Caminhos no método BPI: a incorporação da personagem Sete Ondas a partir da pesquisa de campo com baianas de escolas de samba e com o congado

Palavras-chave: Método BPI. Estruturação da personagem. Dança do Brasil.

Resumo

O presente artigo traz a análise e reflexões das experiências vividas em um processo criativo no método Bailarino-Pesquisador-Intérprete, explanando o funcionamento do método através da experiência da intérprete no mesmo. São abordadas as pesquisas de campo realizadas pela intérprete com baianas de escolas de samba da cidade de Jundiaí-SP e na festa do Congado na comunidade dos Arturos, em Contagem-MG, bem como o processo de Incorporação da Personagem no método Bailarino-Pesquisador-Intérprete e, por fim, a elaboração da obra artística. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Julia Maranzato Alves, Universidade Estadual de Campinas

Mestranda em Artes da Cena pela Universidade Estadual de Campinas.

Larissa Sato Turtelli, Universidade Estadual de Campinas

Professora do Programa de Pós-Graduação em Artes da Cena e do Curso de Graduação em Dança, do Departamento de Artes Corporais da Universidade Estadual de Campinas. Doutora em Artes pela Universidade Estadual de Campinas.

Referências

MELCHERT, Ana Carolina Lopes. O desate criativo: estruturação da personagem a partir do método BPI (Bailarino- Pesquisador-Intérprete). 2007. Tese (Mestrado em Artes) – Instituto de Artes, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2007.

NAGAI, Angela Mayumi. O dojo do BPI: lugar onde se desbrava um caminho. 2008. Dissertação (Mestrado em Artes) – Instituto de Artes, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2008.

RODRIGUES, Graziela Estela Fonseca. Bailarino-Pesquisador-Intérprete: processo de formação. 2a ed. Rio de Janeiro: Funarte, 2005. 182 p. ISBN 85-85781-41-6.

RODRIGUES, Graziela Estela Fonseca. O Método BPI (Bailarino-Pesquisador-Intérprete) e o desenvolvimento da imagem corporal: reflexões que consideram o discurso de bailarinas que vivenciaram um processo criativo baseado neste método. 2003. Tese (Doutorado em Artes) – Instituto de Artes, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2003.

RODRIGUES, Graziela Estela Fonseca. As ferramentas do BPI (Bailarino-Pesquisador-Intérprete). In: Simpósio Internacional e Congresso Brasileiro de ImagemCorporal, 1., 2010, Campinas. Anais do... Campinas: Universidade Estadual de Campinas.

RODRIGUES, Graziela Estela Fonseca. In: GOMES, Nubia Pereira de Magalhães; PEREIRA, Edimilson de Almeida (Orgs.). Negras raízes mineiras: os Arturos. 1988. Juiz de Fora: Ministério da Cultura, EDUFJF, 1988.

RODRIGUES, Graziela Estela Fonseca; MULLER, Regina. Dança dos Brasis: as mulheres de cócoras. Cadernos da Pós-Graduação, Campinas (Instituto de Artes Unicamp), v. 8, n. 1, 2006.

TURTELLI, Larissa Sato; RODRIGUES, Graziela Estela Fonseca. Baixou o santo? VII Reunião Científica da Associação Brasileira de Pesquisa e Pós-Graduação em Artes Cênicas. Belo Horizonte, 2013.

Publicado
2016-12-22
Como Citar
Alves, M. J. M., & Turtelli, L. S. (2016). Caminhos no método BPI: a incorporação da personagem Sete Ondas a partir da pesquisa de campo com baianas de escolas de samba e com o congado. Conceição|Conception, 5(2), 112-127. https://doi.org/10.20396/conce.v5i2.8648048
Seção
Artigos - Temas Livres