Teatro e trabalho sobre si

a perspectiva de Stanislavski

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/conce.v8i2.8656450

Palavras-chave:

Teatro russo, Trabalho do ator sobre si mesmo, Atuação

Resumo

O artigo aborda a noção de “trabalho do ator sobre si mesmo”, concebida por Konstantin Stanislávski como princípio operador que permeia as relações entre arte e vida por meio da afirmação dos aspectos concretos do
ofício do ator. Propõe, assim, a aproximação de uma tradição teatral que formulou um novo paradigma ético e poético para o artista da cena a partir da urgência de redimensionar o sentido do fazer artístico em um contexto de profundas transformações políticas e sociais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Natacha Dias, Universidade Estadual de Campinas

Doutoranda pelo Programa de Pós-Graduação em Artes da Cena da UNICAMP. Professora colaboradora na Universidade Estadual do Paraná.

Referências

BERDIÁIEV, Nikolai. Vontade de Vida e Cultura. In: CAVALIERI, Arlete; VÁSSINA, Helena; SILVA, Noé (Orgs.). Tipologia do Simbolismo nas Culturas Russa e Ocidental. São Paulo: Humanitas, 2005.

CHEJOV, M. KNÉBEL, M. O. 16 Lecciones y otros Materiales. Alejandro González Puche, Ma Zhenghong (tradução e compilação). Cali: Programa Editorial Universidad del Valle, 2017.

GORDON, Mel. The Stanislavski Technique. New York: Applause Theatre Book Publishers, 1998.

GROTOWSKI, Jerzy. Respuesta a Stanislavski. In: Máscara – Cuaderno Iberoamericano de Reflexion sobre Escenologia. Cidade do México: Escenologia, ano 3, n. 11-12, p. 18-26, 1993.

IVÁNOV, Viatcheslav. Duas Forças no Simbolismo Moderno. In: CAVALIERI, Arlete; VÁSSINA, Helena; SILVA, Noé (Orgs.). Tipologia do Simbolismo nas Culturas Russa e Ocidental. São Paulo: Humanitas, 2005.

LOCKE, John. Identité et différence. L’invention de la conscience. Présenté, traduit et commenté par Étienne Balibar. Seuil, Paris, 1998.

MENDONÇA, Andrey Albuquerque. Theósis: a mística ortodoxa russa em Paul Evdokimov. São Paulo, 2011. Dissertação de Mestrado em Ciências da Religião – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

MEYENDORFF, John. L`Église Orthodoxe: hier at aujourd`hui. Pa-ris: Éditions du Seuil, 1995.

MOLLICA, Fabio (org). Il Teatro possible. Stanislávskij e il Primo studio Del Teatro d`arte di Mosca. Fireze: La Casa Usher, 1989.

NEMIRÓVICH-DANCHENKO, Vladimir Ivánovich. La experiencia del actor. In: JIMENEZ, Sergio. El evangelio de Stanislavski segun sus apostoles, los apócrifos, la reforma, los falsos profetas y Judas Iscariote. México: Gaceta, 1990.

RICOEUR, Paul. A memória, a história, o esquecimento. Campinas: Editora da Unicamp, 2010.

SCANDOLARA, Camilo. Os Estúdios do Teatro de Arte de Moscou e a formação da pedagogia teatral no século XX. Campinas, 2006. Dissertação (Mestrado em Artes Cênicas) – Universidade Estadual de Campinas.

SULLIVAN, John J. Stanislavski and Freud. In: Stanislavski and America: “The Method” and its influence on the American Theatre. New York: Fawcett Premier, 1967.

STANISLAVSKI, Konstantin. Minha Vida na Arte. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1989.

STANISLAVSKI, Konstantin. El Trabajo del actor sobre sí mismo en el proceso creador de la vivencia. Barcelona: Alba, 2003.

STANISLAVSKI, Konstantin. El trabajo del actor sobre su papel. Buenos Aires: Quetzal, 1988.

VASSILIEV, Anatoli. Dialogue avec les traducteurs – Le travail du metteur en scène sur soi dans le processus créateur de l’analyse par l’action. In: L’Analyse-Action. Actes Sud-Papiers. Paris, 2006.

WHITE, R. Andrew. Stanislavsky and Ramacharaka: The Influence of Yoga and Turn-of-the-Century Occultism on the System. In: Theatre Survey, v. 47, n. 1, p. 73-92, may 2006.

ZALTRON, M. A. “Переживание” (perejivánie) e o “trabalho do ator sobre si mesmo” em K. Stanislávski. Anais do VII Congresso da Abrace. Porto Alegre, v. 13, n.1, 2012. Disponível em https://www.publionline.iar.unicamp.br/index.php/abrace/issue/view/96. Acesso em 03 de agosto de 2019.

Downloads

Publicado

2019-12-12

Como Citar

DIAS, N. . Teatro e trabalho sobre si: a perspectiva de Stanislavski. Conceição/Conception, Campinas, SP, v. 8, n. 2, 2019. DOI: 10.20396/conce.v8i2.8656450. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/conce/article/view/8656450. Acesso em: 26 nov. 2020.