Pedagogia e máscaras: entrevista com dois mestres canadenses

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/conce.v6i1.8648743

Palavras-chave:

Steve Jarand. Sue Morrison. Máscaras. Palhaço.

Resumo

É no contexto do pós-doutoramento intitulado "Brincantes mascarados da cultura popular: possibilidades para a formação do artista cênico na contemporaneidade" que insiro as duas entrevistas a seguir. A primeira aconteceu no início de 2016 na UFMG em Belo Horizonte,  quando Steve Jarand trouxe um workshop de máscaras expressivas durante três dias e organizado por Mariana Muniz, que foi também a tradutora no momento da entrevista. A segunda aconteceu com Sue Morrison no início de 2017 em Toronto – Canadá, quando finalizei um workshop de Clown Through Mask. Para esse momento foram fundamentais as participações de Isaac Luy como tradutor e Mayara Gabaldi no registro em áudio e transcrição do diálogo na língua inglesa.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Vilma Campos Leite, Universidade Federal de Uberlândia

Professora na Universidade Federal de Uberlândia

Publicado

2017-07-21

Como Citar

Leite, V. C. (2017). Pedagogia e máscaras: entrevista com dois mestres canadenses. Conceição/Conception, 6(1), 157–166. https://doi.org/10.20396/conce.v6i1.8648743