Aquisição de Português como L2 por crianças venezuelanas em contexto fronteiriço

o code-switching em sala de aula

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/cel.v64i00.8668238

Palavras-chave:

Bilinguismo, Code-switching, Aquisição - Aprendizagem de português como L2, Educação infantil

Resumo

Este trabalho constitui um recorte de um estudo mais amplo sobre aquisição do português brasileiro (PB) como segunda língua (L2) em contexto escolar, na fronteira norte do Brasil (Pacaraima) e sul da Venezuela (Santa Elena de Uairén). Analisamos a aquisição do PB, em especial a questão do code-switching, por três crianças venezuelanas de 4 anos de idade interagindo com falantes nativos de PB em sala de aula (Educação Infantil). Foram realizadas 18 sessões, entre 30 e 45 minutos, filmadas em sala de aula e que foram posteriormente transcritas a partir da ferramenta CHAT/CLAN. Trata-se de um estudo longitudinal, de cunho qualitativo. Para a análise dos dados, partimos de uma abordagem dialógico-discursiva que busca entender o modo de funcionamento da linguagem e a produção de sentido que se dá nas relações empreendidas entre sujeitos, na relação com outros discursos, com os aspectos socioculturais e ideológicos, em determinados contextos discursivos (BAKHTIN; VOLOCHÍNOV, 2014 [1929], SALAZAR-ORVIG, 2010; SALAZAR-ORVIG et. al., 2010, Del Ré et al, 2014a). Os resultados revelam que as crianças praticam code-switching em eventos discursivos específicos da esfera escolar de forma distinta, sobretudo motivadas por fatores externos, tais como a temática da interação ou a experiência com os gêneros discursivos canções e contos infantis.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

David Sena Lemos, Universidade Estadual de Roraima

Doutorado em Linguística e Língua Portuguesa pela Universidade Estadual Paulista. Professor da Universidade Estadual de Roraima.

Alessandra Del Ré, Universidade Estadual Paulista

Doutorado em Linguistica pela Universidade de Sao Paulo. Professor Assistente Doutor da Universidade Estadual Paulista.

Referências

BAKER, C.; WRIGHT, W. E. Foundations of bilingual education and bilingualism. 6th ed. Bristol, UK: Multilingual Matters, 2017. DOI: https://doi.org/10.1007/978-3-319-02258-1_2

BAKHTIN, M.; VOLOCHÍNOV, V. N. Marxismo e filosofia da linguagem. 16. ed. São Paulo: Hucitec Editora, 2014 [1929].

BAKHTIN, M. Os gêneros do discurso. Tradução: Paulo Bezerra. São Paulo: Editora 34, 2016 [1979].

BAKHTIN, M. Estética da criação verbal. 6. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2011 [1979].

BARROS, D. L. P. de. Dialogismo, polifonia e enunciação. In: BARROS, D. L. P.; FIORIN, J. L. (Orgs.) Dialogismo, polifonia e intertextualidade: em torno de Mikhail Bakhtin. São Paulo: Edusp, 1994. p. 1-9.

BRAIT, B (Org.). Bakhtin: conceitos-chave. 5. ed. São Paulo: Contexto, 2014.

BRAIT, B.; MELO, R. de. Enunciado/enunciado concreto/anunciação. In: BRAIT, B (Org.). Bakhtin: conceitos-chave. 5. ed. São Paulo: Contexto, 2014. p. 61-78.

BLOOMFIELD, L. Language. (With a new foreword by C. F. Hockett) University of Chicago Press: Chicago and London, 1984 [1933].

BRUNER, J. Como as crianças aprendem a falar. Porto Alegre: Instituto Piaget, 1983.

BULLIO, P. C. Referência e code-switching: traços de singularidade na linguagem de uma criança bilíngue, 2014, 655f. Tese (Doutorado) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Faculdade de Ciencias e Letras (Campus de Araraquara), 2014.

BUTLER, Y. G.; HAKUTA, K. Bilingualism and second language acquisition. In: BHATIA, T. K.; RITCHIE, W. C. (Eds.). The Handbook of Bilingualism. United Kingdom: Blackwell Publishing, 2004. p. 114-144. DOI: https://doi.org/10.1002/9780470756997.ch5

DEL RÉ, A. Pluralismo teórico-metodológico em Aquisição da Linguagem: o lugar do sujeito e da linguagem nas pesquisas In: O Fazer Científico.1a ed. Campinas: Mercado de Letras, 2014, v.2, p. 341-372.

DEL RÉ, A.; HILÁRIO, R. N.; VIEIRA, A. J. Subjetividade, individualidade e singularidade na criança: um sujeito que se constitui socialmente. Bakhtiniana: Revista de Estudos do Discurso, v.7, p.57 – 74, 2012. DOI: https://doi.org/10.1590/S2176-45732012000200005

FARACO, C. A. Linguagem & diálogo: as ideias linguísticas do círculo de Bakhtin. São Paulo: Parábola Editorial, 2009.

FIORIN, J. L. Introdução ao pensamento de Bakhtin. 2. ed. São Paulo: Ática, 2016.

FRANÇOIS, F. O que nos indica a “linguagem da criança”: algumas considerações sobre a “linguagem”. In: DEL RÉ, A. (Org.) Aquisição da linguagem: uma abordagem psicolinguística. São Paulo: Contexto, 2006. p.183-200.

GASS, S. M. e SELINKER, L. Second language acquisition: an introductory course. Third edition. Routledge Taylor & Francis: London, 2008. DOI: https://doi.org/10.4324/9780203932841

GROSJEAN, F. Individual bilingualism. In: SPOLSKY, B. (editor). Concise Encyclopedia of Educational Linguistics. Oxford: Elsevier, 1999. p. 284-290.

GROSJEAN, F. The bilingual’s language modes. In: WEI, L. (editor) The bilingualism reader. 2nd ed. London: Routledge, 2006. p. 248-451.

HILÁRIO, R. N. Um olhar sobre a aquisição do plural em crianças São Paulo: Cultura Acadêmica, 2015.

KRASHEN, S. D. Principles and practice in second language acquisition. Oxford: Pergamon Press Inc., 1982.

KRASHEN, S. D. Explorations in language acquisition and use. Portsmouth: Heinemann, 2003.

LYONS, John. Língua(gem) e linguística. Editora LTC. Rio de Janeiro: 1987.

MYERS-SCOTTON, C. Multiple voices: an introduction to bilingualism. Malden, EUA: Blackwell Publishing, 2006.

POPLACK, S. Sometimes I’ll start a sentence in Spanish y termino en español: toward a typology of code-switching. In: WEI, L. (editor) The bilingualism reader. London: Routledge, 2006. p. 213-243. DOI: https://doi.org/10.4324/9781003060406-24

SALAZAR-ORVIG, A. Dialogical factors in toddlers’ use of clitic pronouns. First Language n.30 (3-4), p. 375-402, 2010. DOI: https://doi.org/10.1177/0142723710379957

SALAZAR-ORVIG, A. et al. Dialogical beginnings of anaphora: The use of third person pronouns before the age of 3. Journal of Pragmatics n. 42, p. 1842-1865, 2010. DOI: https://doi.org/10.1016/j.pragma.2009.09.020

SAVILLE-TROIKE, Muriel. Introducing Second Language Acquisition. Cambridge University Press New York, 2006. DOI: https://doi.org/10.1017/CBO9780511808838

SOBRAL, A. Do dialogismo ao gênero: as bases do pensamento do Círculo de Bakhtin. Campinas: Mercado de Letras, 2009.

SOUZA, R. A. Segunda língua: aquisição e conhecimento. (Linguística para o ensino superior, 10). São Paulo: Parábola Editorial, 2021.

SPOLSKY, B. Sociolinguistics. Oxford: Oxford University Press, 1998.

WEI, L. Dimension of bilingualism. In: WEI, L. (editor) The bilingualism reader. London: Routledge, 2006. p. 3-22. DOI: https://doi.org/10.4324/9781003060406-2

WEINREICH, U. Lenguas en contacto: descubrimientos y problemas. Traducción: Francisco Rivera. The Hague: Mouton. Ediciones de la biblioteca Universidad Central de Venezuela, 1974.

Downloads

Publicado

2022-08-16

Como Citar

LEMOS, D. S.; DEL RÉ, A. . Aquisição de Português como L2 por crianças venezuelanas em contexto fronteiriço: o code-switching em sala de aula. Cadernos de Estudos Linguísticos, Campinas, SP, v. 64, n. 00, p. e022029, 2022. DOI: 10.20396/cel.v64i00.8668238. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/cel/article/view/8668238. Acesso em: 2 out. 2022.