Corporeidades Mestiças: pesquisa somático - Performativa como uma opção descolonial

Autores

  • Leonardo Sebiane Serrano Universidade Federal da Bahia

DOI:

https://doi.org/10.20396/conce.v2i1.8647709

Palavras-chave:

Corporeidades. Pesquisa somático-performativa. Opção descolonial.

Resumo

O texto discute o princípio de corporeidade e(m) mestiçagem para as artes (cênicas/performáticas), sob os princípios do Manifesto da Pesquisa Somático-Performativa apresentado no VII Congresso da Associação Brasileira de Pesquisa e Pós-Graduação em Artes Cênicas, em 2012, na cidade de Porto Alegre, pela Profa. Dra. Ciane Fernandes; (re)vistos como uma opção descolonial, para a pesquisa/criação artística e acadêmica nas artes cênicas e performativas na atualidade. Discute a necessidade e a possibilidade de (re)considerar novos olhares, estéticas e poéticas para a pesquisa/criação em artes, a partir da Pesquisa Somático-Performativa, das interfases destas corporeidades mestiças e da desobediência epistêmica, proposta na opção descolonial.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Leonardo Sebiane Serrano, Universidade Federal da Bahia

Doutor em Artes Cênicas pelo Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas da Universidade Federal da Bahia (PPGAC/UFBA).

Referências

ACHINTE, Adolfo Albán. Estéticas decoloniales, estéticas de re-existencia: entre memorias y presencias afrodescendientes. In: HAIDAR, Julieta; SÁNCHEZ, Graciela Guevara (eds.). La arquitectura del sentido II. La producción y reproducción en las prácticas semiótico-discursivas. Instituto Nacional de Antropología e Historia, México, 2011.

BAUTISTA, Juan Jose. ¿Que Significa Pensar desde América Latina? In: AFLY (Asociación de Filosofía y Liberación). Disponível em: http://www.afyl.org/quesignificapensar.pdf Acesso em: 5 fev. 2013.

BERNARD, Michel. De la création choréografique. Paris, Centre National de la Danse (CND), 2001.

CANCLINI, Néstor Garcia. Culturas híbridas. São Paulo: EDUSP, 2008.

CONRADO, Margarete. Corpo Mestiço: Metáforas do encontro sagrado e profano nos cortejos do Maracatú Nação. In: IV ENECULT: Encontro de Estudos Multidisciplinares em Cultura, Faculdade de Comunicação, UFBA: 2008.

FERNANDES, Ciane. Entre Escrita Performativa e Performance Escritiva: O Local da Pesquisa em Artes Cênicas com Encenação. In: V Congresso ABRACE. Belo Horizonte: Abrace, 2008.

FERNANDES, Ciane. Pela Câmera Somática: A Dança-Teatro e o Vídeo-Documentario como Performance. In: Revista Contemporânea. Faculdade de Comunicação da UFBA. v. 8, 2010a.

FERNANDES, Ciane. Criatividade, Conexão e Integração: Uma introdução à obra de Irmgard Bartenieff. In: Em Pleno Corpo: Educação Somática, Movimento e Saudê. Debora Pereira Bolsanello, org. 2a ed. v.1. Curitiba: Juruá, 2010b, 34-48.

GRUZINSKI, Serge. O pensamento mestiço. Traduzido por Rosa Freire d’Aguiar. São Paulo: Companhia das Letras. 2001.

HASEMAN, Brad. Manifesto for Performative Research. In: Media International Australia incorporating Culture and Policy. n. 118, Febrary 2006, pp.98-106.

LEPLANTINE, François; NOUSS, Alexis. Le Métissage. France: Dominos Flammarion. 1997.

PINHEIRO, Amalio. Introdução em comunicação e cultura: barroco e mestiçagem. Campo Grande: Uniderp, 2006.

MIGNOLO, Walter. Desobediência Epistêmica: A opção descolonial e o significado de identidade em política. Traduzido por: Ângela Lopes Norte. Caderno das Letras da UFF, Dossiê: Literatura, língua e identidade, n. 34, p287-324. 2008.

MIGNOLO, Walter. La colonialidad: La cara oculta de la modernidad. IN: América Latina lo contrario. USA: Duke University Press, 2011.

MIGNOLO, Walter. In PALERMO, Zulma. Arte y Estética en la encrucijada descolonial/compilado por Zulma Palermo. Buenos Aires: Del Signo, 2009.

MORIN, Edgar. Abertura. In: DE CASTRO, Gustavo. Ensaios de Complexidade. Porto Alegre: Meridional Ltda., 2002.

ROLNIK, Suely. O Corpo Vibrátil de Lygia Clark. Folha de São Paulo: Domingo 30 de abril de 2000.

ROLNIK, Suely. Lygia Clark e o Híbrido arte/clínica. Disponível em: http://www.caosmose.net/suelyrolnik/pdf/Artecli.pdf Acesso em: 8 fev. 2013a.

ROLNIK, Suely. Uma insólita viagem à subjetividade fronteiras com a ética e a cultura. Disponível em: http://www.caosmose.net/suelyrolnik/pdf/sujeticabourdieu.pdf Acesso em: 8 fev. 2013b.

SÁNCHEZ-ARTEAGA, Juan Manuel. La biología humana como ideología: el racismo biológico y las estructuras simbólicas de dominación racial a fines del siglo XIX. THEORIA, 2008.

SARDUY, Severo. Barroco. Tradução de María de Lurdes Júdice e José Manuel de Vasconcelos. Lisboa: Vega Limitada, 1988.

SEBIANE-SERRANO, Leonardo. Corpografias: uma leitura corporal dos intérpretes criadores do grupo Dimenti. Tese de doutorado do Programa de Pós-graduação em Artes Cênicas da Universidade Federal da Bahia. Salvador: Bahia, 2010.

WALSH, Caterine. Interculturalidad crítica y pedagogia de-colonial: In-surgir, re-existir y re-vivir, entrepalabras. In: Revista de Educación en el Lenguaje, la Literatura y la Oralidad (La Paz: Universidad Mayor San Andrés), no 3-4, Feb. 2010.

Downloads

Publicado

2013-07-10

Como Citar

Sebiane Serrano, L. (2013). Corporeidades Mestiças: pesquisa somático - Performativa como uma opção descolonial. Conceição/Conception, 2(1), 21–32. https://doi.org/10.20396/conce.v2i1.8647709