Querer ficar

um breve compartilhamento de um processo criativo em dança que tem a ação da insistência como estratégia metodológica

Autores

  • Danilo Silveira Universidade de São Paulo
  • Sayonara Pereira Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.20396/conce.v7i2.8650950

Palavras-chave:

Permanência, Criação em dança, Tempo

Resumo

O presente artigo se constrói em decorrência de uma investigação sobre como pode se dar o ato metodológico da “insistência” na criação em dança. Para tanto, a discussão sobre insistência se desenvolve objetivando olhar para o processo criativo do espetáculo de dança Corpo Desconhecido da bailarina Cinthia Kunifas. O espetáculo aqui em questão já dura quinze anos, e neste tempo contínuo e não urgente, Kunifas insistentemente permanece em um mesmo modo de estar e viver a cena a partir de uma questão original.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Danilo Silveira, Universidade de São Paulo

Mestre pelo Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas da Universidade de São Paulo (USP). 

Sayonara Pereira, Universidade de São Paulo

Professora da Universidade de São Paulo. Pós-Doutorado pela Freie Universität Berlin e pela Universidade Estadual de Campinas-UNICAMP (2009). Doutora pela UNICAMP.

Referências

KUNIFAS, Cithia Bruck. Corpo desconhecido: um contínuo processo de criação em dança. Salvador, 2008. Dissertação (Mestrado em Artes Cênicas) – Universidade Federal da Bahia, 2008.

LARROSA, JORGE. Tremores: escritos sobre experiência. 1. Ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2014.

MACHADO, Adriana B. A natureza da permanência: processos comunicativos complexos e a dança. São Paulo, 2001. Dissertação (Mestrado em Comunicação e Semiótica) - PUC-SP, 2001.

MACHADO, Adriana B. A dança da permanência: um jogo que permite adequar possibilidade e necessidade. In: COGNITO-ESTUDOS: Revista Eletrônica de Filosofia. São Paulo, V.2, nº2, Texto 10-22, p. 76-83, 2005.

PEREIRA, Sayonara. Corpos que esboçam memórias. In: Anais do Encontro Nacional de Pesquisadores em Dança (ANDA) – Dança contrações epistêmicas. Porto Alegre. São Paulo: ANDA. v. 1. p. 01-11, 2011.

SALLES, Cecília Almeida. Gesto inacabado: processo de criação artística. 5. ed. São Paulo: Editora Intermeios, 2011.

VIEIRA, Jorge Albuquerque. Teoria do conhecimento e arte: formas de conhecimento – arte e ciência, uma visão a partir da complexidade. Fortaleza: Expressão Gráfica e Editora, 2006.

Publicado

2018-12-21

Como Citar

Silveira, D., & Pereira, S. (2018). Querer ficar: um breve compartilhamento de um processo criativo em dança que tem a ação da insistência como estratégia metodológica. Conceição/Conception, 7(2), 3–27. https://doi.org/10.20396/conce.v7i2.8650950