A produção do conhecimento sobre aprendizagem na educação física brasileira

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/conex.v13i1.2150

Palavras-chave:

Conhecimento, Aprendizagem, Educação Física

Resumo

O presente escrito traz reflexões gestadas durante a concepção de nosso estudo dissertativo e surgiu com o intuito de realizarmos algumas imersões exploratórias sobre o conhecimento produzido acerca da aprendizagem na Educação Física brasileira. Nesse sentido, tivemos como objetivo principal mapear e refletir sobre a produção do conhecimento em periódicos, programas de pós-graduação e anais de congressos, perseguindo a interface do corpo com a aprendizagem. O método de pesquisa utilizado foi o hermenêutico, através da análise de conteúdo (BARDIN, 1977). Dentre as 825 publicações apreciadas, percebemos que apenas 687 expressavam alguma concepção teórica de aprendizagem em seu contexto e que apenas 242 das publicações evidenciaram a aprendizagem como objeto principal de seus estudos. A concepção de aprendizagem pautada no Comportamento Motor obteve 165 ocorrências, os trabalhos à luz das compreensões Psicopedagógicas somou 158 trabalhos, as pesquisas articuladas com a perspectiva Histórico-Crítica foi a mais incidente com 252 arquivos, a Aprendizagem Significativa obteve 02 publicações, enquanto que a concepção Fenomenológica/Ciências Cognitivas esteve em 14 trabalhos. Acreditamos que a realização desse mapeamento sobre a temática da aprendizagem, nos deu respaldo acadêmico para darmos continuidade aos nossos investimentos sobre aprendizagem na Educação Física escolar brasileira voltados para as perspectivas Fenomenológica/Ciências Cognitivas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alison Pereira Batista, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte

Professor do Ensino Básico Técnico e Tecnológico das Disciplinas: Educação Física e Qualidade de Vida e Trabalho. Mestre em Educação, Especialista em Pedagogia de Movimento e Licenciado em Licenciatura Plena em Educação Física, pela UFRN. Membro do GEPEC.

José Pereira de Melo, Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Doutor em Educação Motora. Professor dos Programas de Pós Graduação em Educação e Educação Física da UFRN. Coordenador do Grupo de Estudos sobre Corpo e Cultura de Movimento - GEPEC.

Allyson Carvalho de Araújo, Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Doutor em Comunicação. Professor do Programa de Pós Graduação em Educação Física da UFRN e membro do GEPEC.

Maria Aparecida Dias, Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Doutora em Educação. Professora do Departamento de Educação Física da UFRN. Membro do GEPEC.

Referências

FERREIRA, N. S. A. As pesquisas denominadas “ESTADO DA ARTE”. Revista Educação & Sociedade, ano XXIII, n. 79, p. 257-272, ago. 2002.

BATISTA, A. P.. Conhecimentos sobre o corpo: uma possibilidade de intervenção pedagógica nas aulas Educação Física no ensino médio, 2013. 287f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2013.

RICOEUR, P. Teoria da interpretação. Lisboa: Edições 70, 1978.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 1977.

DARIDO, S. C.; RANGEL, I. C. A. (Org.). Educação Física na escola: implicações para a prática pedagógica. Rio de janeiro: Guanabara Koogan, 2008. (Educação Física no Ensino Superior).

TANI, G. et al. Aprendizagem motora: tendências, perspectivas e aplicações. In: Revista Paulista de Educação Física, São Paulo, v. 18, p. 55-72, ago.2004.

CASTRO, D. L. O aperfeiçoamento das técnicas de movimento em dança. Movimento, Porto Alegre, v. 13, n.1, p. 121-130, jan/abr. 2007.

PEREIRA, G. M. S.; MAZZOTTI, T. B. Representações sociais de Educação Física por alunos trabalhadores do ensino noturno. Motriz, Rio Claro, v. 14, n.1, p. 53-62, jan/mar. 2008.

CARLAN, P.; DOMINGUES, S. C.; KUNZ, E. Didática da Educação Física brasileira: uma compreensão da produção científica. Pensar a Prática, Goiania, v. 12, n. 3, p. 01-11, set/dez. 2009.

CAVALCANTI, L. M. B.; PORPINO, K. O. O corpo belo transcende a regra: reflexões sobre beleza e educação na ginástica rítmica. In: Anais do Congresso Nacional de Educação Física, Saúde e Cultura, 4. , 2010, Recife.

CORDEIRO, R. V. Corporeidade, dialogicidade e virtualidade: desvelando a aprendizagem. 2008. 226 f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2008.

Downloads

Publicado

2015-03-31

Como Citar

BATISTA, A. P.; MELO, J. P. de; ARAÚJO, A. C. de; DIAS, M. A. A produção do conhecimento sobre aprendizagem na educação física brasileira. Conexões, Campinas, SP, v. 13, n. 1, p. 79–98, 2015. DOI: 10.20396/conex.v13i1.2150. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/conexoes/article/view/2150. Acesso em: 26 out. 2021.

Edição

Seção

Artigo Original

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)