Banner Portal
Fatores motivacionais em paratletas com deficiência visual e motora praticantes de natação e atletismo
PDF

Palavras-chave

Motivação
Esportes
Deficiente

Como Citar

OLIVEIRA, Gledson Tavares de Amorim; SANTOS, Petrus Gantois Massa Dias dos; BATISTA, Gilmário Ricarte; SANTOS, Antonio Roberto Rocha. Fatores motivacionais em paratletas com deficiência visual e motora praticantes de natação e atletismo. Conexões, Campinas, SP, v. 11, n. 1, p. 29–41, 2013. DOI: 10.20396/conex.v11i1.8637629. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/conexoes/article/view/8637629. Acesso em: 20 jul. 2024.

Resumo

Diversas modalidades esportivas buscaram se adaptar com o intuito de agregar um maior número de pessoas com deficiência física a sua prática, nesse contexto o estudo da motivação é um dos que mais ganha espaço na Psicologia do Esporte. O objetivo deste estudo foi verificar os fatores motivacionais em paratletas com deficiência visual e motora praticantes de natação e atletismo. O estudo caracteriza-se como descritivo, de delineamento transversal. A amostra foi composta por 30 paratletas do sexo masculino, idade (34,1±7,9 anos), portadores de deficiência visual e motora, praticantes de natação (n=13) e de atletismo (n=17). O instrumento utilizado foi o Questionário de Motivação para Atividades Desportivas (QMAD). Foi verificado que o domínio “Atividade em Grupo†apresentou maior escore para a modalidade natação (83,3±11,8) e atletismo (78,9±19,6). Através do teste de Mann Withney foi verificado que os paratletas da natação (81,4±6,7) se diferenciaram significativamente dos paratletas de atletismo (75,5±7,5) no domínio “Status†(p<0,05), demonstrando que os nadadores foram mais incisivos nas questões relacionadas aos aspectos como, ganhar, fazer alguma coisa em que se é bom, receber prêmios, ter a sensação de ser importante, ser conhecido e ser reconhecido e ter prestígio, uma vez que participam da prática esportiva de alto rendimento

https://doi.org/10.20396/conex.v11i1.8637629
PDF

Referências

SAMULSKI, D.; NOCE, F. Perfil psicológico de atletas paraolímpicos brasileiros. Revista Brasileira de Medicina do Esporte, São Paulo, v. 8, n. 4, p. 157-166, jul./ago. 2002.

GREGUOL, M. et al. Orientação esportiva de atletas pertencentes às modalidades de Remo e Natação adaptados. Revista Mackenzie de Educação Física e Esporte, São Paulo, v. 10, n. 1, p. 98-106, 2011.

BOAS M. S V.; BIM R. H.; BARIAN S. H. S. Aspectos motivacionais e benefícios da prática do basquetebol sobre rodas. Revista da Educação Física/UEM, Maringá, v. 14, n. 2, p. 7-11, 2003.

DOROGI, L.; SZABO, A.; BOGNÁR, J. Goal orientation and perceived motivational climate in Hungarian athletes with physical and visual disabilities and in able-bodied athletes. Kinesiology, v. 40, n. 2, p. 162-169, 2008.

BODAS, A.; LÁZARO, J.; FERNANDES, H. Perfil psicológico de prestação dos atletas paraolímpicos Atenas 2007. Motricidade, Lisboa, v. 3, n. 3, p. 33-43, set. 2007.

VITAL, R. et al. Avaliação clínica dos atletas paraolímpicos. Revista Brasileira de Medicina do Esporte, São Paulo, v. 8, n. 3, p. 77-83, maio/jun. 2002.

SHIBUKAWA, R. M. et al. Motivos da prática de dança de salão nas aulas de Educação Física escolar. Revista Brasileira de Educação Física e Esporte, São Paulo, v. 25, n.1, p.19-26, jan./mar. 2011.

PARK, S. R. A Cross-cultural study of the motivational factors affecting individuals decisions about participating in action sports between korean college students and their american counterpart. 2006. Disponível em: http://www.isdy.net/pdf/eng/3.pdf. Acesso em: 23 nov. 2011.

BENTO, A. N. F.; SILVA, M. R.; PONTES, M. Motivação de atletas federados para a prática de atletismo. Revista da Faculdade de Ciências da Saúde, Porto, n. 5, p. 326-336, 2008.

MELO, A. C. R.; LÓPEZ, R. F. A. Motivação para participação nas atividades de educação física em enfermaria ortopédica. Revista Alvorada de Atividade Física, v. 1, n. 1, 2003.

ZISIMOPOULOS D. A.; GALANAKI E. P. Academic intrinsic motivation and perceived academic competence in Greek Elementary Students with and without learning disabilities. Learning Disabilities Research & Practice, v. 24, n. 1, p. 33–43, 2009.

ANDRADE, A.; SALGUERO, A.; MÁRQUEZ, S. Motivos para a participação esportiva em nadadores brasileiros. Fitness and Performance Journal, Rio de Janeiro, v. 5, n. 6, p. 363-369, nov./dez. 2006.

COSTA, V. S.; FERNANDES, A. S.; MAIA, M. Hábitos desportivos dos jovens do interior norte e litoral norte de Portugal. Revista Portuguesa Ciências do Desporto, Porto, v. 9, n. 2, p. 46-55, nov. 2009.

SILVA, D. A. P.; MACHINSKI, P. R. Futsal masculino e feminino: a comparação motivacional no município de Rebouças-PR. Cinergis, vol. 11, n. 1, p. 1-10, jan./Jun, 2010.

GILL, D. L.; GROSS, J. B.; HUDDLESTON, S.; Participation motivation in youth sports. Journal of Sport Psychology, Champaign, v.14, p.1-14, 1983.

SERPA, S. Motivação para a prática desportiva. In SOBRAL, F.; MARQUES, A. (Coord.). FACDEX: desenvolvimento somato-motor e factores de excelência desportiva na população escolar portuguesa. Ministério da Educação – Desporto Escolar, p. 101-106, 1990.

BARROSO, M. C. L. Validação do Participation Motivation Questionnaire adaptado para determinar motivos de prática esportiva de adultos jovens brasileiros.

SAITO, S. P. D. Motivos que levam indivíduos portadores de deficiência visual a participarem de atividades desportivas adaptadas de alto nível. Revista Mineira de Educação Física, Viçosa, v. 15, n. 2, p. 20-32, 2007.

DUARTE, M. J. C. O. S. Estudo descritivo e comparativo dos níveis de aptidão física e dos hábitos nutricionais, em atletas Portugueses da Associação Nacional de Desporto para a Deficiência Mental (ANDDEM- Atletismo e Basquetebol). 2004. 198 f. Dissertação (Mestrado em Ciências do Desporto) – Faculdade de Ciências do Desporto em Educação Física, Porto, 2004.

SILVA, A. P. Estudo sobre os motivos que levam o deficiente mental a praticar desporto de competição. Trabalho de Conclusão de Curso (Licenciatura) - Faculdade de Ciências do Desporto e de Educação Física, Universidade do Porto, Porto, 1997.

SIT, C. H. P.; LINDNER, K. J. Motivational orientations in youth sport participation: Using Achievement Goal Theory and Reversal Theory. Personality and Individual Differences, v. 38, n. 3, p. 605-618, 2005.

O periódico Conexões: Educação Física, Esporte e Saúde utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.