Arte

caminho da deformação de sintomas?

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/cel.v62i00.8656983

Palavras-chave:

Arte e Psicanálise, Sintoma, Letra

Resumo

Freud toma como ponto de partida o retorno do recalcado à consciência, que se dá na forma de sintomas, atos falhos, chistes e sonhos, para tentar traçar um caminho de elaborações teóricas em direção ao inconsciente. Inversamente, esse material presente no inconsciente e estruturado como uma linguagem, para que possa irromper na consciência, precisou também traçar seu próprio caminho, somente possível através de uma deformação. Este artigo tem como objetivo discutir uma possível relação entre arte e psicanálise, particularmente entre poesia e psicanálise, considerando-se o mistério envolvido nos caminhos encontrados pela pulsão para que possa atingir sua meta de satisfação. Assim, atentando-se, de um lado, para o sintoma como uma satisfação possível através do destino do recalque, e, de outro, para a arte como um saber-fazer com o Real e uma satisfação possível através do destino da sublimação, pretende-se tentar realizar uma leitura do poema Uma faca só lâmina (ou Serventia das ideias fixas) de João Cabral de Melo Neto que não seja uma mera exemplificação ou aplicação daquilo que é posto pela teoria de Freud e Lacan. Considerando-se que toda interpretação atinge inevitavelmente um ponto de impasse tanto no âmbito da literatura quanto da clínica psicanalítica, toma-se aqui a dimensão da letra como aquilo que nos aponta para um impossível de dizer e que, no entanto, pode ser escrito.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Elisa Mara do Nascimento, Universidade Estadual de Campinas

Mestranda em Linguística pela Universidade Estadual de Campinas.

Referências

AIRES, Suely. Da quase equivalência à necessidade de distinção: significante e letra na obra de Lacan. Revista do GEL, v. 2, 2005.

AIRES, Suely; TROCOLI, Flavia. Literatura e psicanálise: de uma relação que não fosse de aplicação. Terceira Margem: revista do programa de pós-graduação em ciência da literatura, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Centro de Letras e Artes, Faculdade de Letras, ano XVI, n. 26, p. 11-16, jan./jun. 2012.

ALLOUCH, Jean. A clínica do escrito. Rio de Janeiro: Cia. De Freud, 2007.

ALLOUCH, Jean. Erótica do luto no tempo da morte seca. Rio de Janeiro: Companhia de Freud, 2004.

ATHAYDE, Félix de. Ideias fixas de João Cabral de Melo Neto. Rio de Janeiro: Nova Fronteira: FBN; Mogi das Cruzes, SP: Universidade de Mogi das Cruzes, 1998.

BADIOU, Alain. Pequeno manual de inestética. São Paulo: Estação Liberdade, 2002.

BALDINI, Lauro José Siqueira. Um caleidoscópio de nomes. In: FLORES, G.G.B; NECKEL, N.R.M; GALLO, S.M.L. (org.). Análise do Discurso em rede: cultura e mídia volume 2. Campinas, SP: Pontes Editores, 2016. p. 65-74.

COSTA, Ana. Litorais da psicanálise. Psicologia & Sociedade. Universidade Federal de Pernambuco, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Recife, v. 21, p. 26-30, 2009.

DIAS, Maria das Graças Leite Villela. O sintoma: de Freud a Lacan. Psicologia em Estudo. Maringá, v. 11, n.2, p. 399-405, mai./ago. 2006.

FELMAN, Shoshana. Writing and Madness. Stanford University Press: Palo Alto, California, 2003.

FREUD, Sigmund; BREUER, Josef. [1895]. Obras completas, volume 2: Estudos sobre a histeria (1893-1895). São Paulo: Companhia das letras, 2016.

FREUD, Sigmund; BREUER, Josef. [1900]. Obras completas: La interpretación de los sueños: Segunda parte: 1900-1901. 2 ed. Buenos Aires: Amorrortu, 2007.

FREUD, Sigmund; BREUER, Josef. [1908]. O poeta e o fantasiar. In: Obras incompletas de Sigmund Freud: Artes literatura e os artistas. 1 ed. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2018. p. 53-66.

FREUD, Sigmund; BREUER, Josef. [1914b]. À guisa de introdução ao narcisismo. In: Obras psicológicas de Sigmund Freud: Escritos sobre a psicologia do inconsciente. v.1. Rio de Janeiro: Imago Ed., 2004. p. 95-131.

FREUD, Sigmund; BREUER, Josef. [1915a]. Pulsões e destinos da pulsão. In: Obras psicológicas de Sigmund Freud: Escritos sobre a psicologia do inconsciente. v.1. Rio de Janeiro: Imago Ed., 2004. p. 133-173.

FREUD, Sigmund; BREUER, Josef. [1915b]. O Recalque. In: Obras psicológicas de Sigmund Freud: Escritos sobre a psicologia do inconsciente. v.1. Rio de Janeiro: Imago Ed., 2004. p. 175-193.

FREUD, Sigmund; BREUER, Josef. [1915c]. O Inconsciente. In: Obras psicológicas de Sigmund Freud: Escritos sobre a psicologia do inconsciente. v.2. Rio de Janeiro: Imago Ed., 2006. p. 13-74.

FREUD, Sigmund; BREUER, Josef. [1917]. Caminhos de formação de sintomas. In: Obras completas, volume 13: conferências introdutórias à psicanálise (1916-1917). 1 ed. São Paulo: Companhia das Letras, 2014. p. 475-500.

FREUD, Sigmund; BREUER, Josef. [1920]. Além do princípio de prazer. In: Obras psicológicas de Sigmund Freud: Escritos sobre a psicologia do inconsciente. v.2. Rio de Janeiro: Imago Ed., 2006. p. 123-198.

FREUD, Sigmund; BREUER, Josef. [1926]. Inibição, sintoma e angústia. In: Obras completas, volume 17: Inibição, sintoma e angústia, o futuro de uma ilusão e outros textos (1926-1929). 1 ed. São Paulo: Companhia das Letras, 2014. p. 13-123.

LACAN, Jacques [1953]. Função e campo da fala e da linguagem em psicanálise. In: Escritos. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 1998. p. 238-324.

LACAN, Jacques [1957]. Instância da letra no inconsciente ou a razão desde Freud. In: Escritos. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 1998. p. 496-533.

LACAN, Jacques [1960]. Subversão do sujeito e dialética do desejo. In: Escritos. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 1998. p. 807-842.

LACAN, Jacques [1962-3]. O seminário livro 10: a angústia. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2005.

LACAN, Jacques [1965]. Homenagem a Marguerite Duras pelo arrebatamento de Lol V. Stein. In: Outros escritos. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2003. p. 198-205.

LACAN, Jacques [1971]. O seminário livro 18: de um discurso que não fosse semblante. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2009.

LACAN, Jacques [1972-3]. O Seminário livro 20: mais, ainda. 2 ed. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 1985.

LACAN, Jacques [1976]. Prefácio à edição inglesa do Seminário 11. In: Outros escritos. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2003. p. 567-569.

MILNER, Jean-Claude. Linguística e psicanálise. Rev. Estud. Lacan, Belo Horizonte, v. 3, n. 4, p. ppp,, 2010.

MELLO, Letícia. Um estudo sobre o real e sua relação com a invenção artística e psicanalítica. Revista aSEPHallus de Orientação Lacaniana, 9(18), Rio de Janeiro, p. 50-60, mai./out. 2014.

MELO NETO, João Cabral de [1955]. Uma faca só lâmina (ou: serventia das ideias fixas). In: SECCHIN, A.C. (org.), Poesia e prosa completa. 2 ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2007. p. 179-191.

PEIXOTO, Marta. Poesia com coisas: (uma leitura de João Cabral de Melo Neto). São Paulo: Perspectiva, 1983.

PORGE, Érik. Transmitir a clínica psicanalítica: Freud, Lacan, hoje. Campinas, SP: Editora da Unicamp, 2009.

SAFATLE, Vladimir. A paixão do negativo: Lacan e a dialética. São Paulo: Editora UNESP, 2006.

SARAIVA, Arnaldo. Conversas com escritores brasileiros. Porto, Portugal: Comissão Nacional para as Comemorações dos Descobrimentos Portugueses, 2000.

SECCHIN, Antonio Carlos. João Cabral: a poesia do menos e outros ensaios cabralinos. 2 ed. Rio de Janeiro, RJ; Mogi das Cruzes, SP: Topbooks: Universidade de Mogi das Cruzes, 1999.

SOLER, Colette. Amar seu sintoma? In: A psicanálise na civilização. Rio de Janeiro, Contra Capa, 1998. p. 391-415.

Downloads

Publicado

2020-12-30

Como Citar

NASCIMENTO, E. M. do. Arte : caminho da deformação de sintomas?. Cadernos de Estudos Linguísticos, Campinas, SP, v. 62, n. 00, p. e020026, 2020. DOI: 10.20396/cel.v62i00.8656983. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/cel/article/view/8656983. Acesso em: 28 nov. 2021.