Pedagogia palhacesca: a escola do só eu no ensino regular

Palavras-chave: Palhaço. Pedagogia. Riso.

Resumo

O presente trabalho refere-se a uma reflexão crítica acerca das potencialidades transgressoras de uma pedagogia palhacesca, realizada numa escola da rede municipal de Uberlândia-MG. A partir da apropriação de uma poética ridente, de aspectos palhacescos e a inserção do palhaço como figura transgressora no âmbito escolar, no que tange a proposta de construção de uma escola risonha, foi possível perceber possibilidades, construir sonhos, subverter a lógica, poetizar momentos, descontruir o cartesianismo e eleger o riso como ritual de quebra de paradigmas na educação básica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Frederico de Carvalho Ferreira, Universidade Federal do Amapá
Professor Assistente do Curso de Teatro da Universidade Federal do Amapá.
Ana Elvira Wuo, Universidade Federal de Uberlândia
Professora Adjunta do Curso de Teatro do Instituto de Artes da Universidade Federal de Uberlândia.

Referências

ALBUQUERQUE, Durval Muniz Júnior. Michel Foucault e a Mona Lisa ou Como escrever a história com um sorriso nos lábios. In: RAGO, Margareth e VEIGA-NETO, Alfredo (Orgs). Figuras de Foucault. São Paulo: Autêntica, 2006.

ANDRÉ, Marli Eliza Dalmazo Afonso. A. Etnografia da prática escolar. Campinas: Papirus, 2003.

AVANZI, Roger; TAMAOKI, Verônica. O circo nerino. São Paulo: Pindorama Circus, 2004.

BOLOGNESI, Mário Fernando. Palhaços. São Paulo: Editora UNESP, 2003.

BURNIER, Luís Otávio. A arte do ator: da técnica à representação. Campinas: Ed. UNICAMP, 2002.

CASTRO, Ângela de. A arte de bobagem: manual para o clown moderno. Publicado por Ângela de Castro & Co. London 1997.

ELIAS, Norbert. A sociedade dos indivíduos. Rio de Janeiro: Zahar, 1994.

FOUCAULT, Michel. Microfísica do poder. 2. ed. Rio de Janeiro: Graal, 1981.

FOUCAULT, Michel. Vigiar e punir: o nascimento da prisão. 20. ed. Tradução Raquel Ramalhete. Petrópolis: Vozes, 1999.

JARA, Jesus. El Clown, un navegante de las emociones. Colección Temas de Educación Artística, nº 2, 2000.

LARROSA, Jorge. Desejo de realidade. Experiência e alteridade na investigação educativa. In: BORBA, Siomara; KOHAN, Walter (Orgs.). Filosofia, aprendizagem, experiência. Belo Horizonte: Autêntica, 2008.

MACHADO, Marina Marcondes. Fazer surgir antiestruturas: abordagem em espiral para pensar um currículo em arte. Revista e-curriculum (São Paulo), v. 8, n. 1, abril 2012, pp. 3-21. ISSN 1809-3876 Disponível em: < http://revistas.pucsp.br/index.php/curriculum/article/view/9048/664>. Acesso em: 22 jul. 2015.

PASSETTI, Edson. Heterotopia, anarquismo e pirataria. In: RAGO, Margareth e VEIGA-NETO, Alfredo (Orgs.). Figuras de Foucault. São Paulo: Autêntica, 2006.

PAVIS, Patrice. Dicionário de teatro. Trad. J. Guinsburg e Maria Lúcia Pereira. São Paulo: Perspectiva, 2005.

RESENDE, Selmo Haroldo. A vida na prisão: histórias de objeção e sujeição na educação do condenado. In: LOURENÇO, Arlindo Silva; ONOFRE, Elenice Maria Cammarosano (Orgs.). O espaço da prisão e suas práticas educativas: enfoques e perspectivas contemporâneas. São Carlos: EdUFSCar, 2011.

RUIZ, Roberto. Hoje tem espetáculo? As origens do circo no Brasil. Rio de Janeiro: INACEN, 1987.

TEIXEIRA, Elder Sales; DE QUADRO PEDUZZI, Luiz Orlando; JUNIOR, Olival Freire. Os caminhos de Newton para a gravitação universal: uma revisão do debate historiográfico entre Cohen e Westfall. Caderno Brasileiro de Ensino de Física, v. 27, n. 2, pp. 215-254, 2010. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/fisica/article/view/2175-7941.2010v27n2p215/13490. Acesso em: 07 set. 2015.

THIOLLENT, Michel. Metodologia da pesquisa-ação. São Paulo: Cortez, 2008.

VEIGA, Cynthia Greive. A escolarização como um projeto de civilização. Revista Brasileira de Educação, set-dez, pp. 90-103, 2002.

WUO, Ana Elvira. Comicidade: do “corpar” clownesco como princípio móvel, flexível, risível e espontâneo na (des) formação do ator. Ouvirouver (Uberlândia). v. 9, n. 1, pp. 108-116, jan./jun., 2013.

WUO, Ana Elvira. Clown, Processo Criativo: rito de iniciação e passagem. 2005. 255 f. Tese (Doutorado em Educação Física na Área de Pedagogia do Movimento) – Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2005.

Publicado
2017-07-21
Como Citar
Ferreira, F. de C., & Wuo, A. E. (2017). Pedagogia palhacesca: a escola do só eu no ensino regular. Conceição|Conception, 6(1), 87-105. https://doi.org/10.20396/conce.v6i1.8648648
Seção
Artigos Temáticos