Dança e empoderamento

Autores

  • Mariana Baruco M. Andraus Universidade Estadual de Campinas
  • Lívia Sene Universidade Estadual de Campinas
  • Isadora Prata Universidade Estadual de Campinas
  • Clara Rodriguez Universidade Estadual de Campinas
  • Milena Pereira Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/conce.v7i0.8653778

Palavras-chave:

Ensino de dança, Empoderamento, Concepções de corpo, Teorias de conhecimento

Resumo

Este artigo se dedica a refletir sobre o papel do licenciado em dança no empoderamento de cidadãos por meio do trabalho corporal sensível e crítico propiciado pelo estudo da dança. A discussão se construiu em 2016, no contexto da tramitação da Base Nacional Curricular Comum, devido às alterações propostas à Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB — Lei 9.394/1996) no que concerne ao entendimento da Dança como disciplina curricular obrigatória, ficando na BNCC a Dança compreendida como um subcomponente da Arte dentro da grande área "Linguagens" (que inclui Língua Portuguesa, Língua Estrangeira e Educação Física).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mariana Baruco M. Andraus, Universidade Estadual de Campinas

Doutora em Artes da Cena pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Professora do Curso de Graduação em Dança e do Programa de Pós-Graduação em Artes da Cena da Universidade Estadual de Campinas. 

Lívia Sene, Universidade Estadual de Campinas

Licenciada em Dança pela Universidade Estadual de Campinas.

Isadora Prata, Universidade Estadual de Campinas

Licenciada em Dança pela Universidade Estadual de Campinas.

Clara Rodriguez, Universidade Estadual de Campinas

Licenciada em Dança pela Universidade Estadual de Campinas.

Milena Pereira, Universidade Estadual de Campinas

Licenciada em Dança pela Universidade Estadual de Campinas.

Referências

ALVARENGA, A. L. Klauss Vianna e o Ensino da Dança: uma experiência educativa em movimento. 2009. 306 f. Tese (Doutorado em Educação e Inclusão Social) – Instituto de Educação, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte. 2001.

BANES, S. Greenwich Village 1963: avant-garde, performance e o corpo efervescente. Tradução: Mauro Gama. Rio de Janeiro: Rocco, 1999.

BEAUVOIR, S. O Segundo Sexo. 1. Fatos e Mitos. Tradução de: Sérgio Milliet. São Paulo: Círculo do Livro S.A., 1949.

BRASIL. Medida Provisória nº 746, de 22 de setembro de 2016. Institui a Política de Fomento à Implementação de Escolas de Ensino Médio em Tempo Integral, altera a Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, e a Lei nº 11.494 de 20 de junho 2007, que regulamenta o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação, e dá outras providências. Disponível em:

http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2015-2018/2016/Mpv/mpv746.htm. Acesso em 30 out. 2016.

BRASIL. Ministério de Educação e Cultura. Lei nº 9394/96, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da Educação Nacional. Brasília. Disponível em:

https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L9394.htm. Acesso em 30 out. 2016.

COURTINE J. J.; VIGARELLO G.; CORBIN A. Historia do Corpo: As mutações do olhar: O século XX. Petrópolis, RJ: Vozes, 2009.

FORTIN, S. Transformação de práticas de dança. Lições de Dança 4, Rio de Janeiro: UniverCidade Editora, 2004.

FORTIN, S. “Transformação de práticas de dança”. Lições de dança. Rio de Janeiro: UniverCidade Editora, 2003.

FOUCAULT, M. “Vigiar e punir: historia da violência nas prisões”. Vozes, 1987.

FREIRE, P. Pedagogia do oprimido. 17 ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.

GREEN, J. Emancipatory pedagogy?: Women's Bodies and The Creative Process in Dance. Frontiers: A Journal of Women Studies,Ohio, v. 21, n. 3, pp.124-140. 2000.

LOUPPE, L. Poética de dança contemporânea. Orfeu Negro, 2012.

LOUPPE, L. Corpos Híbridos. In: ANTUNES, Arnaldo et al. Lições de Dança, 2. Rio de Janeiro: UniverCidade, 2000. pp. 27-40.

MUNEVAR, Lucia Lancheros. Dança moderna e feminismos. 2013. Dissertação de Mestrado em Performance Artística / Dança. Faculdade de Motricidade Humana, Universidade Técnica de Lisboa. Lisboa, 2013. Disponível em: http://hdl.handle.net/10400.5/5492

MUNIZ, Z. Rupturas e Procedimentos da Dança Pós-Moderna. Revista O Teatro Transcende, Blumenau, v. 16, n. 2, p. 63-80, 2011.

NOGUEIRA, I. C. Do nascimento das políticas de rede à poética de multidão. Salvador, IV Reunião Científica de Pesquisa e Pós-Graduação em Artes Cênicas. Disponível em: http://portalabrace.org/ivreuniao/GTs/DancaTecnologia/Nogueira.pdf . Acessado em: 07 nov. 2016.

RODRIGUES, G. Bailarino-pesquisador-intérprete: processo de formação. Rio de Janeiro: Funarte, 1997.

SÃO PAULO (Estado). Lei Complementar nº 1.093 de 16 de julho de 2009 (Atualizada até a Lei Complementar nº 1.277, de 22 de dezembro de 2015). Dispõe sobre a contratação por tempo determinado de que trata o inciso X do artigo 115 da Constituição Estadual e dá outras providências correlatas. Disponível em:

http://www.al.sp.gov.br/repositorio/legislacao/lei.complementar/2009/alteracao-lei.complementar-1093-16.07.2009.html. Acesso em: 20 out. 2016

SENADO FEDERAL - Website. Dispõe sobre o ofício do profissional da dança. Disponível em: http://www.camara.gov.br/proposicoesWeb/prop_mostrarintegra?codteor=1444113 Acesso em 15 de out. 2016

SHAPIRO, S. Em direção a professores transformadores: perspectivas feminina e critica no ensino da dança. Pro-posições, Campinas, Vol. 9 Nº 2 [26] Junho de 1998.

She's Beautiful When She's Angry. Direção: Mary Dore. Produção: Mary Dore, Nancy Kennedy. Documentário histórico, 92 min, 2014.

VALOURA, L. de C. Paulo Freire, o educador brasileiro autor do termo Empoderamento, em seu sentido transformador. 2005/2006. Disponível em: <http://tupi.fisica.ufmg.br/michel/docs/Artigos_e_textos/Comportamento_organizacional/empowerment_por_paulo_freire.pdf>. Acesso em: 05 set. 2016.

VALOURA, L. de C. Paulo Freire, o educador brasileiro autor do termo Empoderamento, em seu sentido transformador. 2005/2006. Disponível em: <http://tupi.fisica.ufmg.br/michel/docs/Artigos_e_textos/Comportamento_organizacional/empowerment_por_paulo_freire.pdf>. Acesso em: 05 set. 2016.

VIANNA, K. A Dança. São Paulo: Summus Editorial, 2005.

WEBSITE DA CÂMARA DOS DEPUTADOS. Constituição de 1988. Disponível em: http://www2.camara.leg.br/legin/fed/consti/1988/constituicao-1988-5-outubro-1988-322142-publicacaooriginal-1-pl.htmlAcesso em 30/10/2018.

WEBSITE DO PROGRAMA ESCOLA SEM PARTIDO. Por uma lei contra o abuso da liberdade de ensinar. Disponível em: http://www.programaescolasempartido.org/saiba-mais/ Acessado em: 10 out. 2016.

Downloads

Publicado

2018-10-31

Como Citar

Andraus, M. B. M., Sene, L., Prata, I., Rodriguez, C., & Pereira, M. (2018). Dança e empoderamento. Conceição/Conception, 7, 23–69. https://doi.org/10.20396/conce.v7i0.8653778