Banner Portal
Qualitative Research in Neurolinguistics: the case of Word Finding Difficulties and related phenomena
PDF

Palavras-chave

Neurolinguística Discursiva. Afasia. Dificuldades para Encontrar Palavras (WFD). Pesquisa Qualitativa.

Como Citar

NOVAES, Rosana do Carmo. Qualitative Research in Neurolinguistics: the case of Word Finding Difficulties and related phenomena. Cadernos de Estudos Linguísticos, Campinas, SP, v. 60, n. 2, p. 425–451, 2018. DOI: 10.20396/cel.v60i2.8653310. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/cel/article/view/8653310. Acesso em: 25 jul. 2024.

Resumo

Este artigo visa apresentar e discutir fenômenos relacionados às chamadas "Dificuldades de Encontrar Palavras" (WFD), dentre os quais a produção de fala telegráfica, de parafasias, de paralexias, as palavras na ponta da língua (da expressão em inglês: Tip-of-the tongue - TOT) e a emergência desses fenômenos nos processos de envelhecimento normal. Em contraste com a abordagem quantitativa e estatística dessas questões, por meio de instrumentos psicométricos, argumentamos a favor da análise qualitativa de episódios dialógicos, buscando uma melhor compreensão do funcionamento semântico-lexical. Os princípios teóricos, metodológicos e éticos do estudo fundamentam-se, principalmente, nos postulados de Coudry ([1986], 1988), desde a publicação do Diário de Narciso: discurso e afasia.
https://doi.org/10.20396/cel.v60i2.8653310
PDF

Referências

ABAURRE, M. B. (1996). Os estudos linguísticos e a aquisição da escrita [The linguistic studies and the acquisition of writing]. In: CASTRO, M. F. (Org.) O Método e o Dado no Estudo da Linguagem, p. 111- 164. Campinas: Editora da Unicamp.

ALGAVE, D. (2012). Alterações de linguagem nas epilepsias: um estudo neurolinguístico [Language alterations in epilepsies: a neurolinguistic study]. Dissertação de Mestrado (Inédita). Instituto de Estudos da Linguagem, UNICAMP.

ANDRÉ, M. (1984). Estudo de caso: seu potencial na educação [Case study: its potential in Narciso’s Diary: assessment and language longitudinal follow-up of aphasic subjects from a discursive perspective education]. Cadernos de Pesquisa, n. 49, p. 51-54.

BAKHTIN, M. ([1929] 1997). Os gêneros do discurso. In Estética da Criação Verbal. [Speech Genres & Other Late Essays]. São Paulo. Martins Fontes.

BAKHTIN, M. (1984). Problems of Dostoievsky’s poetics. Minneapolis: University of Minnesota Press.

BEILKE, H. M. (2009). Linguagem e Memória na Doença de Alzheimer: Contribuições da Neurolinguística para a Avaliação de Linguagem [Language and Memory in Alzheimer Disease: Contributions from Neurolinguistics to Language Assessment]. Dissertação de Mestrado (Inédita). Instituto de Estudos da Linguagem, UNICAMP.

BOCCATO, D. (2018). Paralexia: compreendendo o fenômeno a partir de um estudo de caso no contexto das aphasias [Paralexia: understanding the phenomenon from a case study]. Dissertação de Mestrado (Inédita). Instituto de Estudos da Linguagem, UNICAMP.

BURKE, D. M.; SHAFTO, M. A. (2004). Aging and language production. Curr Dirr Psychol Sci, v. 13, n. 1, p 21-24.

CAMILLO, M. (2017). Avaliação neurolinguística na Doença de Parkinson: um estudo com sujeitos submetidos à estimulação cerebral profunda [Neurolinguistic assessment in Parkinson Disease: a study with subjects submitted to DBS]. Tese de Doutorado (Inédita). Instituto de Estudos da Linguagem, UNICAMP.

CANGUILHEM, G. (1985). O normal e o patológico [On the normal and the pathological]. Ed. Forense Universitária, Rio de Janeiro, RJ.

COUDRY, M. I. H. (1986). Diário de Narciso: avaliação e acompanhamento longitudinal de linguagem de sujeitos afásicos de uma perspectiva discursiva. Tese de Doutorado. [Narciso’s Diary: [Narciso’s Diary: assessment and language longitudinal follow-up of aphasic subjects from a discursive perspective] Instituto de Estudos da Linguagem, IEL/UNICAMP. Campinas, SP.

COUDRY, M. I. H. ([1988] 2001). Diário de Narciso – discurso e afasia. [Narciso’s Diary: discourse and aphasia]. Martins Fontes. IEL/UNICAMP. Campinas.

COUDRY, M. I. H. (1996). O que é o dado em neurolinguística? [What is the data in Neurolinguistics] In: Castro, M. F. (1996). O método e o dado no estudo da linguagem, pp. 179-194, Editora da Unicamp, Campinas, São Paulo, Brasil.

COUDRY, M. I. H. (2002). Linguagem e afasia: uma abordagem discursiva da Neurolinguística. [Language and aphasia: a discursive approach to Neurolinguistics] In Cadernos de Estudos Linguísticos, Vol. 42, p. 99-129.

COUDRY, M. I. H. (2008). Neurolinguística Discursiva; Afasia como tradução [Discursive Neurolinguistics: aphasia as translation]. Estudos da Língua(gem), Vol. 6 (2), p. 7-36.

COUDRY, M.I; NOVAES-PINTO, R. C. (1994). Análise Neurolinguística de Dados de Versões Protocolares [Neurolinguistic Analysis of Data of P. In: Anais do GEL, Vol. XXIV, p. 192-197.

DAMICO, J. SIMMONS-MACKIE, N., OELSCHLAEGER, M., ELMAN, R.; ARMSTRONG, E. (1999a). Qualitative methods in aphasia research: basic issues. Aphasiology, Vol. 13 ( N. 9- 11), p. 651-665.

DAMICO, J.; OELSCHLAEGER, M.; SIMMONS-MACKIE, N. (1999b). Qualitative methods in aphasia research: conversation analysis. Aphasiology, Vol. 13, n. 9-11, p. 667-679.

FRANCHI, C. (1977). Linguagem – atividade Constitutiva. [Language – Constitutive Activity] Almanaque, 5. São Paulo, SP

FREITAS, M. T. (2010). No fluxo dos enunciados, um convite à pesquisa [In the chain of utterances, an invitation to research]. In: FREITAS, M.T.; RAMOS, B. Fazer pesquisa na abordagem histórico-cultural: metodologias em construção. Juiz de Fora: Editora UFJF.

GIL, A. C. (1995). Métodos e Técnicas da Pesquisa Social [Methods and Techniques of Social Research]. São Paulo: Atlas Editora.

GOODGLASS, H. (1976). Agrammatism. In: Whitaker & Whitaker (Eds.): Studies in Neurolinguistics (Vol. 1). New York: Academic Press.

GRODZINSKY, Y. (1984). The syntactic characterization of Agrammatism. In Cognition, 16, p. 99-120.

JAKOBSON, R. (1954). Dois aspectos da linguagem e dois tipos de afasias. In: Linguística e Comunicação. [Linguistics and Communication]. São Paulo: Cultrix.

JACKSON, J. H. (1874). On the Nature of the Duality of the Brain. The Medical Press and Circular, 1, 41-44.

KEARNS, K. (1999). Qualitative research methods in aphasia: a welcome addition. Aphasiology, Vol. 13, n. 9-11, p. 649-650.

LEONTIEV, A. N. (1982). Activity and Consciouness. Philosophy in the USSR, Problems of Dialectial Materialism. Progress Publishers, Moscow, p. 180-202.

LIMA, A. R. (2017). As palavras funcionais na chamada “fala telegráfica” em enunciados de sujeitos afásicos. [The functional words in the so-called “telegraphic speech in aphasic subjects’ utterances]. Dissertação de Mestrado. Inédita. IEL/UNICAMP.

LIMA, A. R.; NOVAES-PINTO, R. C. (2017). “A chamada 'fala telegráfica' e sua relação com as dificuldades de encontrar palavras: uma reflexão a partir de enunciados de sujeitos afásicos não-fluentes. [The so-called ‘telegraphic speech’ and its relation with word finding difficulties]. Revista Estudos Linguísticos. Vol. 46 (2). p. 715-729.

LURIA, A. (1973). The working brain. Penguin Books, London.

LURIA, A. (1976). Cognitive Development: its cultural and social foundations. Harvard University Press, Cambridge Massachusetts.

LURIA, A. (1977). Neuropsychological studies in aphasia. Sweets & Zeitlinger Ed., Amsterdam.

LURIA, A. (1986). Pensamento e Linguagem: as últimas conferências de Luria. [Thought and Language: the last conferences of Luria]. Artes Médicas Editora. Porto Alegre, RS.

LYON, J. (1999). A commentary on qualitative research in afasia. Aphasiology. Vol. 13, n. 9-11, p. 689-690.

MAZUCHELLI, L. (2013). O efeito de práticas sociais com leitura e escrita no caso de uma afasia progressiva. [The effect of social practice with reading and writing in a progressive aphasia case]. Dissertação de Mestrado. Unicamp, Campinas, SP.

MAZUCHELLI, L. (2017). A Dificuldade de Encontrar Palavras: inferências a partir da análise qualitativa de entrevistas com sujeitos idosos. [WFD: inferences from the qualitative analysis of interview with aged subjects]. Estudos Linguísticos, Vol. 46 (2), p. 730-744.

MAZUCHELLI, L. (2018). A linguagem nos processos de envelhecimento normal e patológico na perspectiva da Neurolinguística [Language in the processes of normal and pathological aging in the perspective of Neurolinguistics]. Versão para qualificação de tese. Fapesp/Relatório Parcial.

MICELI, G. (2001). Disorders of Single Word Processing. Journal of Neurology, n. 248, p. 658–664.

NOVAES-PINTO, R. C. (1992). Agramatismo: contribuições para o estudo do processamento normal da linguagem. [Agrammatism: contributions to the study of language normal processing] Dissertação de Mestrado. (Inédita), IEL/UNICAMP.

NOVAES-PINTO, R. C. (1997). Agramatismo e processamento normal da linguagem [Agrammatism and language normal processing]. Cadernos de Estudos Linguísticos, Vol. 32, p. 73-85.

NOVAES-PINTO, R. C. (1999). Contribuição dos estudos discursivos para uma análise crítica das categorias clínicas. [The contribution of discursive studies for a critical analysis of clinical categories]. Tese de Doutorado. Inédita. Instituto de Estudos da Linguagem. UNICAMP, Campinas, S.P.

NOVAES-PINTO, R. C. (2008). Preconceito Linguístico e Exclusão Social. [Linguistic Prejudice and Social Exclusion]. Avesso do Avesso: Revista de educação e cultura. Faculdade da Fundação Educacional de Araçatuba/SP (ISSN: 1678-7862), Vol. 5, n. 5, p. 8 – 36, Araçatuba, SP, 2009.

NOVAES-PINTO, R. C. (2009). Dificuldades para encontrar palavras e produção de parafasias nas afasias e nas demências: inferências para o estudo do funcionamento semântico-lexical e sua organização em redes semânticas [Word Finding Difficulties and the production of paraphasias in afasia and in dementia: inferences to the study of semantic-lexical functioning and its organization in semantic categories]. (Inédito). Projeto de Pesquisa, CNPq.

NOVAES-PINTO, R. C. (2012a). Cérebro, linguagem e funcionamento cognitivo na perspectiva sócio-histórico-cultural: inferências a partir do estudo das afasias. [Brain, language and cognitive functionin in the sócio-historical-cultural perspective] Letras de Hoje. Vol. 47(1), p. 55-64.

NOVAES-PINTO, R. C. (2012b) A social cultural approach to aphasia: contributions from the work developed in a center for aphasic subjects. In: Uner, Tan. Latest Findings in Intellectual and Developmental Disabilities Research. In Tech Open Access. Rijka, Croácia, p. 219-244.

NOVAES-PINTO, R. C. (2013) Dificuldades para encontrar palavras e produção de parafasias nas afasias e nas demências: inferências para o estudo do funcionamento semântico-lexical e sua organização em redes semânticas [Word Finding Difficulties and the production of paraphasias in afasia and in dementia: inferences to the study of semantic-lexical functioning and its organization in semantic categories]. Relatório de Pesquisa do CNPq, Processo 308214/2009-9.

NOVAES-PINTO, R. C.; OLIVEIRA, M. (2014). Uncovering hidden meanings in legal discourse on the elderly: a semioethical perspective. In Semiotica (online).

¬NOVAES-PINTO, R. C.; SANTANA, A. P. (2009a). Semiologia das afasias: Implicações para a clínica fonoaudiológica [Semiology of aphasia: implications for the Speech Therapy Clinic]. In Perspectivas na Clínica das Afasias: o sujeito e o discurso. São Paulo, SP, Brasil: Editora Livraria Santos.

NOVAES-PINTO, R. C.; SANTANA, A. P. (2009b). Semiologia das afasias: uma discussão crítica [Semiology of Aphasias: A Critical Discussion]. In Psicologia: Reflexão e Crítica, 22(3): 413-421..

NOVAES-PINTO, R. C.; SOUZA-CRUZ, T. C. (2012). Funcionamento semântico-lexical: discussão crítica com base em dados de situações dialógicas com sujeitos afásicos. [Semantic-lexical functioning: a critical discussion based in data of dialogical situations with aphasic subjects]. Estudos Linguísticos. Vol. 41, p. 708-722.

OLIVEIRA, M. V. B. (2015). Palavras na ponta da língua: um estudo neurolinguístico. [Tip-of-the-tongue words: a Neurolinguistic study]. Tese de Doutorado. Instituto de Estudos da Linguagem, Unicamp.

OLIVEIRA, M. V. B. (2017). Palavras na ponta da língua: um estudo neurolinguístico. [Tip-of-the-tongue words: a Neurolinguistic study]. São Carlos: Pedro & João Editores.

OLIVEIRA, M. V. B.; NOVAES-PINTO, R.C. (2014). On the relation between memory and language from a historical-cultural perspective in neurolinguistics. Southern Semiotic Review, v. 4, p. 1-15, 2014.

PONZIO, A. A memória da palavra e a memória do falante. [The word’s memory and the speaker’s memory] Notas de mesa-redonda, iII Encontro Contribuições de Bakhtin à Linguística e à Educação, IEL/UNICAMP, 2013.

PORTER, R. (1997). Expressando sua enfermidade: A linguagem da doença na Inglaterra Georgiana. [Expressing yourself ill: the language of sickness in Georgian England] In P. Burke e R. Porter (Eds.) Linguagem, indivíduo e sociedade: História social da linguagem [Language, Self and Socity: A history of language], p. 365-394. São Paulo, SP: Editora da Universidade do Estado de São Paulo.

PRETI, D. A linguagem dos idosos. [The anguage of the Elderly] São Paulo: Ed. Contexto, 1991.

SAUSSURE, F. (1916) Cours de Linguistique Générale. Payot. Paris.

SHAFTO, M.A., BURKE, D.M.; STAMATAKIS, E.A.; TAM, P.P., TYLER, L.K. (2007). On the tip-of-the-tongue: neural correlates of increased word-finding failures in normal aging. J. Cogn. Neurosci. Dec 19(12): 2060-70.

SIMMONS-MACKIE, N.; DAMICO, J. (1999). Qualitative methods in aphasia research: ethnography. Aphasiology. Vol. 13 (n. 9-11), p 681-687.

SOUZA-CRUZ , T. C. (2014). Em briga de marido e mulher, ninguém mete o garfo: estudo discursivo da produção de parafasias literais e semânticas [In a quarrel between a husband and a wife, nobody puts the fork: a discursive study on the production of literal and semantic paraphasias]. Dissertação de Mestrado. Inédita. Instituto de Estudos da Linguagem, UNICAMP.

SOUZA-CRUZ , T. C. (2017). Entrando pelo you-tubo: estudo neurolinguístico das categorizações semântico-lexicais [Entrando pelo you-tube: a neurolinguistic study of semantic-lexical categorization). Tese de Doutorado (Inédita). Instituto de Estudos da Linguagem, UNICAMP.

SOUZA-CRUZ , T. C.; BOCCATO, D. (2017). Produção de parafasias e paralexias e sua relação com as ‘dificuldades de encontrar palavras’. [Production of paraphasia and paralexia and their relation with WFD”. Estudos Linguísticos, Vol. 46 (2), p. 760-773.

TISSOT, R.; MOUNIN, F.; LHERMITTE, F. (1973). Agrammatisme. Etude neuropsycholinguistique. Bruxelles: Dessar.

STAKE. R. E. (2000). Case studies. In: DENZIN, N. K.; LINCOLN, Y. S. (ed.) Handbook of qualitative research. London: Sage, p. 435-45.

VYGOTSKY, L. ([1930] 1984). A formação social da mente (Mind in society: The Development of Higher Psychological Processes, 1930), São Paulo: Martins Fontes.

VYGOTSKY, L. ([1934], 1987). Thought and language. São Paulo: Martins Fontes.

O periódico Cadernos de Estudos Linguísticos utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.