Colonialidade na dança e as formas africanizadas de escrita de si: perspectivas sul- sul através da técnica Germaine Acogny

Palavras-chave: Colonialidade. Dança. Germaine Acogny.

Resumo

Situado no campo transversal entre educação, dança e antropologia, na esteira da reflexão sobre corpo e cultura, nosso texto busca apresentar as preocupações principais do campo da teoria social que investiga a colonialidade que ora utilizamos como mola propulsora para ampliar as perspectivas epistemológicas no campo de conhecimento da dança. No percurso investigativo apresentamos a técnica Acogny enquanto epistemologia do sul e possível conexão atlântica.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luciane Silva, Universidade Estadual de Campinas
Artista da dança e antropóloga com formação transdisciplinar é doutoranda em dança pela UNICAMP e membro do grupo Interinstitucional  Corpo e ancestralidade. Atua no corpo editorial da Revista OMenelick2ato e é gestora no Acervo África.
Inaicyra Falcão dos Santos, Universidade Estadual de Campinas
Professora doutora (USP) e livre docente (UNICAMP) coordena o grupo Interinstitucional de Pesquisa Corpo e Ancestralidade. Bailarina, coreógrafa e cantora lírica  atualmente é professora colaboradora da Unicamp voltado-se para os processos de criação a partir das matrizes culturais africano-brasileiras.

Referências

ACOGNY, Germaine. Danse africaine. Weingarten Kunstverlag, 1994, 4ª. Ed. ISBN 10: 3881840389 ISBN 13: 9783881840385

BORO. Seydou. La Danseuse D Ebène (França 2002). Documentário em cores/52’.

SANTOS, Boaventura de Sousa. Para uma sociologia das ausências e uma sociologia das emergência. In: SANTOS, Boaventura de Sousa (org). Conhecimento prudente para uma vida decente: um discurso sobre as ciências revisitado. São Paulo, Cortez, 2004.

SILVA, Luciane da. Conacry em movimento. História social, horoya e arte na África do Oeste. O Menelick2Ato, São Paulo, n.9, 2012. Disponível em: http://omenelick2ato.com/danca/conacry-em-movimento/

Publicado
2017-12-12
Como Citar
Silva, L., & Santos, I. F. dos. (2017). Colonialidade na dança e as formas africanizadas de escrita de si: perspectivas sul- sul através da técnica Germaine Acogny. Conceição|Conception, 6(2), 162-173. https://doi.org/10.20396/conce.v6i2.8648597