

CANGUILHEM, G. (1985). O normal e o patológico [On the normal and the pathological]. Ed. Forense Universitária, Rio de Janeiro, RJ.

COUDRY, M. I. H. (1986). Diário de Narciso: avaliação e acompanhamento longitudinal de linguagem de sujeitos afásicos de uma perspectiva discursiva. Tese de Doutorado. [Narciso’s Diary: [Narciso’s Diary: assessment and language longitudinal follow-up of aphasic subjects from a discursive perspective] Instituto de Estudos da Linguagem, IEL/UNICAMP. Campinas, SP.

COUDRY, M. I. H. ([1988] 2001). Diário de Narciso – discurso e afasia. [Narciso’s Diary: discourse and aphasia]. Martins Fontes. IEL/UNICAMP. Campinas.

COUDRY, M. I. H. (1996). O que é o dado em neurolinguística? [What is the data in Neurolinguistics] In: Castro, M. F. (1996). O método e o dado no estudo da linguagem, pp. 179-194, Editora da Unicamp, Campinas, São Paulo, Brasil.

COUDRY, M. I. H. (2002). Linguagem e afasia: uma abordagem discursiva da Neurolinguística. [Language and aphasia: a discursive approach to Neurolinguistics] In Cadernos de Estudos Linguísticos, Vol. 42, p. 99-129.

COUDRY, M. I. H. (2008). Neurolinguística Discursiva; Afasia como tradução [Discursive Neurolinguistics: aphasia as translation]. Estudos da Língua(gem), Vol. 6 (2), p. 7-36.

COUDRY, M.I; NOVAES-PINTO, R. C. (1994). Análise Neurolinguística de Dados de Versões Protocolares [Neurolinguistic Analysis of Data of P. In: Anais do GEL, Vol. XXIV, p. 192-197.

DAMICO, J. SIMMONS-MACKIE, N., OELSCHLAEGER, M., ELMAN, R.; ARMSTRONG, E. (1999a). Qualitative methods in aphasia research: basic issues. Aphasiology, Vol. 13 ( N. 9- 11), p. 651-665.

DAMICO, J.; OELSCHLAEGER, M.; SIMMONS-MACKIE, N. (1999b). Qualitative methods in aphasia research: conversation analysis. Aphasiology, Vol. 13, n. 9-11, p. 667-679.

FRANCHI, C. (1977). Linguagem – atividade Constitutiva. [Language – Constitutive Activity] Almanaque, 5. São Paulo, SP

FREITAS, M. T. (2010). No fluxo dos enunciados, um convite à pesquisa [In the chain of utterances, an invitation to research]. In: FREITAS, M.T.; RAMOS, B. Fazer pesquisa na abordagem histórico-cultural: metodologias em construção. Juiz de Fora: Editora UFJF.

GIL, A. C. (1995). Métodos e Técnicas da Pesquisa Social [Methods and Techniques of Social Research]. São Paulo: Atlas Editora.

GOODGLASS, H. (1976). Agrammatism. In: Whitaker & Whitaker (Eds.): Studies in Neurolinguistics (Vol. 1). New York: Academic Press.

GRODZINSKY, Y. (1984). The syntactic characterization of Agrammatism. In Cognition, 16, p. 99-120.

JAKOBSON, R. (1954). Dois aspectos da linguagem e dois tipos de afasias. In: Linguística e Comunicação. [Linguistics and Communication]. São Paulo: Cultrix.

JACKSON, J. H. (1874). On the Nature of the Duality of the Brain. The Medical Press and Circular, 1, 41-44.

KEARNS, K. (1999). Qualitative research methods in aphasia: a welcome addition. Aphasiology, Vol. 13, n. 9-11, p. 649-650.

LEONTIEV, A. N. (1982). Activity and Consciouness. Philosophy in the USSR, Problems of Dialectial Materialism. Progress Publishers, Moscow, p. 180-202.

LIMA, A. R. (2017). As palavras funcionais na chamada “fala telegráfica” em enunciados de sujeitos afásicos. [The functional words in the so-called “telegraphic speech in aphasic subjects’ utterances]. Dissertação de Mestrado. Inédita. IEL/UNICAMP.

LIMA, A. R.; NOVAES-PINTO, R. C. (2017). “A chamada 'fala telegráfica' e sua relação com as dificuldades de encontrar palavras: uma reflexão a partir de enunciados de sujeitos afásicos não-fluentes. [The so-called ‘telegraphic speech’ and its relation with word finding difficulties]. Revista Estudos Linguísticos. Vol. 46 (2). p. 715-729.

LURIA, A. (1973). The working brain. Penguin Books, London.

LURIA, A. (1976). Cognitive Development: its cultural and social foundations. Harvard University Press, Cambridge Massachusetts.

LURIA, A. (1977). Neuropsychological studies in aphasia. Sweets & Zeitlinger Ed., Amsterdam.

LURIA, A. (1986). Pensamento e Linguagem: as últimas conferências de Luria. [Thought and Language: the last conferences of Luria]. Artes Médicas Editora. Porto Alegre, RS.

LYON, J. (1999). A commentary on qualitative research in afasia. Aphasiology. Vol. 13, n. 9-11, p. 689-690.

MAZUCHELLI, L. (2013). O efeito de práticas sociais com leitura e escrita no caso de uma afasia progressiva. [The effect of social practice with reading and writing in a progressive aphasia case]. Dissertação de Mestrado. Unicamp, Campinas, SP.

MAZUCHELLI, L. (2017). A Dificuldade de Encontrar Palavras: inferências a partir da análise qualitativa de entrevistas com sujeitos idosos. [WFD: inferences from the qualitative analysis of interview with aged subjects]. Estudos Linguísticos, Vol. 46 (2), p. 730-744.

MAZUCHELLI, L. (2018). A linguagem nos processos de envelhecimento normal e patológico na perspectiva da Neurolinguística [Language in the processes of normal and pathological aging in the perspective of Neurolinguistics]. Versão para qualificação de tese. Fapesp/Relatório Parcial.

MICELI, G. (2001). Disorders of Single Word Processing. Journal of Neurology, n. 248, p. 658–664.

NOVAES-PINTO, R. C. (1992). Agramatismo: contribuições para o estudo do processamento normal da linguagem. [Agrammatism: contributions to the study of language normal processing] Dissertação de Mestrado. (Inédita), IEL/UNICAMP.

NOVAES-PINTO, R. C. (1997). Agramatismo e processamento normal da linguagem [Agrammatism and language normal processing]. Cadernos de Estudos Linguísticos, Vol. 32, p. 73-85.

NOVAES-PINTO, R. C. (1999). Contribuição dos estudos discursivos para uma análise crítica das categorias clínicas. [The contribution of discursive studies for a critical analysis of clinical categories]. Tese de Doutorado. Inédita. Instituto de Estudos da Linguagem. UNICAMP, Campinas, S.P.

NOVAES-PINTO, R. C. (2008). Preconceito Linguístico e Exclusão Social. [Linguistic Prejudice and Social Exclusion]. Avesso do Avesso: Revista de educação e cultura. Faculdade da Fundação Educacional de Araçatuba/SP (ISSN: 1678-7862), Vol. 5, n. 5, p. 8 – 36, Araçatuba, SP, 2009.

NOVAES-PINTO, R. C. (2009). Dificuldades para encontrar palavras e produção de parafasias nas afasias e nas demências: inferências para o estudo do funcionamento semântico-lexical e sua organização em redes semânticas [Word Finding Difficulties and the production of paraphasias in afasia and in dementia: inferences to the study of semantic-lexical functioning and its organization in semantic categories]. (Inédito). Projeto de Pesquisa, CNPq.

NOVAES-PINTO, R. C. (2012a). Cérebro, linguagem e funcionamento cognitivo na perspectiva sócio-histórico-cultural: inferências a partir do estudo das afasias. [Brain, language and cognitive functionin in the sócio-historical-cultural perspective] Letras de Hoje. Vol. 47(1), p. 55-64.

NOVAES-PINTO, R. C. (2012b) A social cultural approach to aphasia: contributions from the work developed in a center for aphasic subjects. In: Uner, Tan. Latest Findings in Intellectual and Developmental Disabilities Research. In Tech Open Access. Rijka, Croácia, p. 219-244.

NOVAES-PINTO, R. C. (2013) Dificuldades para encontrar palavras e produção de parafasias nas afasias e nas demências: inferências para o estudo do funcionamento semântico-lexical e sua organização em redes semânticas [Word Finding Difficulties and the production of paraphasias in afasia and in dementia: inferences to the study of semantic-lexical functioning and its organization in semantic categories]. Relatório de Pesquisa do CNPq, Processo 308214/2009-9.

NOVAES-PINTO, R. C.; OLIVEIRA, M. (2014). Uncovering hidden meanings in legal discourse on the elderly: a semioethical perspective. In Semiotica (online).

¬NOVAES-PINTO, R. C.; SANTANA, A. P. (2009a). Semiologia das afasias: Implicações para a clínica fonoaudiológica [Semiology of aphasia: implications for the Speech Therapy Clinic]. In Perspectivas na Clínica das Afasias: o sujeito e o discurso. São Paulo, SP, Brasil: Editora Livraria Santos.

NOVAES-PINTO, R. C.; SANTANA, A. P. (2009b). Semiologia das afasias: uma discussão crítica [Semiology of Aphasias: A Critical Discussion]. In Psicologia: Reflexão e Crítica, 22(3): 413-421..

NOVAES-PINTO, R. C.; SOUZA-CRUZ, T. C. (2012). Funcionamento semântico-lexical: discussão crítica com base em dados de situações dialógicas com sujeitos afásicos. [Semantic-lexical functioning: a critical discussion based in data of dialogical situations with aphasic subjects]. Estudos Linguísticos. Vol. 41, p. 708-722.

OLIVEIRA, M. V. B. (2015). Palavras na ponta da língua: um estudo neurolinguístico. [Tip-of-the-tongue words: a Neurolinguistic study]. Tese de Doutorado. Instituto de Estudos da Linguagem, Unicamp.

OLIVEIRA, M. V. B. (2017). Palavras na ponta da língua: um estudo neurolinguístico. [Tip-of-the-tongue words: a Neurolinguistic study]. São Carlos: Pedro & João Editores.

OLIVEIRA, M. V. B.; NOVAES-PINTO, R.C. (2014). On the relation between memory and language from a historical-cultural perspective in neurolinguistics. Southern Semiotic Review, v. 4, p. 1-15, 2014.

PONZIO, A. A memória da palavra e a memória do falante. [The word’s memory and the speaker’s memory] Notas de mesa-redonda, iII Encontro Contribuições de Bakhtin à Linguística e à Educação, IEL/UNICAMP, 2013.

PORTER, R. (1997). Expressando sua enfermidade: A linguagem da doença na Inglaterra Georgiana. [Expressing yourself ill: the language of sickness in Georgian England] In P. Burke e R. Porter (Eds.) Linguagem, indivíduo e sociedade: História social da linguagem [Language, Self and Socity: A history of language], p. 365-394. São Paulo, SP: Editora da Universidade do Estado de São Paulo.

PRETI, D. A linguagem dos idosos. [The anguage of the Elderly] São Paulo: Ed. Contexto, 1991.

SAUSSURE, F. (1916) Cours de Linguistique Générale. Payot. Paris.

SHAFTO, M.A., BURKE, D.M.; STAMATAKIS, E.A.; TAM, P.P., TYLER, L.K. (2007). On the tip-of-the-tongue: neural correlates of increased word-finding failures in normal aging. J. Cogn. Neurosci. Dec 19(12): 2060-70.

SIMMONS-MACKIE, N.; DAMICO, J. (1999). Qualitative methods in aphasia research: ethnography. Aphasiology. Vol. 13 (n. 9-11), p 681-687.

SOUZA-CRUZ , T. C. (2014). Em briga de marido e mulher, ninguém mete o garfo: estudo discursivo da produção de parafasias literais e semânticas [In a quarrel between a husband and a wife, nobody puts the fork: a discursive study on the production of literal and semantic paraphasias]. Dissertação de Mestrado. Inédita. Instituto de Estudos da Linguagem, UNICAMP.

SOUZA-CRUZ , T. C. (2017). Entrando pelo you-tubo: estudo neurolinguístico das categorizações semântico-lexicais [Entrando pelo you-tube: a neurolinguistic study of semantic-lexical categorization). Tese de Doutorado (Inédita). Instituto de Estudos da Linguagem, UNICAMP.

SOUZA-CRUZ , T. C.; BOCCATO, D. (2017). Produção de parafasias e paralexias e sua relação com as ‘dificuldades de encontrar palavras’. [Production of paraphasia and paralexia and their relation with WFD”. Estudos Linguísticos, Vol. 46 (2), p. 760-773.

TISSOT, R.; MOUNIN, F.; LHERMITTE, F. (1973). Agrammatisme. Etude neuropsycholinguistique. Bruxelles: Dessar.

STAKE. R. E. (2000). Case studies. In: DENZIN, N. K.; LINCOLN, Y. S. (ed.) Handbook of qualitative research. London: Sage, p. 435-45.

VYGOTSKY, L. ([1930] 1984). A formação social da mente (Mind in society: The Development of Higher Psychological Processes, 1930), São Paulo: Martins Fontes.

VYGOTSKY, L. ([1934], 1987). Thought and language. São Paulo: Martins Fontes.

Downloads

Publicado

2018-09-03

Como Citar

NOVAES, R. do C. Qualitative Research in Neurolinguistics: the case of Word Finding Difficulties and related phenomena. Cadernos de Estudos Linguísticos, Campinas, SP, v. 60, n. 2, p. 425–451, 2018. DOI: 10.20396/cel.v60i2.8653310. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/cel/article/view/8653310. Acesso em: 7 dez. 2021.

Edição

Seção

O funcionamento linguístico-cognitivo nas patologias