Índices de crescimento estatural e estado nutricional de escolares de 6 a 14 anos escolares de 6 a 14 anos

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/conex.v12i1.2184

Palavras-chave:

Estatura, Peso corporal, Crescimento físico, Estudantes

Resumo

O objetivo desse estudo foi investigar os índices de crescimento estatural e estado nutricional de escolares da rede municipal de ensino de Acopiara, no sul do estado do Ceará. Participaram do estudo 622 escolares, dos quais 323 do sexo masculino e 299 do feminino com faixa etária entre 06 e 14 anos matriculados em escolas públicas do referido município. Para a avaliação do crescimento físico e estado nutricional este estudo adotou as variáveis massa corporal, estatura e os índices estatura para idade e IMC para idade de acordo com a World Health Organization (2007). Em relação à estatura para idade, percebeu-se conforme o esperado, que a maioria dos indivíduos independente da idade indicou estatura adequada. Entretanto, verificou-se um percentual elevado de indivíduos, sobretudo no grupo masculino, com baixa estatura para idade. Quanto ao IMC para idade verificou-se novamente conforme o esperado, que a maioria dos indivíduos independente da idade indicou IMC adequado. Porém, verificou-se um percentual significativamente elevado de indivíduos, tanto no grupo masculino como feminino com classificação do estado nutricional alusivo à magreza e magreza acentuada. Estes resultados indicam que as crianças e adolescentes podem estar sofrendo uma carência nutricional e por consequência estão sujeitas a prejuízo no desenvolvimento psicomotor além de menor aproveitamento escolar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Glauber Carvalho Nobre, Universidade do Estado de Santa Catarina

Bolsista de Doutorado. Mestrado em Ciências do Movimento Humano pela Universidade do Estado de Santa Catarina, Brasil(2011). Avaliador Físico da Academia Company Fitness , Brasil

Karla Sibelle Campos de Lima, Universidade Regional do Cariri

Ensino Médio (2o grau) pelo EEEP Alfredo Nunes de Melo , Brasil(2007).

Antônia Deliane Gomes da Silva, Universidade Regional do Cariri

Universidade Regional do Cariri – URCA, Crato, Ceará – Brasil.

Anastácio Neco de Souza Filho, Universidade Regional do Cariri

Especialização em Fisiologia do Exercício e Treinamento Personalizad pelo Unifoa, Brasil(2009). Professor da Universidade Regional do Cariri , Brasil

Rubens Vinícius Letieri, Faculdade Católica Rainha do Sertão

Mestrado em Biocinética pela Universidade de Coimbra, Portugal (2012). Professor/Coordenador da Faculdade Católica Rainha do Sertão, Brasil.

Paulo Felipe Ribeiro Bandeira, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Mestrado em Ciências do Movimento Humano pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Brasil (2015). Professor do Instituto de Educação e Ensino Superior, Brasil.

 

Referências

GLANER, M. F. Crescimento físico em adolescentes do norte gaúcho e oeste catarinense. Revista Brasileira de Ciência e Movimento, Brasília, v. 13, n. 2, p. 15-26, 2005.

MENEZES, R. C. E.; OSÓRIO, M. M. Consumo energético-protéico e estado nutricional de crianças menores de cinco anos, no estado de Pernambuco, Brasil. Revista de Nutrição, Campinas. v. 20, n. 4, p. 337-347, jul./ago. 2007.

DINIZ, I. M. S.; LOPES, A. S.; BORGATTO, A. F. Crescimento físico e composição corporal de escolares de diferentes grupos étnicos do estado do Rio Grande do Sul, Brasil. Revista Brasileira de Cineantropometria e Desempenho Humano, Florianópolis, v. 10, n. 1, p. 12-18, 2008.

NHANTUBO, L. et al. Atividade física em crianças e jovens residentes em uma comunidade rural moçambicana: efeitos da idade, sexo e estado nutricional. Revista Panamericana de Salud Publica, Washington, v. 23, n. 3, p. 171-78, 2008.

SALOMONS, E.; RECH, C. R.; LOCH, M. R. Estado nutricional de escolares de seis a dez anos de idade da rede municipal de ensino de Arapoti, Paraná. Revista Brasileira de Cineantropometria e Desempenho Humano, Florianópolis, v. 9, n. 3, p. 244-249, 2007.

MONTEIRO, C. A. et al. Causas do declínio da desnutrição infantil no Brasil, 1996-2007. Revista Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 43, n. 1, p. 244-249, 2009.

NASCIMENTO, A. P. B.; FERREIRA, M. L.; MOLINA, S. M. G. Avaliação antropométrica de escolares em Piracicaba SP: da desnutrição para a obesidade. ConScientiae Saúde, São Paulo, v. 9, n. 4, p. 707-13, 2010.

DELWING, K. B. B.; REMPEL, C.; BOSCO, S. M. D. Prevalência de sobrepeso e obesidade em escolares entre 6 e 11 anos de um município do interior do RS. ConScientiae Saúde, São Paulo, v. 9, n. 2, p. 173-178, 2010.

ABRANTES, M. M.; LAMOUNIER, J. A.; COLOSIMO, E. A. Prevalência de sobrepeso e obesidade em crianças e adolescentes das regiões Sudeste e Nordeste. Jornal de Pediatria, Rio de Janeiro, v. 78, n. 4, p. 335-40, 2002.

BALABAN, G.; SILVA, G. A. P. Prevalência de sobrepeso e obesidade em crianças e adolescentes de uma escola da rede privada de Recife. Jornal de Pediatria, Rio de Janeiro, v. 77, n. 2, p. 96-100, 2001.

NOBRE, G. C. et al. Índices de estatura para idade e IMC para idade em escolares de um município do nordeste brasileiro. In: CONGRESSO NORTE E NORDESTE DE PESQUISA E INOVAÇÃO, 7., 2012, Palmas. Anais... v. 1, p. 245-49, 2012.

GAYA, A. C. Ciências do movimento humano: introdução a metodologia de pesquisa. Porto Alegre: Artmed, 2008.

FEDERAÇÃO DAS INDÚSTRIAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO (FIRJAN). Índice FIRJAN de desenvolvimento municipal. Município Acopiara - CE (Ano base 2010): IFDM. Disponível em: http://www.firjan.org.br/ifdm. Acesso em: 23 fev. 2012.

WORLD HEALTH ORGANIZATION (WHO). Child growth standards: length/height-for-age, weight-forage, weight-for-length, weight-for-height and body mass index-for-age. Geneva, 2006. Disponível em: http : //www.who.int/childgrowth/en/. Acesso em: 12 dez 2013.

SILVA, S. P. Estudo longitudinal-misto do crescimento e desempenho motor em crianças e adolescentes da região do Cariri Cearense, Brasil. 2010. 238f. Tese (Doutorado em Ciências do Desporto) - Faculdade de Desporto, Universidade do Porto, Porto, 2010.

GUEDES, D. P.; MENDES, R. R. Crescimento físico e estado nutricional de escolares do Vale do Jequitinhonha, Minas Gerais, Brasil. Revista Brasileira de Cineantropometria e Desempenho Humano, Florianópolis, v. 14, n. 4, 2012.

AMORIM, S. T. S. P.; RODRIGUES, A. G. M.; STOLARSKI, M. C. Estatura de adolescentes matriculados em escolas da rede pública no estado do Paraná, Brasil. Revista de Nutrição, Campinas. v. 22, n. 2, p. 195-205, mar./abr. 2009.

ALVES, J. G.; SIQUEIRA, P. P.; FIGUEIROA, J. N. Overweight and physical inactivity in children living in favelas s in the metropolitan region of Recife, Brazil. Jornal de Pediatria, Rio de Janeiro, v. 85, v. 2, p. 67-71, 2009.

VANZELLI, A. S. et al. Prevalência de sobrepeso e obesidade em escolares da rede pública do município de Jundiaí, São Paulo. Revista Paulista de Pediatria, São Paulo, v. 26, n. 1, p. 48-53, 2008.

JANUÁRIO, R. S. B. et al. Índice de massa corporal e dobras cutâneas como indicadores de obesidade em escolares de 8 a 10 anos. Revista Brasileira de Cineantropometria e Desempenho Humano, Florianópolis, v. 10, n. 3, p. 266-270, 2008.

PETROSKI, E. L.; SILVA, R. J. S.; PELEGRINI, A. Crescimento físico e estado nutricional de crianças e adolescentes da região de Cotinguiba, Sergipe. Revista Paulista de Pediatria, São Paulo, v. 26, n. 3, 2008.

Downloads

Publicado

2014-03-21

Como Citar

Nobre, G. C., Lima, K. S. C. de, Silva, A. D. G. da, Souza Filho, A. N. de, Letieri, R. V., & Bandeira, P. F. R. (2014). Índices de crescimento estatural e estado nutricional de escolares de 6 a 14 anos escolares de 6 a 14 anos. Conexões, 12(1), 126–141. https://doi.org/10.20396/conex.v12i1.2184

Edição

Seção

Artigo Original

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)